Anterior
Andréa del Fuego vence Prémio José Saramago
Seguinte
MP já recebeu denúncias de Hospital Garcia de Orta sobre lixo hospitalar
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Teixeira dos Santos: "No início de 2010 estive prestes a demitir-me"

Teixeira dos Santos: "No início de 2010 estive prestes a demitir-me"

Ex-ministro das Finanças do Governo de Sócrates ponderou abandonar o cargo quando o Parlamento aprovou as alterações à Lei das Finanças Regionais devido à Madeira.
Lusa |
Teixeira dos Santos chegou mesmo a promover uma declaração à imprensa nessa altura
Teixeira dos Santos chegou mesmo a promover uma declaração à imprensa nessa altura / Luiz Carvalho

O ex-ministro das Finanças Teixeira dos Santos admitiu hoje que esteve "prestes" a demitir-se quando o Parlamento aprovou as alterações à Lei das Finanças Regionais no início de 2010 devido à Madeira.

Teixeira dos Santos, que falava durante uma conferência na Universidade Lusófona em Lisboa, respondia a questões sobre os problemas nas contas da Madeira e lembrou as alterações feitas à Lei das Finanças Regionais em 2007.

O ex-ministro das Finanças disse então que quando a Assembleia da República revogou em 2010 as alterações feitas em 2007, com o apoio do PSD e CDS-PP, esteve prestes a demitir-se e que só não o fez porque acabou por acontecer a intempérie na Madeira que causou grande devastação na região.

"Nós fizemos uma revisão da lei das Finanças regionais em 2007, e entrou em vigor uma lei das finanças regionais que impunha maior rigor financeiro e mais obrigações de reporte de informação dos governos regionais ao Ministério das Finanças", disse, acrescentando que estas mudanças tinham ainda mais sanções em caso de incumprimento e mesmo uma regra de não resgate.

No entanto, quando o PS de José Sócrates ganhou as eleições legislativas de 2009, o Governo perdeu maioria e a Assembleia Regional da Madeira aprovou uma alteração à Lei das Finanças Regionais "onde o quadro de disciplina e rigor" foi revogado.

"No início de 2010 estive prestes a demitir-me com a aprovação dessa lei por todas as bancadas. A minha demissão não se concretizou na altura porque entretanto houve uma catástrofe natural na Madeira, que fez com que fosse suspensa essa lei", disse o antigo governante. Teixeira dos Santos chegou mesmo a promover uma declaração à imprensa nessa altura, mas nunca havia admitido em público esta possibilidade.

 


Opinião


Multimédia

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 44 Comentar
ordenar por:
mais votados
E a verdade é que a memória do povo...
... é curta. Aposto que "ninguém se lembra"...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Re: E a verdade é que a memória do povo...
Uma desilusão completa, este catedrático.
Tudo aquilo que Teixeira dos Santos disser agora sobre o seu passado governativo ou as suas boas intenções, valem pouco mais do que uma mentira.
O Senhor Professor de Economia da Universidade do Porto, até nos mereçe algum respeito como homem de cátedra, mas na mesma proporção, um grande repúdio como contabilista de causas mais nobres como o são as Finanaças da Nação.
A "cagada" da Madeira, não justifica a "estrumeira" em que deixou as contas do País.
Antes de se empinar contra as Finanças Locais, que são em grande medida um dos cancros do País, devia ter-se empinado contra os devaneios Socráticos e toda aquela cáfila de boys, empoleirados no galinheiro estatal, qual aves de rapina esperando pelo repasto.
Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
O poleiro é agora na CGD...
Re: O poleiro é agora na CGD...
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
Re: Uma desilusão completa, este catedrático.
TS
Nada do que possa dizer justifica o caos da sua governação, e ainda as suas declarações o enterram mais.
Teixeira dos Santos estive pata me demitir
Volta Teixeira que estás cá a fazer muita falta e o povo já tem saudades e já estás perdoado. Afinal tu até não eras mau, a gente é que pensava que sim. Perdoa a nossa ignorância, mas não foi por mal. Nunca foi tão oportuno dizer que atrás de mim virá quem bom de mim fará. Estes ao pé de ti nem falar sabem e de explicação em explicação ainda não entendemos o desvio colossal. Agora que ninguém nos ouve diz ao Sócrates que regresse também. É que estes mentem muito mais e só sabem cortar nas gorduras dos que não devem e que prometeram que não o faziam. Estes são mesmo incompetentes e não percebem nada de nada. Chamavam vendedor a Sócrates, mas as nossas exportações cresciam, agora estão a recuar, mas não admira pois nem um computador sabem vender. Até já os irmãos mais velhos estão a gritar que o Rei vai nu e o País afundar. Deixo os vídeos só para confirmar.

http://www.youtube.com/wa...

http://www.youtube.com/wa...
Teixeira dos Santos
Um homem sério e competente e governou em condições muito dificeis.
Decoro
Remeta-se ao silencio. Entre de quarentena e deixe-nos em paz. Não consegue por estes meios espiar os erros dos quais estamos agora entalados. Paz à sua alma porque da mente já não tem salvação.
Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Depois de ter sido o nº2 do maior Desgoverno que Portugal alguma vez assistiu, Teixeira dos Santos vem a público limpar a face.

Caro Teixeira dos Santos, por muito que tente desviar o assunto, o actual estado das contas e finanças Portuguesas demorarão muitos e longos anos a recomporem-se do rude golpe que o senhor e José Sócrates promoveram.

Vir agora culpar a Madeira pelo estado miserável que deixou as finanças públicas é de todo irracional e irresponsável.

Esperava-se pelo menos que assumi-se o que fez e está à frente de todos.

Afinal o senhor e José Sócrates foram quem chamaram o FMI e UE após 6 anos e meio de DESGOVERNO.

Mas se calhar não se lembra.

Como também não deve lembrar-se que disse aos portugueses que a nacionalização não custaria um único cêntimo ao contribuinte...

E como também não deve lembrar-se de ter dito à comunicação social e ao país que solicitaria a ajuda externa quando os juros atingissem os 7%... quase atingiram os 12%.

Assim continua a hipocrisia canhota.
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
Re: Azia e mal-estar a quanto obrigas...
T S
Se só tem isso para dizer, é melhor estar calado. Diga tudo de uma vez, para acabar com especulações. O senhor foi um daqueles que nos trouxe até esta situação, já devia ter pedido desculpas ao país, em vez de andar em palestras.
RUNALDINHOS e Rodriguinhos aos molhos....
CARO RUNALDINHO... (este nick conotado com futebolistas, dá-me náuseas!!!!!!)

...podia esclarecer melhor a comunidade?
dá-me ideia que você de economia e de analista não percebe nada...
então foi o Teixeira dos Santos que provocou o desclabro na europa e no mundo, ou foram os seus amigos do PSD e mnuitos outros da mesma estirpe, que atiraram ao fundo BPNs, BPPs, e muitos grandes bancos americanos, ingleses, etc. com a fobia do lucro fácil, que até emprestavam o dinheiro (que não era deles), quase sem juros a quem não podia pagar... emprestavam para a casa, recheio, automóvel e ainda sobrava algum, ALICIANDO AS PESSOAS MAIS HUMILDES A GASTAREM À TRIPA-FORRA!!!!????....
Como foi possivel, desde a europa às Américas isto acontecer??? somente com o capitalismo à solta e o lucro fácil, tal COMO OS SEUS AMIGOS QUE GERIRAM E ROUBARAM os bancos que referi....
Caro amigo, não seja faccioso e pense pela sua casbeça... desde quando Portugal, mesmo que tenha sido mal governado (já vem há mais de 30 anos a sê-lo), tem força para atirar a economia mundial para o fundo como aconteceu?
Isto não é uma crise nacional, infelizmente, pois se fosse, até o Santander Espanhol chegava para resolver o problema... tenha juizo e pense bem no que escreveu... são pessoas conmo você que que desacreditam tudo e todos e dizem mal atá do próprio umbigo...
Passe bem..
È tarde e Inês é morta.
Se à altura o tivesse feito, o país ter-lhe-ia ficado grato.
Homem não bebe leite, come a vaca
Ó sr ex ministro Teixeira dos Santos o seu antecessor Prof.Dr Luis Campos e Cunha ao fim de 4 meses bateu com a porta ao Socrates em desacordo com os gastos em investimentos que Socrates, Manuel Pinho e Mario Lino queriam fazer e que seriam excessivos como estamos a constatar.
" Atão vocemecê foi para lá fazer de bombo da festa e agora vem bradar que esteve para bater com a porta por uma coisa comezinha como os gastos de um artista madeirense"
Passou ao lado da grande oportunidade
Se o tivesse feito, seria recordado pelo Ministro recto e coerente que não se vergou aos dislates da Madeira e de Sócrates.
Assim fica recordado como o Ministro que pactuou com eles.
Re: Passou ao lado da grande oportunidade
Re: Passou ao lado da grande oportunidade
A verdade é que
o bacharel de engenharia, hoje estudante de filosofia em Paris, conseguiu enrolar todos. Nem os espertos dos catedráticos lhe escaparam.
É prá menina e pró menino!
Cada cor, seu paladar!...
Re: A verdade é que
CATÁSTROFES
Estas declarações só provam que uma catástrofe quando vem nunca vem só. À da Madeira juntou-se a do Sócrates (e o mais que adiante se ouvirá!!!)
Comentários 44 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub