16 de abril de 2014 às 14:08
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Vereador do Porto recupera mandato

Vereador do Porto recupera mandato

Manuel Gonçalves, estava inelegível nas autárquicas de 2009 por se encontrar falido, suspendeu o mandato a 8 de fevereiro.

O Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto absolveu Manuel Gonçalves, vereador do CDS na Câmara local, da perda de mandato proposta pelo Ministério Público.

Manuel Gonçalves estava com o mandato suspenso desde o passado mês de fevereiro, altura em que foi acusado de "culpa grave" por "falsear e escamotear" a sua inelegibilidade.

Nas autárquicas de 2009 e na sua tomada de posse em 2011 quando substituiu outro vereador, Manuel Gonçalves encontrava-se falido, facto que, em princípio, o impedia de preencher as condições legais para ser eleito.

O Ministério Público pretendia que o vereador ficasse sem mandato. A justiça, contudo, entendeu que a situação de inelegibilidade já não se verifica.


Os autarcas em Porugal raramente perdem os mandatos. Conheça outros casos:



Comentários 6 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Falido,mas recuperou!
Agora tem que ter mais juizo e não voltar a cair no buraco!
e o Sócrates!?!?! Ver comentário
Para futuro
Condecorar esta gente mui séria e competente, na nova disciplina, lavandaria!
Mais um
E a lista continua. Eu nem sei porque é que gastam dinheiro dos contribuintes a fingir que a justiça funciona.

O crime só não compensa para quem roubar uma lata de atum no Lidl. Agora para estes corruptos?

A Maria José Morgado (de quem gosto bastante) escusa de gastar o seu latim. Não vale a pena.

Este País deveria encerrar, atar os políticos, juízes e presidente da república actual e um pedregulho de uma tonelada a uma corda e atirá-los no Mar dos Sargaços, para depois abri-lo com gente séria, que ainda a há.

Era proibido haver partidos políticos. Os cidadãos apresentar-se-iam individualmente a eleições.
Pois, pois é sempre a aviar!
Pode-se roubar que ninguém vem chatear!

www.youtube.com/watch?v=b7FcZjWPJAU

Viva o desgoverno de rigor
A justiça no seu melhor!
Como é que se pode perder algo que não se podia ter ganho?

PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub