21 de abril de 2014 às 15:07
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Vitor Gaspar reconhece défice real superior a 6%

Vitor Gaspar reconhece défice real superior a 6%

Ministro traçou perante os deputados da maioria cenário muito negro de Portugal e da Europa
Filipe Santos Costa (www.expresso.pt)

Vítor Gaspar explicou esta manhã, numa reunião com os deputados do PSD e do CDS, que o défice real deste ano, sem medidas extraordinárias, ficaria acima dos 6%. Ora, como a tolerância admitida pela a troika foi apenas até os 5% este ano e os 4,5% no ano que vem, o Governo teve de pedir sacrifícios suplementares, disse o ministro das Finanças.

Questionado por vários deputados - nomeadamente Miguel Frasquilho (PSD) e João Almeida (CDS) - sobre os números do défice e as contas do Orçamento, Gaspar explicou que o défice real deste ano é uma das razões para a aparente discrepância entre a necessidade de garantir "apenas" 850 milhões de euros, e o pacote de medidas agora anunciado, que representa cerca de cinco mil milhões de euros.

Gaspar relacionou ainda esta discrepância com o cenário macro-económico traçado para o ano que vem (uma contração da economia superior ao que estava estimado) e as incertezas na situação europeia. De acordo com deputados que ouviram as explicações do ministro, o cenário traçado por Vítor Gaspar foi "ainda mais negro" do que aquele que foi ontem apresentado aos portugueses.

Vítor Gaspar insistiu que, para os anúncios do Governo - nomeadamente o do primeiro-ministro, na sexta-feira - foram ditados pela incertezas incertezas da situação europeia, dando vários exemplos, como as eleições na Holanda e a decisão de hoje do Tribunal Constitucional alemão sobre o Mecanismo Europeu de Estabilidade. Segundo o ministro, era urgente dar o sinal de um país cumpridor, independentemente das dificuldades que se possam ir apresentando externamente.

Comentários 91 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar
Cavaco Silva só tem uma coisa a fazer se não quiser alinhar no último comboio para o buraco , conduzido pelo ministro das finanças.

Exigir a cabeça do ministro das finanças Vitor Gaspar , que já se viu não tem mãos para isto , pode ser muito bom em termos de finanças , mas deixa muito a desejar em termos economicos , já que não consegue antecipar qualquer cenário , nem macro , nem micro.
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
Re: Cavaco deve exigir a cabeça do Gaspar Ver comentário
A incompetência e falta de rigor
é o que dá.
O homem fartou-se de nos tirar dinheiro, mas como nada tirou a quem devia eis o resultado.
nós ficámos á rasca, os ricos ficaram mais ricos, o défice subiu, e sinceramente, acho que está na hora de enviar este e os amigos para onde estavam antes de nos assaltarem os bolsos, a conta, os anéis, e a paciência.
Este governo perdeu o Norte.
E a credibilidade.
Só mesmo os broncos e os analfabetos é que ainda acreditam nesta gente.
Poupem-nos!
Acho que está na hora de os pormos com um par de patins, e andor daqui para fora.
Independentes ao governo.
Chega de partidos e de corrupção.
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Re: A incompetência e falta de rigor Ver comentário
Ministro das finanças
Você é dos tais economistas que conta com o ovo no cu da galinha e esta quando não está na maré de os pôr borra as suas contas, grande profissional me saiu porque não conta com os acasos.
EMIGRE, DESAPAREÇA.
Sócrates queria o TGV,lembram-se?
Era o mãximo,Sócrates: a oito dias da falência de Portugal, ainda apregoava o TGV no palanque!
Grande aldrabão,este!
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Mera "lembradura" Ver comentário
Re: Sócrates queria o TGV,lembram-se? Ver comentário
Isto depois de todos os roubos!...
Nada de extraordinário

Mesmo não sendo economista já tinha concluido que só com algumas manobras de engenharia financeira altamente criativa se colocaria o défice em 5%.
O défice real andará certamente à volta de 7%.

Espero que o infiltrado no Expresso nesta reunião consiga esclarecer os portugueses de que medidas extraordinárias está Gaspar a falar porque eu já não percebo nada.

A execução orçamental de 2012, que vale a pena relembrar NÃO FOI AFECTADA POR QUALQUER CONDICIONALISMO DE ORDEM CONSTITUCIONAL, corre o risco de ficar na história como a maior trapalhada da história portuguesa recente.

Tendo em conta que Sócrates governou os 6 últimos anos é obra.
Francamente não consigo entender como ainda há quem veja Gaspar como a nossa tábua de salvação.
Re: Nada de extraordinário Ver comentário
Re: Nada de extraordinário Ver comentário
Re: Nada de extraordinário Ver comentário
Re: Nada de extraordinário Ver comentário
Re: Nada de extraordinário Ver comentário
Re: Nada de extraordinário Ver comentário
'Vitor Gaspar reconhece défice real superior a 6%
Esta notícia não faz qualquer sentido:

"Vítor Gaspar explicou esta manhã, numa reunião com os deputados do PSD e do CDS, que o défice real deste ano, sem medidas extraordinárias, ficaria acima dos 6%. Ora, como a tolerância admitida pela a troika foi apenas até os 5% este ano e os 4,5% no ano que vem, o Governo teve de pedir sacrifícios suplementares, disse o ministro das Finanças."

Teve que pedir sacrifícios suplementares? Para quando? Os vários comunicados só afetam o ano que vem, não este. Os sacrifícios para este ano, estão aí: corte de subsídios dos FPs e reformados. O resultado também: 6% segundo o governo, quando a Troica só aceita 5% (mais 0.5%).

Ou seja, o governo ainda não revelou as medidas extraordinárias para resolver o problema este ano... faz de novo caixinha ou revelação às mijinhas.

Ou estarei enganado? Que medidas foram anunciadas que constituam medidas legítimas e não falcatruas que são aceites por simpatia ou amizade, que vão recuperar os 6% deste ano para 5%?????

E no entretanto, as previsões do pico máximo da dívida já subiram de novo para 124%!!!!!! Como é que se atrevem a dizer que é sustentável quando antes 100% não era?
Re: 'Vitor Gaspar reconhece défice real superior a Ver comentário
Re: 'Vitor Gaspar reconhece défice real superior a Ver comentário
Re: 'Vitor Gaspar reconhece défice real superior a Ver comentário
Re: 'Vitor Gaspar reconhece défice real superior a Ver comentário
Défice...
Em que é que o défice é beneficiado quando 5,75% do meu salário vai direitinho para o bolso do meu patrão???
Que por acaso é espanhol.
Continua o assalto
"Gaspar relacionou ainda esta discrepância com o cenário macro-económico traçado para o ano que vem (uma contração da economia superior ao que estava estimado) e as incertezas na situação europeia"

E então há que insistir no erro até dar certo.

Haja paciência porque eu já a perdi.

Este governo tem de ir à vida e ontem já era tarde...

Re: Continua o assalto Ver comentário
Re: Continua o assalto Ver comentário
Re: Continua o assalto Ver comentário
quem lê isto e pensa...
Chega à conclusão que as medidas são para Troika e casas de rating verem....

Sim, porque a realidade é ainda bem pior.... Mas não se pode dizer em público, pq senão o cenário é automaticamente agravado pelas reacções decisórias do capital internacional.

(Portugal voltar ao mercado em 2013, só devem estar a brincar...)

Isto nem daqui a 20 anos se endireita... muito menos se andarmos a ziguezaguiar de políticas de 4 em 4 anos....

Só lá vai com um governo de salvação nacional durante 20 anos, em que ninguém pode depois enjeitar responsabilidades...
11 DE SETEMBRO DE 2012 UM DIA TRÁGICO PARA PORTUGA
11 DE SETEMBRO DE 2012
UM DIA TRÁGICO PARA PORTUGAL
LEIAM: opaisquetemos.wordpress.com
De PEC em PEC
"De PEC em PEC até ao desastre final" , "desvio colossal". Quem dizia isto? Este boneco.
Re: De PEC em PEC Ver comentário
aguiadois
Fantástico. Não tarda o PM e o Min. Gaspar têm uma diarreia, e a culpa é do Socrates.
Cenário Negro
Não era o PR que dizia que a Austeridade tinha limites. pode ser que tenha uma ideia luminosa e dê uma dicas ao PM. Sr. Presidente. Faça alguma coisa.
PIU !
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub