Anterior
'Geração à rasca' organiza nova manifestação (vídeo)
Seguinte
Bento XVI exorta fiéis a não ceder à máfia calabresa
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Viaturas da Eletricidade da Madeira transportam eleitores

Viaturas da Eletricidade da Madeira transportam eleitores

Uma queixa apresentada hoje na Comissão Nacional de Eleições diz que há eleitores a serem transportados, ilegalmente, para as mesas de voto, através de veículos da Empresa de Eletricidade da Madeira.

O cabeça de lista do CDS-PP às eleições regionais da Madeira, José Manuel Rodrigues, apresentou hoje queixa, na Comissão Nacional de Eleições (CNE), de que há eleitores a serem transportados, ilegalmente, para as mesas de voto, no concelho da Calheta.

João Almeida, membro da CNE, explica ao Expresso que a reclamação apresentada indica que apenas "alguns eleitores" estão a ser levados a votar, através de veículos da Empresa de Eletricidade da Madeira. A CNE já solicitou a atuação da polícia para verificar situação.

A CNE esclarece ainda que as entidades públicas podem organizar o transporte de eleitores, a título execional, se houver dificuldade no acesso às mesas de voto e deve ser previamente comunicado, para toda a população usufruir do serviço.

Até ao momento não foram registadas mais queixas, estando o ato eleitoral a decorrer sem incidentes.

Hoje mais de 250 mil madeirenses são chamados a votar para escolher uma nova composição da Parlamento da região, que integra 47 deputados, um sufrágio do qual resultará ainda o XI Governo Regional.

A este ato eleitoral concorrem nove forças partidárias, a maior participação de sempre desde 1976.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 71 Comentar
ordenar por:
mais votados
Qual é o espanto ?
Apenas Manuela Ferreira Leite, acredita que a democracia na Ilha da Madeira não está gravemente limitada.
Será que esta solideriedade resulta do facto da Madeira ter sido a única região de Portugal, a seguir o seu conselho de "suspender" transitóriamente a democracia para controlar a crise?
O problema é que é precisamente essa limitação que tem permitido o despesismo populista incontrolado de Jardim.
Conclusão: Uma sociedade bem gerida apenas pode ser democratica já que apenas a vigilância democratica poderá limitar o despesismo e o clientelismo.
É de mais democracia que necessita a Madeira e também todo o Portugal.
Permita a correcção à sua conclusão
Re: Permita a correcção à sua conclusão
mas ainda há politicos honestos???
Re: mas ainda há politicos honestos???
Re: mas ainda há politicos honestos???
Re: mas ainda há politicos honestos???
Re: Qual é o espanto ?
Re: Qual é o espanto ?
Re: Qual é o espanto ?
Re: Qual é o espanto ?
Re: Qual é o espanto ?
Re: Qual é o espanto ?
Re: Que lindo!
Re: Que lindo!
Re: Que lindo!
Re: Sem esquecer ...
Viaturas da eletricidade transportam eleitores
A melhor maneira de ver a luz ao fundo do túnel antes de votar.
Patriótico e democrático
Transportar eleitores para as urnas é um serviço cívico que deve ser elogiado.

Os transportados podem trocar as voltas e votar oposição.

A não ser que se trate de ovinos, como suspeito..

Pobre povo controlado por jardins e padres............
Homilia no Caniçal

Esta manhã dizia o padre: "sabem os irmãos que não devo pronunciar-me acerca de intenções de voto. Se assim não fosse, diria que deveriam votar nas setinhas p'ra cima".
Re: Homilia no Caniçal
Re: Homilia no Caniçal
SAO MUITOS FAVORES PARA PAGAR
Re: Amén
é escusado gritar
Os gaios nem os ossos deixam, eles comem tudo. Portugal, Espanha, Itália e Grécia serao completamente comidos pelos Gaios Gigantes da Europa do Norte. Os tugas sao burros e nao trabalham nem deixam trabalhar, expulsaram e continuam a expulsar milhoes de portugueses para o estrangeiro acima de tudo operários que poderiam criar riqueza em Portugal. Os perguicosos ficaram mais os doentes e velhotes. Os emigrantes que vêm para portugal vêm de países , onde trabalhar nao é com eles, por isso ADIEU Portugal, nao vale a pena gritar mais que os gaios nao vos vao deixar nada. Esta garanto-vos eu. Votem nos porcos como têm votado. O beco ´nao tem mesmo saída...
Re: é escusado gritar
Re: é escusado gritar
NORMAL ...
É para que se lhes "acenda uma luz" ... quando forem pôr a cruzinha ...
Melhor que na Bielo-Russia!!!
Este tipo de atitudes são similares aquilo que se passa na Bielo-Russia, mas penso que foi Alexander Lukashenko que aprendeu com o Sôr Alberto!!!
Re: Melhor que na Bielo-Russia!!!
Também se ouve dizer...
... que os padres católicos estão a apelar ao voto no PSD no fim das missas! É uma abominação e estou já a preparar uma carta pessoal para o Cardeal Patriarca de Lisboa a manifestar, como católica, a minha revolta por esta conduta!
Re: Também se ouve dizer...
Re: Também se ouve dizer...
Também ouvi dizer que o PS pagava 10 euros...
Re: Também ouvi dizer que o PS pagava 10 euros...
Re: E de facto...
Re: E de facto...
Re: Cubano que sou ...
Re: Cubano que sou ...
Re: Nem todos...
OS FAVORES TEM QUE SER PAGOS
Eleitores transportados
O direito a votar não existe? Os doentes que são transportados por ambulâncias também é ilegal o seu transporte?
O CDS protesta, e se alguns dos votantes assim transportados votarem naquele partido?
Os eleitores transportados vão todo votar em AJJ?
Haja bom censo e acabem com o bota abaixo, que tem sido o maior problema deste país. Todos querem chegao ao poder, não por mérito próprio mas sim coma destruição de todos os rivais.
Re: Eleitores transportados
Re: Eleitores transportados
Re: Eleitores transportados
Re: Eleitores transportados
Re: Eleitores transportados
Re: Eleitores transportados
Re: Eleitores transportados
Parabéns pelo seu comentário.
ERRO
Lamento ter de informar que a noticia, além de tendenciosa, está errada pois devia dizer assim: "Há eleitores que não votam Jardim a irem ILEGALMENTE a pé para as assembleias de voto". Assim é que está bem.
Re: ERRO
E ACRESCENTO
E então qual é o mal, se um eleitor doente pode ser transportado numa ambulância para ir votar porque não pôr as viaturas das empresas públicas a transportar eleitores - saudáveis - para irem cumprir o seu dever cívico. Por exemplo a PT disponibiliza a sua frota para tal. a EDP também, assim com a TAP disponibilizará a sua frota para quem prefira ir de avião e CP os combóios para o mesmo efeito. Eu próprio, confesso, usei esse 'esquema' nas últimas eleições e fui votar aproveitando-me de uma viatura da CARRIS, fui de autocarro. Vêem, não há nada de mal
Re: E ACRESCENTO
Na METRÓPOLE Não...
Os Srs Jornalistas nunca deram que isso fosse prática comum no CONTINENTE
Levar eleitores às urnas em autocarros das Cãmaras ,em carros de eleitores que fazem o transporte gratuito para que as pessoas votem em ....... partidos.
Com jeito os Srs JORNALISTAS vão ajudar a desmitificar os abusos insolentes verificados na mADEIRA.
Para tanto basta ver o que se passou e passa na METRÓPOLE
è simples.
Não existem grandes diferenças
A condenação pela justiça é que deveria ser firme e implacável em ambos os lados

Penso que os Srs JORNALISTAS tem um código deontológico.

Porque não tratam o que é igual de modo igual

PERCEBI.
CHEGOU A HORA DE BATER NO JARDIM

Só que para muitos outros nunca chega a hora
Benditos sejam
Re: Na METRÓPOLE Não...
Re: Na METRÓPOLE Não...
Re: Na METRÓPOLE Não...
Deixem-nos à vontade!
Quando é que será que, aqui, no Portugal Europeu, nos convenceremos a deixar à sua sorte o povinho da Madeira? Deixem-nos votar na execrável figura do tiranete charlatão Jardim, deixem-nos comer até fartar daquilo que foram as fortunas e as dívidas astronómicas a esburacar a ilha e a fazerem-se obras idiotas e inúteis, deixem-nos à vontade ir sofrer na pele pagarem essas dívidas (irão mesmo pagar ou seremos nós, povo ordeiro e tão vassalo da trupe do PSD, a ter esse encargo insuportável?). Esse povinho inculto e sem qualquer espírito de cidadania até gosta dessas tristes figuras que os engana com o "progresso" de obras megalómanas e até ecologicamente criminosas. Pobre rebanho quer lá saber do que são princípios democráticos de governança. O que querem é barriguinha cheia, protecção paternal, obras de fachada e gente que sabe "mandar", protegida e nas graças do clero analfabeto local, à velha maneira do sr. Salazar.
Quem gosta muito de tudo disso, lembrem-se, é aquela velha senhora D. Manuela, grande figura "exemplar" desse partido bem português que dá pelo nome burlesco de "social-democrata" !!!! Só por isso calculo que deva ser o maior embuste político da humanidade!!!
Re: Deixem-nos à vontade!
Poupança!
JARDIM ECOLóGICO!!!
Viva a poupança, abaixo os cubanos...
Manobras pouco claras, são manobras políticas.
Foram buscar os mais desfavorecidos que nunca saem do buraco que não sabem sequer quem é o Jardim, que esse senhor que ouvem falar faz maravilhas contra os maus do Continente... Enfim mais manobras de manipulação. Sou a favor que ele seja julgado por gestão danosa!
Comentários 71 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub