Anterior
Bilhetes para Portugal-Bósnia entre €10 e €20
Seguinte
Benfica empata com Basileia na Luz (fotogaleria)
Página Inicial   >  Desporto  >   Vítor Pereira tem tolerância até jogo com Sp. Braga

Vítor Pereira tem tolerância até jogo com Sp. Braga

Brindado com assobios no aeroporto após a derrota com o Apoel, Vítor Pereira mantém a confiança da SAD portista, pelo menos até ao encontro de risco com o Sp. Braga, no Dragão...
|
Vítor Pereira está a ser contestado pelas fracas exibições do FC Porto
Vítor Pereira está a ser contestado pelas fracas exibições do FC Porto / Katia Christodoulou/EPA

Vítor Pereira, o mal-amado sucessor de André Villas Boas, voltou, ontem, a ser contestado por um grupo de adeptos, intranquilos com a má forma da equipa e os desaires sucessivos na Liga dos Campeões.

Na SAD azul e branca, apesar do desânimo dos administradores face ao risco de ver a equipa tombar na Liga Europa, a administração ainda mantém a aposta em Vítor Pereira, o treinador a quem Pinto da Costa não poupou elogios quando anunciou a sua escolha para nº1 dos Dragões.

"Está no limbo e não acredito que seja despedido enquanto estiver em primeiro ligar no campeonato", arrisca um ex-dirigente portista, lembrando que os despedimentos no FC Porto "nunca foram ditados por resultados europeus".

Segundo fonte próxima do clube, o futuro de Vítor Pereira no reino do Dragão poderá ficar traçado, em casa, no final do jogo com o Sporting de Braga, da 11ª jornada, a disputar a 27 de novembro, um dia depois do derbi Benfica-Sporting.

Além de uma eventual derrapagem que faça descolar um dos rivais de Lisboa para a frente da classificação do campeonato, o técnico azul e branco, portista de coração, saberá de cor que foi após as vitoriosas visitas dos minhotos que Octávio Machado e o espanhol Victor Fernandez perderem o lugar no banco.

Cinco técnicos despedidos em 30 anos   


Embora não seja imune à pressão das bancadas, o presidente do FC Porto sempre tentou resistir à tentação de governar o departamento de futebol ao sabor dos humores dos adeptos, razão pela qual só despediu cinco treinadores em quase 30 anos de presidência: Quinito, em 1988, Ivic, em 1994, Octávio Machado, em 2002, e Del Neri e Victor Fernandez, em 2004/2005.

Mas o descalabro da época que se seguiu à partida de José Mourinho para Londres - a única em que o FC Porto teve três treinadores num só ano - é um fantasma que volta a assombrar os adeptos mais supresticiosos, que temem que a história se repita em tragédia com a nova fuga de um técnico multicampeão para o Chelsea.

Mais do que os desaires na Champions, nos bastidores do Dragão critica-se a má forma da equipa, entregue a Filipe Almeida, recrutado ao Santa Clara para substituir o preparador físico João Mário, que também seguiu para Londres.

A falta de carisma e de pulso para motivar algumas das estrelas da companhia são outros défices apontados ao esforçado mas até agora pouco convincente técnico da era pós-Villas Boas.   

 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 8 Comentar
ordenar por:
mais votados
já foste
Re: já foste
Re: já foste
Re: já foste
Re: já foste
O treinador
O treinador do FCP tem uma lacúna que nunca antes , pelo menos nos últimos trinta anos, nenhum outro treinador que passou pelo clube teve: não domina o BÁSICO em termos técnicos !!! Hoje, quando se discute o atual momento da equipa, assentua-se a falta de liderança como a principal causa do paupérrimo desempenho nesta temporada. No entanto, o que se evidencia cada vez mais é que a equipa não consegue realizar o que hoje é básico em qualquer equipa moderna, i.e., construir jogo e criar possibilidades de marcar. Para isso precisa do meio campo, coisa que deixou de haver. Hoje o FCP mais parece uma equipa da Irlanda no Norte de há trinta anos, com o quik and rush.
Mudar
E como para Pinto da Costa é mais fácil trocar de mulher que de treinador, vamos ter que aguentar este V.P. por mais algum tempo., até tudo estar perdido eventualmente.
QUERO VER A CORAGEM!!!
Quero ver a coragem de Pinto da Costa e os seus pares com DEZOITO MILHÕES NA MÃO PRONTINHOS PARA MANDAR EMBORA ESTE NABO!!
Comentários 8 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub