Anterior
Nepal: Avião despenha-se e faz 14 vítimas mortais
Seguinte
Basta trocar de nome para trocar de país?
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Trânsito restabelecido nas duas vias da A25 às 2h

Trânsito restabelecido nas duas vias da A25 às 2h

Eram duas da manhã quando o trânsito foi restabelecido na A25, na zona de Sever do Vouga, onde dois acidentes que envolveram mais de 50 viaturas fizeram ontem seis mortos e 72 feridos.(Veja vídeo no final do texto)
Lusa |
Acidente de ontem lançou o caos na A25
Acidente de ontem lançou o caos na A25 / Paulo Novais/Lusa

O trânsito na A25, onde ontem à tarde se registaram dois graves choques em cadeia, um em cada sentido e quase em simultâneo, foi restabelecido pelas 2h, informou a GNR.

Fonte do Comando Geral da GNR disse à Lusa que desde as 2h o trânsito circula na referida via, nos dois sentidos, sem condicionamentos.

Os dois acidentes ocorreram pouco depois das 16h de segunda feira junto ao nó de Talhadas, em Sever do Vouga, um em cada sentido, envolvendo mais de meia centena de veículos e provocando seis mortos e 72 feridos.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 15 Comentar
ordenar por:
mais votados
Campanha permanente de segurança rodoviária
A A25 (ex-IP 5) é uma estrada perigosa-como a IP4,IP3 e infelizmente ainda outras.
Justificar-se-ia um campanha rodoviária permanente para um redobrado respeito pelas regras de boa condução, por parte de quem as utiliza .
Beneficiaria o País, e por certo, menos situações trágicas enlutariam tantas famílias.
E a politica também se faz na segurança dos seus cidadãos.
Caro águiadois
Re: Caro águiadois
Re: Campanha permanente de segurança rodoviária
Re: Campanha permanente de segurança rodoviária
Re: Campanha permanente de segurança rodoviária
Re: Campanha permanente de segurança rodoviária
Re: Campanha permanente de segurança rodoviária
Portugal! País de burocratas e seminalfabetos!

Toda estrada é por natureza um local de perigo. Toda estrada é perigosa ainda mais, quando não se utiliza uma condução defensiva.

Mas o que é uma condução defensiva?

“Direção defensiva ou condução defensiva (ou direção/condução preventiva) é o conjunto de medidas e procedimentos utilizados para prevenir ou minimizar as consequências dos acidentes de trânsito. Baseado na noção de que em todo acidente sempre está presente uma falha humana relacionada ou a negligência, ou imprudência, ou imperícia, a direção defensiva pretende que o motorista que a emprega seja um elemento ativo na alteração ou eliminação dos fatores que possam vir a causar acidentes.”

Pois é! Esse é um conceito, extremamente, útil, para quem sabe ler e entender o que lê. Certamente, pouco válido em Portugal país, onde a maioria é de semianalfabetos. E os graves acidentes que soem acontecer em Portugal demonstram esse fato cabalmente.

É oportuno registrar que em face da elevada iliteracia o que acaba por prevalecer nos caso de acidentes graves, e não só, é a demagogia que impede que os bois sejam chamados pelos nomes. Nunca há responsáveis humanos, o que é explicitado são as condições naturais, mecânicas e de sinalização como: o nevoeiro, o asfalto, a berma, a curva, o frio, a neve, a placa, a faixa, o carro, o freio, as luzes, etc. e tal!

Ah!! E até a política. No caso o Sócrates. Por estar no governo. Se não fosse ele seria outro qualquer que estivesse, no seu lugar.
 
Re: Portugal! País de burocratas e seminalfabetos!
Condução psicopática...
Não tenho quaisquer dúvidas que estes dois acidentes nos dois sentidos da auto-estrada foi devido à psicopatia dos nossos condutores.´Há muitos psicopatas a conduzir neste País.
Só lamento as vítimas inocentes que normalmente são as que pagam as favas destes "psicopatas" que no fim ainda se ficam a rir, todos contentes...
Já vi muitos nas auto-estradas com estes comportamentos psicopáticos, sem qualquer visibilidade carregam no acelerador e é sempre a andar...
Condutores
Este Povo de Mansos e Burro e os que o não são, são Carneiros nunca mais aprende que tem de conduzir consoante as condições atmosféricas e da estrada por onde circulam. IRRA !!!!!!!!!!!!! Peço aos órgãos de comunicação social que não venham dizer que o motivo deste acidente foram a chuva e o nevoeiro, porque ao fazê-lo não estão a fazer mais do que a tapar o sol com a peneira e a desculpabilizar quem tem toda a responsabilidade.
QUANDO NÃO HÁ HIPOTESE NÃO HÁ HIPOTESE
já li aqui de tudo desde o culpado ser o excesso de velocidade,os aceleras,o mau estado da estrada,o nevoeiro etc.
Convençam-se de uma coisa: numa auto estrada é tão perigoso andar a 200 à hora como andar a 50 à hora(por isso é que é proibido).
O súbito banco de nevoeiro que está na origem da tragédia é dos fenômenos meteorológicos o mais perigoso que afectam os condutores;ao entrar num banco de nevoeiro não é necessário andar a dez á hora mas sim á velocidade que permita ao condutor IMOBILIZAR O VEICULO EM SEGURANÇA!

De quem terá sido a culpa não sabemos,tanto pode ter sido de um"acelera" como de um condutor que ao entrar no banco de nevoeiro reduziu excessivamente a velocidade deixando o condutor que vinha atrás sem opções.

A realidade é que morreram pessoas,poderia ter sido evitado?dificilmente.
Isto acontece em toda a parte do mundo não é só em Portugal.
Re: QUANDO NÃO HÁ HIPOTESE NÃO HÁ HIPOTESE
CULTURA DE PREVENÇÃO.
Para alem da necessária colocação de sinalização variável e painéis informativos ao longo de toda a A25, que informem os condutores da ocorrência de BANCOS DE NEVOEIRO seria importante que neste local fossem colocados painéis publicitários com as fotos mais relevantes deste acidente, todas identificadas com data e hora, para que quem por ali passe fique a saber o que ali se passou e quando, em ambos os sentidos

Uma memória curta e apagada é o primeiro passo para repetir os mesmos erros. Para que as mortes ocorridas não tenham sido totalmente em vão!
Comentários 15 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub