Anterior
PS: "Receita do custe o que custar falhou"
Seguinte
Só circularam três comboios hoje de manhã
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >  Trinta mil multas por falta de inspeção periódica

Trinta mil multas por falta de inspeção periódica

Os condutores estão cada vez menos a cumprir a inspeção periódica obrigatória dos seus veículos, o resultado é uma tendência para o aumento das contraordenações.

Mais de trinta mil condutores foram multados por falta da inspeção periódica obrigatória dos veículos no primeiro semestre do ano, contraordenação que aumentou cinco por cento em relação ao mesmo período de 2011.

Dados divulgados à agência Lusa pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) indicam que as forças de segurança multaram 32.562 condutores por falta da inspeção periódica obrigatória nos primeiros seis meses do ano, mais 1607 autos do que no primeiro semestre de 2011, quando se registaram 30.955 infrações.

A tendência de aumento do número de contraordenações por falta de inspeção periódica obrigatória registou-se já em 2011, quando as multas aumentaram cerca de 25 por cento relativamente a 2010.

De acordo com a ANSR, em 2011 foram levantados 60.995 autos, enquanto em 2010 registaram-se 48.913 contraordenações por não sujeição do veículo a inspeção periódica obrigatória.

Segundo o Código da Estrada, o montante mínimo da multa é 250 euros.

Outra das contraordenações que também está a aumentar é por falta de seguro obrigatório de responsabilidade civil.

Os dados da ANSR referem que a PSP e a GNR multaram 12.179 condutores no primeiro semestre deste ano falta de seguro obrigatório, mais 1989 do que no mesmo período do ano passado, quando levantaram 10.190 autos.

A ANSR adianta que as forças de segurança registaram um total de 23.345 contraordenações por falta de seguro em 2011, coima que tem o montante mínimo de 500 euros.


Opinião


Multimédia

Hoje é dia de cozido serrano... light

O Talasnal é talvez a mais famosa das aldeias de Xisto da Lousã, cheia de carisma e de pormenores que fazem esquecer o tempo a passar. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta receita.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Os assassínios, as execuções, as decapitações são as imagens mais chocantes de uma propaganda cada vez mais sofisticada. É a Jihad, que recruta guerrilheiros no ocidente para matar e morrer na Síria. O Expresso seguiu as pisadas de cinco jiadistas portugueses, mostrando quem são e como foram convertidos e radicalizados. E como lutam, como foram morrer - e como já haverá arrependidos com medo de fugir. Reportagem em Londres, no café onde viam jogos de futebol, na universidade onde estudavam e na mesquita onde rezavam. Autoridades e especialistas em terrorismo estão alerta sobre este pequeno mas perigoso grupo, onde corre sangue português - e de onde escorre sangue por Alá.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?


Comentários 42 Comentar
ordenar por:
mais votados
Pobreza extrema
O país está num estado de seca e pobreza extrema, os proprietários de veículos já velhinhos, só os tem porque não há dinheiro para comprar mais novo e com os sucessivos assaltos à algibeira, uma das coisas que deixam de poder fazer é alimentar os Centros de IPO, com consequências a nível dos seguros, porque existe uma relação entre as duas situações. É certo que há por aí gente que já não cumpria com a inspeção, mas esses não constam desta estatística, continuam a não inspecionar e a não ser incomodados, é aquela rapaziada em quem não se pode falar, e quem o faz é xenófobo.
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
Re: Pobreza extrema
ESTA É DO LINHARES ... E EU GOSTEI ...
COMPREI UM BURRO

Estou farto de aumentos da gasolina. Vendi o carro e deixei de andar de transportes públicos, que também se aproveitam para aumentar os seus preços.

Coloquei uma manjedoura na garagem e comprei um BURRO.

Em segunda mão, com a pelagem já um pouco ruça, mas que anda muito bem.

Mesmo na sua mais louca velocidade não corro o risco de ficar sem a carta .

Aliás nem é preciso carta de condução, inspecção, seguro ou selo das finanças .

Arranjo sempre lugar para estacionar e nunca nenhum polícia da EMEL me incomodou por não lhe ter colocado na testa o bilhete do paquímetro .

Anda sempre, mesmo quando já não tem fava na barriga.

Nunca me deixou parado no meio de uma subida, obrigando-me a andar quilómetros para lhe ir buscar favas. Passei a chegar a horas ao emprego .

Não anda tão depressa como um carro, mas chega mais depressa.

Rio-me dos engarrafamentos. O BURRO esgueira-se lindamente por entre os carros parados e por cima dos passeios. Até sobe e desce escada.

E é completamente ecológico. Não consome gasolina nem óleo, mas produtos inteiramente biológicos e degradáveis, como favas, cenouras e cevada.

Quando o estaciono em jardims ou relvados, auto-abastece-se automaticamente. E o que sai pelo seu tubo de escape não polui o ar nem faz buracos no ozono.

As suas bostas são do melhor fertilizante que há para a agricultura.

Estou a treiná-lo para dar coices em situações de BURRO-JACKING.
Re: ESTA É DO LINHARES ... E EU GOSTEI ...
Re: ESTA É DO LINHARES ... E EU GOSTEI ...
Re: ESTA É DO LINHARES ... E EU GOSTEI ...
LLLLOOOLLLL...
Re: ESTA É DO LINHARES ... E EU GOSTEI ...
Toni 2 ... Anastaciu ... Raposo7 ...
Muito ferro velho!
Portugal transformou-se num inferno de "ferro velho" a circular por aí.é preciso acabar com ele!
Era preciso era acabar com imbecis como tu...
Re: Muito ferro velho!
Estado impiedoso e com tiques de rico.
Portugal chegou a um estado de perfeita demência dos nossos governantes que criaram vícios na máquina do Estado que devem ser corrigidos.
Ainda na 2ª Feira o Prof.João César das Neves escreveu sobre este assunto. Existe uma mentalidade pública baseada em leis, regras e imposições que não são de todo adequadas ao país que temos e à situação económica em que vivemos. Com efeito, o Estado Português "acostumou-se a manias sumptuárias, exigências mesquinhas, requintes exagerados. Sempre em nome de propósitos meritórios, criaram-se regulamentos minuciosos, quesitos mirabolantes, inspecções obsessivas. Boa parte dessas obrigações vinha dos países ricos que queríamos imitar, e uma grande fatia até era imposta por directivas comunitárias. Se uma burocracia nacional pode ser imbecil, uma burocracia supra-nacional é super-imbecil" (sic.).
Como é que se espera que um país onde quase 1/4% da sua população com capacidade para trabalhar que está desempregada consiga pagar inspecções, multas, taxas disto, taxas daquilo, estacionamentos, comissões bancárias de gestão de conta elevadíssimas, portagens, TDT, licenças de ruído, LICENÇAS DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA, e outras barbaridades de iluminados?
Vivemos anos e anos sem este exagero das inspecções periódicas (2 em 2 anos para um veículo de 5 anos é um manifesto exagero) e agora só porque os países ricos o fazem, temos de fazê-lo mesmo que não tenhamos dinheiro para tal?
Portugal está a tornar-se um país ingovernável e pior; "invivível"!
Re: Estado impiedoso e com tiques de rico.
Re: Estado impiedoso e com tiques de rico.
Re: Estado impiedoso e com tiques de rico.
Re: Estado impiedoso e com tiques de rico.
Re: Estado impiedoso e com tiques de rico.
Re: Estado impiedoso e com tiques de rico.
!
Se tivermos em conta que qualquer automobilista passa muitos anos sem ser fiscalizado pelas autoridades, como é o meu caso, poderemos concluir que o número de carros sem inspecção deve ser enorme. Depois há outro grande número sem seguro. Mas para esses existe o fundo de garantia suportado por todos aqueles que têm seguro. Também aqui os cumpridores sustentam uma chusma de incumpridores. A estória é sempre a mesma. Os que andam na linha estão sempre a pagar para os bandalhos. Mas não se pode dizer nada, porque se é logo apelidado de racista e xenófobo. ESTA PORCARIA TEM DE MUDAR!!!
trinta-mil-multas-por-falta-de-inspecao-periodica
Culpa de Sócrates, era a frase que se ouvia por aí por todos os males passados, presentes e futuros. Agora que ele já se foi vai para um ano, afinal de quem é a culpa, ou será que ainda não mudou. É verdade que ao dizer isto, antes de me dar gozo, dá-me tristeza. Afinal para resolver o problema do País bastava a sua substituição e o que se verificou foi que foi pior a emenda que o soneto.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/portugal-beira-da-catastrofe.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/portugal-beira-da-catastrofe-ii.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/qual-o-melhor-primeiro-ministro-de.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/paulo-portas-socrates-submarinos-tgv.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/paulo-portas-e-os-submarinos_15.html
Re: Já sei!
A verdade
Vem sempre ao de cima como o azeite.
Este sistema político e os seus intervenientes são do pior que existe só comparando com um sistema da Somalia.
Mas é verdade que cada país e o seu povo têm o que merecem por não serem exigentes.
Só gostava de saber...
Quantas viatura da adminstração central e local têm seguro e inspecção periódica em dia, se o estado obriga que o cidadão cumpra, o estado que dê o exemplo.
"É FACIL RESOLVER O PROBLEMA"
Basta levar o carro ao centro de inspeção onde a policia gnr e outros assíntosos e foras da lei levam as viaturas à dita inspeção dizem que é muito mais barato.
kácus
"ADENDA"
Já agora fazer o seguro da viatura nos mesmos locais que os ditos fazem.
Sei que é para os lados do deserto mas não sei que deserto é.
kácus
Este governo não é exemplo para ninguem
Este governo tambem nunca passaria numa inspecção economica , de transparência , de credibilidade.

Com tão fraco exemplo vindo de cima , não é de admirar que tantos se baldem ao exame do seu carro.
Aproveitem o dinheiro....

para mandar reparar as viaturas da polícia que estão encostadas por falta de manutenção...e levem-nas à Inspecção!
Uns pagam, os outros...
www.lepoint.fr/actualites-economie/2009-05-19/revelations-les-retraites-en-or-des-h auts-fonctionnaires-europeens/916/0/344867
Ver as coisas doutro aspeto
Tendo em conta que as operações STOP feita pelas autoridades andarem a serem feitas perto dos centros de inspeção não me parece que as pessoas se andem a desleixar mais. E conheço casos de só terem passado uns dias do limite e serem apanhados a 100 metros de irem fazer a inspeção.
Claro que é mais fácil irem buscar dinheiro sempre aos mesmos.
O Monopólio abaixo os Donos dos IPOs
Vistas as coisas de outro modo
Os Centros de Inspç são privados, e dão muita papel por fora e por dentro aos seus maiorais q estiveram ontem no comício fechado Psd da quarteira ,
SOLUÇÂO: Haver centros estatais ,em concorrência c todos sabe,m os nomes c/ o monopolio PSD de Inspecções auto
cujo alvará foi atribuido no tempo do akabado, então diminuia-se a arroganância , type q vai à inspecção é melhor ir como os gitanos a tirar a carta , porque esses nem sequer lá vão ou senão vem,.. logo aquela de coitados deles
isto quer dizer q é melhor estarmos calados ,
Já agora , os carros dos estrangeiros q por aí circumdam é só para rir !!))) e os "vendedores" de xassos abundam, e os q colocam a Propaganda nos vidros d veículos "ATENÇÂO" o seu carro vale !... T~em que ser inspecçionados , e os carros do estado libaralinho também ! QUERO VER O FEDELHO A CHEGAR A MASSAMÁ num clio !!?? quando chegar se chegar e se a cabeça estiver no punto..!! Funcionários e Desfuncionados ele está já c/ louco olhar e quem vai pagar as favas serão aqueles q sabemos , agora next it is up to you people, estes tipos é andamento, >>>>
Comentários 42 Comentar

Últimas

Ver mais
Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub