3
Anterior
Fidel Castro em livro de anedotas com assinatura de personalidades ...
Seguinte
Tradição e saúde à mesa de Natal
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Uma ceia de Natal mais saudável

Sugestões de ementas

Uma ceia de Natal mais saudável

O Expresso pediu a uma nutricionista que elaborasse duas sugestões de ementa para a noite de Consoada. Saiba como evitar alguns dos exageros calóricos da quadra sem abdicar das iguarias tradicionais.
|
É importante não cometer excessos, comendo apenas pequenas quantidades de cada confecção culinária

Bacalhau cozido, batatas e legumes regados a azeite. Frutos secos carregados de gordura. Rabanadas, sonhos e filhós banhadas em óleo. Um "cocktail" explosivo de açúcar e gordura que faz do Natal a época, por excelência, de todos os excessos. Como na canção de António Variações, o corpo é que paga.

Saiba, contudo, que é possível cuidar da sua saúde sem abdicar da tradição e, sobretudo, daquelas iguarias a que não consegue resistir nesta época. A nutricionista Helena Real elaborou para o Expresso duas sugestões de ementa para a ceia de Natal, com conselhos práticos para tornar mais saudável a confecção dos alimentos.

Agora, já não tem desculpa para se queixar dos quilinhos a mais acumulados nesta época.


Ceia de Natal 1

Entrada

Esparregado de grelos

Deve reduzir-se a quantidade de azeite utilizada e não se usar sal. Recorrer a alho e cebola para intensificar o sabor.

Prato

Bacalhau cozido com batatas cozidas, acompanhado de couve penca e cenouras cozidas, regados com um fio de azeite.

A quantidade de couve penca e cenoura no prato deve ser superior à de batatas. A quantidade a usar de azeite deve ser reduzida. Apesar de ser uma gordura saudável, é fonte de muitas calorias.

Sobremesas

Bolo-Rei

Rabanadas

Devem ser confeccionadas no forno e não fritas. Depois de prontas, colocar uma calada de sumo de laranja e vinho do Porto, limitando o uso de açúcar.

Mexidos

Utilizar pão integral ou de mistura em vez de pão branco e reduzir a quantidade de açúcar e gordura para metade.

Leite-creme

Reduzir a quantidade de gemas usadas para metade; usar leite magro e reduzir a quantidade de açúcar.

Aletria

Reduzir a quantidade de açúcar para metade; reduzir o número de gemas usadas; não adicionar gordura e utilizar leite magro.


Ceia de Natal 2

Entrada

Sopa de beterraba com hortelã

Prato

Peru recheado com legumes, acompanhado de arroz branco com uvas passas

Fazer um recheio à base de legumes e uma pequena quantidade de castanhas, usando pouca gordura e sem recurso a vísceras.

Sobremesas

Bolo-Rei

Rabanadas

Devem ser confeccionadas no forno e não fritas. Depois de prontas, colocar uma calada de sumo de laranja e vinho do Porto, limitando o uso de açúcar.

Arroz doce

Utilizar leite magro; reduzir a quantidade de açúcar para metade; não utilizar gordura.

Azevias

Substituir metade da farinha proposta por farinha integral; utilizar azeite como gordura de adição, reduzindo para metade a quantidade sugerida; reduzir a quantidade de açúcar e gemas a utilizar no recheio.

Bolo podre do Natal

Substituir metade da farinha proposta por farinha integral; utilizar metade do azeite proposto na receita; substituir o açúcar branco por açúcar mascavado e reduzir a quantidade sugerida.


Conselhos gerais:

- É importante não cometer excessos, comendo apenas pequenas quantidades de cada confecção culinária;

- O Natal são apenas 2 dias, pelo que não se deve prolongar o consumo destes alimentos pelos restantes dias da semana até à passagem de ano;

- Deve moderar o consumo de frutos secos. Apesar de serem fonte de uma gordura saudável, são densamente energéticos;

- As bebidas alcoólicas são também fonte de calorias, pelo que o consumo deverá ser igualmente moderado.


Clique no link em baixo e saiba a opinião de Alexandra Bento, presidente da Associação Portuguesa de Nutricionistas







Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados
FELIA NATAL...!
Quero aproveitar este meio,a condizer, para desejar ao Director e a todos os colaboradores do Expresso um SANTO E FELIZ NATAL.
Votos extensivos a todos quantos têm participado nesta troca de impressões e que, afinal, vão-se constituindo como uma tribo amiga.
Felicidades para todos.
 
Boas Festas
Iguais votos a todos, os que se cruzam nas pesquisas e comentários, neste fórum em que por enquanto podemos expressar livremente as nossas opini'oes.
Paz e boas festas.
Cps.
NATAL é Nascimento
Não existe outro Natal por mais que tentem...
E quem não acredita não vale a pena. Desistam... É a pior das hipócrisias.
Só existe um Natal.
Não há natais laicos...
Não há natais socialistas...
Não há natais de esquerda nem de direira...
Comentários 3 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub