Anterior
"Há um potencial enorme na agricultura", diz João Salgueiro
Seguinte
Merkel aponta dificuldade das negociações do orçamento da UE
Página Inicial   >  Economia  >   Ulrich: "Se os sem-abrigo aguentam porque é que nós não aguentamos?"

Ulrich: "Se os sem-abrigo aguentam porque é que nós não aguentamos?"

Fernando Ulrich voltou a explicar ontem, durante a apresentação dos resultados do BPI, o contexto da sua expressão "aguenta, aguenta..."
|

Depois de ter defendido em outubro do ano passado que o país aguentava mais austeridade, o presidente do BPI voltou ontem ao tema com um novo argumento: Se os sem-abrigo aguentam porque é que nós não aguentamos?

"Se os gregos aguentam uma queda do PIB (Produto Interno Bruto) de 25% os portugueses não aguentariam porquê? Somo todos iguais, ou não?", questionou-se Fernando Ulrich durante uma conferência de imprensa de apresentação de resultados do BPI, em Lisboa.

"Se você andar aí na rua e infelizmente encontramos pessoas que são sem-abrigo, isso não lhe pode acontecer a si ou a mim porquê? Isso também nos pode acontecer", acrescentou durante o encontro com os jornalistas. 

"E se aquelas pessoas que nós vemos ali na rua, naquela situação e sofrer tanto aguentam porque é que nós não aguentamos? Parece-me uma coisa absolutamente evidente", rematou o banqueiro.



Opinião


Multimédia

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 269 Comentar
ordenar por:
mais votados
Com 249 milhões de lucros
Pudera tambem se não aguentasses.

Agora experimenta colocares-te na pele dos sem-abrigo , nem um dia aguentavas.

Esse dinheiro todo pelos vistos não deu para comprares o principal , a dignidade.
Bem visto
clado pk?
"Despesismos" socialistas, porque os laranjinhas
E preciso ter lata!
Some-lhe o BPN... e não só...
ah ah ah ah ah ah ah ah ah
Não disparate...
E, já agora, ir ao Governo Cavaco
Xó, aguente lá os cavalos!
Coitado... não percebeu...
Tire as palas do socialismo utópico
Excelente frase...
Já se está a esticar demais para o meu gosto
Ena, o moço...
Enforca-te com o tema...
Não, moço...
Coitado era o seu avô!
O seu avô é que não lhe conseguiu ensinar a pensar
Você é um xuxalista necrófilo
Quem parece sofrer de Alzheimer é um tal ajotaef
Ahahahahaha
Tang(a)...
Hipocrisia
discurso tonto!
Este deve ser parente
Não passa de um lambe cus
sexualidades alternativas
Mercenário...
Todos somos
Não fica assim
Fica assado!
Só os bloquistas ficam ofendidos?
Mentira não disse...
que outro cenário queria?
Dignidade?
Dignidade!
Dignidade
Se não es pareces
E é uma cavalgadura destas
Um dia destes...
O pior
é lhes indiferente
Já não toca há muito tempo ...
argumento de tontinho
...
GOSTEI!!!
comentario da treta
Ai aguentam
Quem está a falar para o umbigo é o Sr.
Nem mais
ai aguentam
Com 249 milhões de lucros
Deveríamos ser todos iguais tambem
A começar por exemplo na distribuição desses 249 milhões de lucros conseguidos à custa dos sacrifícios e miséria de muitos portugueses.
160 milhões são nossos
Esta linguagem FASCISTA, a de Ulrich!
É o fascismo financeiro a falar pela boca de Ulrich; o bpi apresenta 220milhões dee lucro,mas quer os portugueses e o seu Povo a salário de miséria e de baixo da ponte!

Quanto ganha este Ulrich?
SABE PORQUE ELE FALA ASSIM?
Ulrich
"RECEBE COM CARINHO AS PALAVRAS DO KIRÓS"
Memoriza.
Vai.... PAPQTP.
kácus
ADENDA AO FDP"
Corrida aos depósitos no BPI...
E a minha também
Corrida aos depositos
Boa
Este.....
É PARA ESTES PORCOS ...
QUE VÃO OS SACRIFÍCIOS DOS PORTUGUESES ...

Foram os sacrifícios dos portugueses que fizeram com que houvesse uma valorização dos títulos da dívida portuguesa ...
E a valorização deu centenas de milhões à Banca ...
  Só o BPI ganhou 160 milhões ...

Diz hoje Armando Esteves Pereira no CM ... " No livro ‘Triunfo dos Porcos’ não há nenhum banqueiro protagonista, mas se na crise todos são iguais, há uns mais iguais que outros."

Este porco fala de pança cheia ...

Um dia alguém se vai passar dos carretos ... e espeta um balázio no focinho de um destes porcos ...

E vai ser bem feita ...

O Ulrich é um porco ...

O Triunfo dos Porcos está aí ...

Eu dava-lhes o arroz !!
Banqueiros judeus
Estes sim, governam os países. São estes fulanos.
Cada tiro, cada pombo............
Este palhaço, que para mim, nem sequer tem a pantomina de um palhaço, e nem quero ofender os palhaços, mas as palhaçadas que ele profere cada vez que abre o canal, são horripilantes.
Ele não enxerga, nem sequer pensa nas bacoradas que diz por aquela boca fora.
está neste mundo para sugar os clientes e acionistas do BPI, e fora deste contexto, a serradura tomou conta do seu cérebro.
Ao menos se não abrisse o canal, não teríamos que ripostar.
Mas quem" aguenta" tanta asneira?
E quem é que ainda o deixa a falar?
Porque raio não lhe dão uma cotovelada valente, cada vez que ele abre o canal?
Que pedregulho!
Os tugas são mansos
Os portugueses, burros e mansinhos, vão continuar a ter conta no banco deste rapazinho.

Eu cá já fechei a minha conta no BPI quando ele mandou cá para fora a posta de pescada do aguentam, aguentam.

Comigo não brinca ele! O pior é que sou uma espécie rara neste Portugal onde todos são humilhados e esmigalhados, e gostam. E aguentam, sem fazer nada.
.
Por aqui?
.
Eheh
.
eheh
.
eheh
.
eheh
.
Atento e informado
.
Claro como água
.
Civismo
então decerto que...
.
Aprender diariamente
Eu fechei no 1º despedimento que fizeram
O País está a ser saqueado, não só atravez das
negociatas das privatizações.Sem segurança, o Forte da Graça tem sido alvo de uma vaga de furtos: ladrões levam blocos de granito, varandas e até telhas. A UNESCO já tinha sinalizado o «risco de vandalismo». A Câmara e o Governo tardam em aprovar o plano para proteger este património mundial.

É conhecida como «obra-prima da arquitectura militar», mas está a desaparecer aos poucos. O Forte da Graça, em Elvas, tem sido alvo nos últimos meses de uma vaga de furtos e vandalismo, já depois de a UNESCO ter elevado a Património Mundial esta e todas as fortificações da cidade, em Junho do ano passado.
Esse gajo anda a gozar com a miséria alheia
Vai viver para a rua e depois vais aparecer na televisão a dizer babozeiras....
Quanto mais se explica...
... mais se prejudica!!!!!

Isto é um autêntico cacete a falar... Só que o cacete está em vantagem, sabe estar calado!!!

A condição necessária para se ser Banqueiro em Portugal é ser-se estúpido!!!
Trolha da Areosa
Chegou a hora !!
Neste caso em partcular
fascistola ao cuidado das brigadas 25 de abril


Fazer alarde da miséria discursando por cima do sangue dos miseráveis...

Afinal só nos comparam aos gregos nos sacrificios?

Se fosse o caso de ter conta nesse BPI o meu dinheiro sairia na hora!

Afinal não há um só Alexandre Soares dos Santos...(patriotas de aviário)

Ora nem mais
É uma questão de racionalidade
Mas que granda besta! Uma queda do PIB de 25% é uma coisa má. Porque haveremos de ambicionar uma coisa má? Eu até posso «aguentar» bater com a cabeça numa parede.. mas para quê? Qual é o objectivo?

Eu também aguentaria um AUMENTO de 25% no PIB português. Isso sim seria um bom objectivo em qualquer programa de governo.
Loucura
Vivemos tempos de loucura e de grande stress causados pela incerteza no futuro.
Só assim se conseguem explicar declarações deste género.
Ainda por cima o banqueiro, que até tem gerido razoavelmente bem o seu banco, nem se apercebe que está a prejudicar a instituição BPI.
Gere bem?
Comentários 269 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub