24 de abril de 2014 às 5:48
Página Inicial  ⁄  Blogues  ⁄  Bitaites e Bicuaites  ⁄  Um empate 1-9, claramente a favor da ERC

Bitaites

Um empate 1-9, claramente a favor da ERC

António Tavares-Teles

Bitaites


 

Este assunto-Relvas só veio confirmar (de resto mais uma vez) o estado de promiscuidade com o poder político a que chegou grande parte da imprensa portuguesa, e vice-versa, desde ministros a agir como o dito Relvas, conselhos de redacção acusados de descriminação, uma ERC orientada por orientação partidária e tendo como presidente alguém que reconhece que o instituto que dirige não serve para nada (tacho ou penacho obligent, pois ...) mas não se demite, até às sistemáticas fugas de informação em segredo de justiça promovidas do interior da PJ, do DIAP, da PGR ou seja lá donde for e pressurosamente acolhidas por alguma imprensa, e àquela outra a que o Rui Santos chama de "veículo da informação do Benfica", and so on: os exemplos são muitos. Mas, o que diz a este respeito o Sindicato dos Jornalistas? Que eu saiba, nada. Pelo que repito aqui e o que há uns anos disse ao seu presidente de então, cujo nome sinceramente esqueci: que tenho muita pena de jamais nele me ter inscrito, para poder mais uma vez demitir-me, se bem que, em espírito, a cada dia o faça. Só que o prazer de rasgar o cartão, esse, de facto, nunca o tive.

 

 

1.Vítor Gaspar já fala no "impacto da recessão", com (como titula o "Público"), "o IVA e o IRC em queda livre", aliás o mesmo "Público" onde pode ler-se igualmente que a "Quebra de produção de cereais não vai afectar para já o preço do pão". Parte interessante deste último título? O "para já", é claro. Porque este é realmente o Governo do "para já". Durante a campanha eleitoral que o levou ao poder, era a resolução de todos os nossos problemas "para já". Numa altura em que tudo eram "certezas". Até chegarmos, hoje, à fase dos cortes - "já", e dos não-cortes - "para já". Só que também neste caso ninguém se demite, embora tenhamos de reconhecer que se trata do Governo mais regular que já tivemos: inalteravelmente, vai-nos levando de mal a pior, não falha! Para além de que - penso eu - a sra Merkel também não permitiria que alguém se demitisse: é um Governo tão obediente, tão bom-rapaz!

 

2. Foi anunciado o fecho de algumas dezenas de tribunais. Agora, o vice-presidente do PSD - Moreira da Silva - vem anunciar que "há tribunais que podem ser poupados ao encerramento". O que me faz lembrar uma antiga facécia de Salazar que, um dia, mandou retirar do mercado 21 livros de escritores portugueses. Péssima notícia, naturalmente. Dois ou três dias depois, afinal eram apenas sete! Notícia melhor, para tentar calar o pessoal. Mas o velho ditador era sem dúvida um homem muito adiantado para a sua época: nesse tempo, já dominava as técnicas de comunicação e marketing que tanto furor fazem hoje em dia ...

 

3. Nove testemunhos contra Relvas e um a favor (o do próprio, bruxo!), se bastaram para que toda a gente ficasse completamente ciente do que se passou entre o ministro e o "Público", não bastaram contudo para que a ERC formasse uma convicção firme a respeito do caso, pelo que o resultado, para ela (ERC) se traduziu num empate, claramente a seu favor. Um empate de 1-9, mas um empate. E tudo isto com o Carlos Magno sempre a fender-se em declarações, comunicados e outras respostas a jornais que, escusando-me desde já por citá-lo em tão trivial matéria, não merecem mais do que o histórico chiste de Juan Carlos: "Mira, hombre, por que no te callas?" Mas será que CM, tão ocupado que anda por aí a explicar-se, iria ouvir?

 

4. "Destituição do primeiro ministro do Paquistão por continuado desrespeito dos tribunais", presidente do mesmo Paquistão "envolvido em casos de corrupção e lavagem de dinheiro", "primeiro-ministro romeno acusado de plágio na tese de doutoramento", notícias avulsas que começam a ser o pão nosso de cada dia. Mas pior, muito pior, só o Vaticano que - segundo a "Sábado" - tem "o banco mais secreto do mundo", um banco que "não entra sequer no relatório de contas anual da Santa Sé, que nunca é auditado interna ou externamente, que tem contas encriptadas com números de códigos ou apenas números, que oferece taxas de juro que podem ir até aos 12%, que destrói todos os seus registos de 10 em 10 anos", para além obviamente das famigeradas ligações não só à velha Democracia Cristã como ... à própria Máfia. Justificou um bispo mexicano: "Não é por a origem do dinheiro ser má que devemos queimá-lo" ... E dizer que a pobre da Joana d'Arc morreu assim - queimada, precisamente - se bem que por outras razões! Pobre Joana, que tonta! Se ela soubesse ...

 

5. "Le Canard Enchaîné": "Após o seu sucesso em 2007, Sarkozy perdeu as eleições municipais de 2008, as regionais de 2010, as cantonais de 2011, as senatoriais de Setembro último, as presidenciais de Maio e, de certa forma, as legislativas de Junho: seis derrotas consecutivas, um nunca-visto à direita desde o início da Vª República". E isto para não falar da allure do défice que deixou, também ele de saltos altos, altíssimos ... Pelo que quase dá vontade de dizer que Deus existe e que, de vez em quando, é justo ...

 

6. Quanto à selecção, ou quanto ao Ronaldo, que está para a selecção como a sra Merkel está para a Europa - a selecção é ele e a Europa é a sra Merkel: "Ronaldo lidera (a selecção) pelo exemplo", "CR7 novamente em combustão", "Ronaldo põe Portugal em festa", "Final dará (a Ronaldo) Bola de Ouro", "Ronaldo melhor que Messi e todos os outros", "Ronaldo ganha mais que Messi", "Rosicky invejoso de Ronaldo", etc. etc. etc. Estou como o "Inimigo Público": até o próprio Ronaldo já deve estar enjoado disto tudo. O que não impediu o "Público", na sua secção "Pessoas", de desafinar: "Melhor do Mundo (Messi) vai ser pai de um menino". Temerário, muito temerário o jornal!Quanto a Paulo Bento: "Paulo Bento defende-os e eles atacam por ele", leio. Quer dizer: PB limita-se a defender os jogadores e eles fazem o resto! Bem me parecia que ele não percebia nada de futebol ...A propósito, quatro jogadores acima da média: Pepe, João Moutinho, Nani e Ronaldo (este, é claro, nos dois últimos jogos porque, apesar do entusiástico coro dos comentadores a respeito do famoso CR7, se apenas dependêssemos dele, depois de termos perdido contra os alemães, tínhamos igualmente perdido contra os dinamarqueses. Quanto a Rui Patrício: sem erros cometidos, duas ou três excelentes defesas e poucas ocasiões para brilhar, merece ser o quinto nome deste meu destaque individual. Infelizmente, dada a escassez de trabalho, quase tem passado desapercebido. Mas repito: infelizmente.

 

7. Por fim, nas meias-finais do Euro, a Alemanha, mas também a Itália, a Espanha e Portugal. É certo que, perante os "tanques" adversários, a resistência grega acabou por ceder. Mesmo assim, são três os "pig's" a incomodar os teutónicos. O que, por mais que o futebol não seja a vida nem sequer uma metáfora da vida, é alguma coisa. De outra forma, a sra Merkel não se teria deslocado ao estádio onde os seus "soldados" disputaram a "batalha" dos quartos-de-final nem rejubilado com a vitória que conseguiram. Mas vamos ver quem rejubila por fim. Na final do Euro ou no final do euro?

 

 

Bicuaites


 

1."Correio da Manhã": "Mais de 800 mil desempregados (até Março)".

Novos, e velhos!

 

2. "Correio da Manhã": "NAV (Empresa pública de controlo de tráfego aéreo) paga salários de 12,500 euros por mês/ ministro Álvaro Pereira dos Santos considera que 'são merecidos'".

Pelo que presumo que, segundo ele, os dos desempregados também devem sê-lo.

 

3. "Público": "Espanha paga juros a 12 meses mais altos do que Portugal".

Portugal! Portugal!

 

4. Rui Ramos: "A (nossa) crise é menos grave do que a grega? Talvez. Mas não é só porque a dívida pública é menor. É também porque a elite portuguesa não hesitou nem fugiu na hora da aflição".

A elite?!!! Que elite? Mas talvez RR tenha querido apenas dizer a malta do taco...

 

5. Título no editorial do "Público": "Os estatistas do CDS".

Que susto: por um momento pareceu-me estar a ler os estadistas do CDS ...

 

6. Henrique Monteiro (sobre a ERC e os seus membros): "Mas eles regulam?".

Em boa verdade, não devem regular lá muito bem.

 

7. "Público": "Roseta acusa Relvas de ter tentado beneficiar empresa de Passos Coelho".

Benefício, não?! Investimento.

 

8. "Público": "Rio + 20 termina com misto de desilusão e missão cumprida".

Bom, se a missão a cumprir era desiludir ...

 

9. "Público": "'Cristotecas' (realização de festas onde se dança, se bebe bebidas sem álcool e não se esquece a oração) querem pôr jovens a falar com Deus através da diversão nocturna".

Já dizia o fulano da IURD: boa ideia, deve dar muito taco!

 

10. "Público": "(Na Grécia) de repente há menos cães. Há quem diga que há pessoas a comê-los".

Por este andar, qualquer dia, na Grécia, em vez de menos cães há mas é menos gregos ...

 

11. "Público": "Grécia não prestou vassalagem mas a Alemanha manda no Euro".

É assim, o reflexo condicionado da política e da economia, até no futebol ... Pavlov tinha razão. E se calhar, para alguns, Pangloss também.

 

12. Vasco Pulido Valente: "Vejam os jornais desta semana: entre notícias de roubos, desfalques, corrupção, o futebol brilhava como o último refúgio da dignidade e da decência deste país. Mas ninguém perguntou por que motivo uma sociedade, capaz de organizar com inteligência e eficácia uma actividade desportiva competitiva e dura, falha miseravelmente no resto".

"Com inteligência e eficácia"?!!! VPV conhece muita coisa menos, ao que parece, as contas dos nossos clubes e SAD. E não só.

 

13. Paulo Bento: "Não dou sempre a outra face".

E faz bem. Porque, se Cristo explicou o que devemos fazer quanto à primeira agressão, quanto à segunda foi claramente omisso. Pelo que, como diz o ditado, e perante a falta de instruções precisas sobre o assunto, mais vale prevenir, não é verdade?

 

14. "Público", no balanço de um ano de Governo-Passos: "Doze meses de muita proclamação e menos concretização".

Pelo visto, ainda queriam mais concretização ... Chiça!

 

15. Mais "Público": "Timor-Leste reparte mal os benefícios do desenvolvimento"(leia-se petróleo). Relatório das Nações Unidas sustenta que benefícios não estão a chegar àqueles que mais precisam".

Depois da corrupção e outras bagatelas do género, a repartição injusta dos benefícios: não há dúvida, Timor-Leste está a ficar um verdadeiro país como os outros.

 

16. Ainda "Público": "Israel expulsa imigrantes negros num crescendo de linguagem racista".

Mentira, com certeza, como aliás penso ver confirmado n' "O Público errou" de amanhã. Israel racista?!!! Que absurdo!

 

17. "Diário de Notícias": "Bispo argentino demite-se na sequência de um escândalo causado por imagens onde aparece abraçado a uma mulher numa praia mexicana".

Ao menos este não estava abraçado a um puto.

 

18. "O Jogo": "Messi no Olimpo aos 25 anos, superando até o Rei Pelé".

Mais um título temerário, cujas consequências não sei não ...

 

19. "Diário de Notícias", com uma página inteira noticiando (quase ia escrevendo festejando) os títulos (nas amadoras) do Benfica, esta época.

E com toda a razão: os títulos do FC Porto, de tão habituais, já quase nem são notícia.

 

 

"Espelho", de José Carlos Ary dos Santos:

 

 

"Meu padrinho de crisma, dom Quixote,

que morreu ainda eu era criança

Deixou-me em usufruto

Sancho Pança".

 

Ao que eu acrescento:

Mas também deixou muitos ex-quixotes

a fazer pela vidinha.

Sancho Pança tinha o mote

dom Quixote é que não tinha.

Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
ainda a erc????
Percebo agora pq razão a taxa de insucesso em português é tão alta.
Vivemos tempos em que se torna dificil interpretar um texto, e qdo nos detemos a fazê-lo, raramente conseguimos obter sucesso na contenda...
"Um empate 1-9, claramente a favor da erc" parece-me, utilizando a expressão do BE, "frouxo" porquanto, se teve o desvelo de ler o relatório da erc, deveria ter chegado à conclusão que esse relatório ilustra:
passo a explicar-lhe,
em jeito sumário diz o seguinte: não se provou a ameaça de blackout governamental; não se provou a,suposta,ameaça via facebook à jornalista; provou-se a ameaça de blackout pessoal; logo, em conclusão, não havendo matéria criminal, e não sendo a erc um tribunal, dentro dos poderes que lhe estão acometidos, tendo-se provado a ameaça de blackout pessoal, isso é matéria, na opinião da erc, que revela inquietude ética e moral e que deveria ser escalpelizada, NÃO PELA ERC, MAS PELA AR-este sim o local,com a legitimidade democrática, para censurar ou não o comportamento menos ético do ministro.
Pasme-se que o relatório foi votado pelos "amiguinhos" do ministro! acredita?!?! Veja lá, os "amiguinhos" censuraram o ministro, e esta hein??Sabia?
Ps.:o incrível está na declaração de voto do vice da erc(que claramente não percebeu o que escreveu,ou mandou escrever);e no outro voto contra do outro indicado pelo PS, que votou contra somente porque sim!
Agora percebo o choradinho do Presidente da ERC.... somente, PORQUE SIM!!!!
Re: ainda a erc???? Ver comentário
É preciso ter lata!
A lata deste Tavares-Teles, a falar de promiscuidades entre a imprensa e os poderes. Vale a pena recordar que este senhor é o mesmo que foi apanhado nas escutas a combinar uma notícia falsa com o Pinto da Costa. É aquele de quem o Sindicato dos Jornalistas disse: "Depois de ouvidas as partes interessadas e analisados os artigos em questão, o CD concluiu que António Tavares-Teles infringiu objectivamente o n.º 1 do Código Deontológico dos Jornalistas (CDJ) que obriga a “relatar os factos com rigor e exactidão e interpretá-los com honestidade” e ofendeu por isso a nossa deontologia profissional."

FACTOS:
www.jornalistas.eu/?n=6681
www.youtube.com/watch?v=iLpgst6hll8
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub