Anterior
Andréa del Fuego vence Prémio José Saramago
Seguinte
MP já recebeu denúncias de Hospital Garcia de Orta sobre lixo hospitalar
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Teixeira dos Santos: "No início de 2010 estive prestes a demitir-me"

Teixeira dos Santos: "No início de 2010 estive prestes a demitir-me"

Ex-ministro das Finanças do Governo de Sócrates ponderou abandonar o cargo quando o Parlamento aprovou as alterações à Lei das Finanças Regionais devido à Madeira.
Lusa |
Teixeira dos Santos chegou mesmo a promover uma declaração à imprensa nessa altura
Teixeira dos Santos chegou mesmo a promover uma declaração à imprensa nessa altura / Luiz Carvalho

O ex-ministro das Finanças Teixeira dos Santos admitiu hoje que esteve "prestes" a demitir-se quando o Parlamento aprovou as alterações à Lei das Finanças Regionais no início de 2010 devido à Madeira.

Teixeira dos Santos, que falava durante uma conferência na Universidade Lusófona em Lisboa, respondia a questões sobre os problemas nas contas da Madeira e lembrou as alterações feitas à Lei das Finanças Regionais em 2007.

O ex-ministro das Finanças disse então que quando a Assembleia da República revogou em 2010 as alterações feitas em 2007, com o apoio do PSD e CDS-PP, esteve prestes a demitir-se e que só não o fez porque acabou por acontecer a intempérie na Madeira que causou grande devastação na região.

"Nós fizemos uma revisão da lei das Finanças regionais em 2007, e entrou em vigor uma lei das finanças regionais que impunha maior rigor financeiro e mais obrigações de reporte de informação dos governos regionais ao Ministério das Finanças", disse, acrescentando que estas mudanças tinham ainda mais sanções em caso de incumprimento e mesmo uma regra de não resgate.

No entanto, quando o PS de José Sócrates ganhou as eleições legislativas de 2009, o Governo perdeu maioria e a Assembleia Regional da Madeira aprovou uma alteração à Lei das Finanças Regionais "onde o quadro de disciplina e rigor" foi revogado.

"No início de 2010 estive prestes a demitir-me com a aprovação dessa lei por todas as bancadas. A minha demissão não se concretizou na altura porque entretanto houve uma catástrofe natural na Madeira, que fez com que fosse suspensa essa lei", disse o antigo governante. Teixeira dos Santos chegou mesmo a promover uma declaração à imprensa nessa altura, mas nunca havia admitido em público esta possibilidade.

 


Opinião


Multimédia

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 


Comentários 44 Comentar
ordenar por:
mais votados
E a verdade é que a memória do povo...
... é curta. Aposto que "ninguém se lembra"...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Uma desilusão completa, este catedrático.
Tudo aquilo que Teixeira dos Santos disser agora sobre o seu passado governativo ou as suas boas intenções, valem pouco mais do que uma mentira.
O Senhor Professor de Economia da Universidade do Porto, até nos mereçe algum respeito como homem de cátedra, mas na mesma proporção, um grande repúdio como contabilista de causas mais nobres como o são as Finanaças da Nação.
A "cagada" da Madeira, não justifica a "estrumeira" em que deixou as contas do País.
Antes de se empinar contra as Finanças Locais, que são em grande medida um dos cancros do País, devia ter-se empinado contra os devaneios Socráticos e toda aquela cáfila de boys, empoleirados no galinheiro estatal, qual aves de rapina esperando pelo repasto.
Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
O poleiro é agora na CGD...
Re: O poleiro é agora na CGD...
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
TS
Nada do que possa dizer justifica o caos da sua governação, e ainda as suas declarações o enterram mais.
Teixeira dos Santos estive pata me demitir
Volta Teixeira que estás cá a fazer muita falta e o povo já tem saudades e já estás perdoado. Afinal tu até não eras mau, a gente é que pensava que sim. Perdoa a nossa ignorância, mas não foi por mal. Nunca foi tão oportuno dizer que atrás de mim virá quem bom de mim fará. Estes ao pé de ti nem falar sabem e de explicação em explicação ainda não entendemos o desvio colossal. Agora que ninguém nos ouve diz ao Sócrates que regresse também. É que estes mentem muito mais e só sabem cortar nas gorduras dos que não devem e que prometeram que não o faziam. Estes são mesmo incompetentes e não percebem nada de nada. Chamavam vendedor a Sócrates, mas as nossas exportações cresciam, agora estão a recuar, mas não admira pois nem um computador sabem vender. Até já os irmãos mais velhos estão a gritar que o Rei vai nu e o País afundar. Deixo os vídeos só para confirmar.

http://www.youtube.com/wa...

http://www.youtube.com/wa...
Teixeira dos Santos
Um homem sério e competente e governou em condições muito dificeis.
Decoro
Remeta-se ao silencio. Entre de quarentena e deixe-nos em paz. Não consegue por estes meios espiar os erros dos quais estamos agora entalados. Paz à sua alma porque da mente já não tem salvação.
Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Depois de ter sido o nº2 do maior Desgoverno que Portugal alguma vez assistiu, Teixeira dos Santos vem a público limpar a face.

Caro Teixeira dos Santos, por muito que tente desviar o assunto, o actual estado das contas e finanças Portuguesas demorarão muitos e longos anos a recomporem-se do rude golpe que o senhor e José Sócrates promoveram.

Vir agora culpar a Madeira pelo estado miserável que deixou as finanças públicas é de todo irracional e irresponsável.

Esperava-se pelo menos que assumi-se o que fez e está à frente de todos.

Afinal o senhor e José Sócrates foram quem chamaram o FMI e UE após 6 anos e meio de DESGOVERNO.

Mas se calhar não se lembra.

Como também não deve lembrar-se que disse aos portugueses que a nacionalização não custaria um único cêntimo ao contribuinte...

E como também não deve lembrar-se de ter dito à comunicação social e ao país que solicitaria a ajuda externa quando os juros atingissem os 7%... quase atingiram os 12%.

Assim continua a hipocrisia canhota.
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
T S
Se só tem isso para dizer, é melhor estar calado. Diga tudo de uma vez, para acabar com especulações. O senhor foi um daqueles que nos trouxe até esta situação, já devia ter pedido desculpas ao país, em vez de andar em palestras.
RUNALDINHOS e Rodriguinhos aos molhos....
CARO RUNALDINHO... (este nick conotado com futebolistas, dá-me náuseas!!!!!!)

...podia esclarecer melhor a comunidade?
dá-me ideia que você de economia e de analista não percebe nada...
então foi o Teixeira dos Santos que provocou o desclabro na europa e no mundo, ou foram os seus amigos do PSD e mnuitos outros da mesma estirpe, que atiraram ao fundo BPNs, BPPs, e muitos grandes bancos americanos, ingleses, etc. com a fobia do lucro fácil, que até emprestavam o dinheiro (que não era deles), quase sem juros a quem não podia pagar... emprestavam para a casa, recheio, automóvel e ainda sobrava algum, ALICIANDO AS PESSOAS MAIS HUMILDES A GASTAREM À TRIPA-FORRA!!!!????....
Como foi possivel, desde a europa às Américas isto acontecer??? somente com o capitalismo à solta e o lucro fácil, tal COMO OS SEUS AMIGOS QUE GERIRAM E ROUBARAM os bancos que referi....
Caro amigo, não seja faccioso e pense pela sua casbeça... desde quando Portugal, mesmo que tenha sido mal governado (já vem há mais de 30 anos a sê-lo), tem força para atirar a economia mundial para o fundo como aconteceu?
Isto não é uma crise nacional, infelizmente, pois se fosse, até o Santander Espanhol chegava para resolver o problema... tenha juizo e pense bem no que escreveu... são pessoas conmo você que que desacreditam tudo e todos e dizem mal atá do próprio umbigo...
Passe bem..
È tarde e Inês é morta.
Se à altura o tivesse feito, o país ter-lhe-ia ficado grato.
Homem não bebe leite, come a vaca
Ó sr ex ministro Teixeira dos Santos o seu antecessor Prof.Dr Luis Campos e Cunha ao fim de 4 meses bateu com a porta ao Socrates em desacordo com os gastos em investimentos que Socrates, Manuel Pinho e Mario Lino queriam fazer e que seriam excessivos como estamos a constatar.
" Atão vocemecê foi para lá fazer de bombo da festa e agora vem bradar que esteve para bater com a porta por uma coisa comezinha como os gastos de um artista madeirense"
Passou ao lado da grande oportunidade
Se o tivesse feito, seria recordado pelo Ministro recto e coerente que não se vergou aos dislates da Madeira e de Sócrates.
Assim fica recordado como o Ministro que pactuou com eles.
Re: Passou ao lado da grande oportunidade
Re: Passou ao lado da grande oportunidade
A verdade é que
o bacharel de engenharia, hoje estudante de filosofia em Paris, conseguiu enrolar todos. Nem os espertos dos catedráticos lhe escaparam.
É prá menina e pró menino!
Cada cor, seu paladar!...
Re: A verdade é que
CATÁSTROFES
Estas declarações só provam que uma catástrofe quando vem nunca vem só. À da Madeira juntou-se a do Sócrates (e o mais que adiante se ouvirá!!!)
Comentários 44 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub