Anterior
Passageiro nu força avião a aterrar
Seguinte
Vaca clonada para produzir leite similar ao humano
Página Inicial   >  Sociedade  >   Tabela periódica tem dois novos símbolos químicos

Tabela periódica tem dois novos símbolos químicos

Novos elementos foram descobertos em laboratório por uma equipa internacional de investigadores de Química e Física dos EUA e da Rússia.
Lusa |

A tabela periódica vai passar a ter dois novos elementos químicos, ainda sem nome, aos quais foram atribuídos a numeração 114 e 116, que representam os números atómicos.

Os dois novos elementos foram descobertos em laboratório por uma equipa internacional de investigadores de Química e Física dos EUA e da Rússia.

Ao contrário de outros elementos químicos, como o carbono ou o ouro, estes novos elementos têm uma vida muito curta.

Os átomos do elemento químico 114 desintegram-se em poucos segundos. Ao 116 basta uma fracção de segundo. Ambos foram descobertos em experiências de laboratório com outros elementos da tabela periódica em 2004 e 2006.

Os números atómicos representam o número de protões que existem no núcleo de cada elemento químico. O Hidrogénio aparece sempre em primeiro lugar, com o número um.

Nos últimos 250 anos têm sido acrescentados novos elementos à tabela periódica. O mais recente datava de 2009, ao qual foi atribuído o nome copernicium, em honra de Copérnico.

 


Opinião


Multimédia

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 19 Comentar
ordenar por:
mais votados
Não mande as notícias ....
...pelos CCT.

Podem chegar muito atrasadas.

Estas novidades chegaram por sinais de fumo e já cá estão há algum tempo.

´Não percebo está notícia
A minha tabela periódica, do secundário, já com 3 anos, possui os elementos 114 e 116. Digo mais, o 114 chama-se Unumquádio, com símbolo químico Uuq, massa atómica relativa aproximadamente 285, e o 116 é o Ununhéxio, símbolo químico Uuh, massa atómica relativa 289. MAIS, a minha super-tabela periódica tem ainda o elemento 118, de nome Ununóctio (Uuo).
Agora pergunto, a minha tabela periódica prevê o futuro, ou esta notícia não é uma novidade no mundo científico?
Re: ´Não percebo está notícia
Re: ´Não percebo está notícia
Re: ´Não percebo está notícia
Re: ´Não percebo está notícia
Ainda mais formidavel e tambem de ultima hora...
O Sporting CP contrata o super goleador brasileiro Mario Jardel, este jogador ja pertenceu aos quadros do FC Porto, e foi considerado o melhor marcador do campeonato, repetidas vezes!

Opsss.... Esta noticia ja nao e actual, nao faz mal os elementos 114 e 116 tambem o sao, e tambem ja estao a muito na tabela periodica!

O importante mesmo, e fazer a noticia parecer bombastica e acima de tudo parecer noticia! :P
Estabilidade/ Instabilidade
Esta notícia suscita-me os seguintes comentários:
embora já há muito tempo afastado dessas lides, tenho conhecimento (que admito possa estar desactualizado) de 118 elementos,
Falar em carbono e ouro metendo-os no "mesmo saco", não me parece estar certo, pois o primeiro apresenta um isótopo, o carbono 14 que com a sua característica radioactiva permite fazer datações e o segundo é um metal estável.
Julgo que a notícia pretendia fazer um contraponto entre "estabilidade" e "instabilidade" .
Ao mencionar o carbono juntamente com o ouro, lançará alguma dúvida no comum das pessoas.
Re: Estabilidade/ Instabilidade
Re: Estabilidade/ Instabilidade
Re: Estabilidade/ Instabilidade
Re: Estabilidade/ Instabilidade
Re: Estabilidade/ Instabilidade
Porque é que esta notícia não satisfaz!
Há notícias que quando são proferidas deixam-nos num certo estado de insatisfação, como se sentíssemos que estamos a ser enrolados. Pelo que pude ver, não existe nada de incorrecto na notícia acima. Toda a informação, com excepção do título, é factual incluindo a indicação de que os elementos em questão teriam sido pela primeira vez "observados" em 2004 e 2006. Nesse caso, porque é que ele não satisfaz?

O título pode ser o culpado. Ele diz que a tabela periódica tem dois novos símbolos mas isso não pode ser verdade se os dois novos elementos não têm nome final ainda ("ainda sem nome"). O que existe é uma lista de símbolos (e nomes) provisórios que vai até ao elemento 173, onde os "novos" símbolos já se encontravam. O subtítulo também não ajuda, ao dizer que os elementos foram descobertos por certas equipas, mas não quando. A impressão que se fixa é logo, de que dois novos elementos foram descobertos agora. Mas o que se passou realmente (como outros escreveram aqui) é a oficialização das descobertas (em 2004 e 2006) pelo organismo que supervisiona esta área, o IUPAC.

Quando comecei a escrever este comentário, era minha intenção desancar a Lusa por passar essa ideia da descoberta, e falhar em realçar a verdadeira notícia, que a descoberta era agora oficial pelo organismo supervisor (não referido). Mas ocorre-me agora que não sei quem foi o responsável pela escolha dos títulos e subtítulos. Foi o Expresso ou foi a Lusa?
Resumindo e Concluindo...
Se isto for noticia actual, o que dizer, agora, da entrada do Oliveira Salazar no hospital, por ter caido da cadeira?
Re: Resumindo e Concluindo...
Re: Resumindo e Concluindo...
A IUPAC faz química?
A resposta a isto é mais que provavelmente um fácil "Não", mas quero perguntar na mesma: Será que a IUPAC quando homologa um trans-urânio sintetizado como ocupando uma posição particular na tabela periódica, se certifica experimentalmente das propriedades químicas do elemento?

Os elementos agora homologados provavelmente terão propriedades dos metais quando agregados em sólidos. Também pertencem a grupos químicos bastante interessantes, o do carbono e o do Oxigénio. Mas qualquer propriedade química só pode ser confirmada depois de um núcleo se rodear de electrões e tiver oportunidade de interactuar quimicamente. Duvido que com os seus tempos de vida média, eles possam ter qualquer oportunidade disso. Assim o seu lugar na tabela periódica seria acima de tudo um lugar de convenção... sem propriedades químicas confirmadas.

A ironia é que falamos de elementos "químicos" novos descobertos, mas a sua "realidade" química continua desconhecida... apenas suspeitada.
Re: A IUPAC faz química?
Comentários 19 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub