16 de abril de 2014 às 14:08
Página Inicial  ⁄  Sociedade  ⁄  Tabela periódica tem dois novos símbolos químicos

Tabela periódica tem dois novos símbolos químicos

Novos elementos foram descobertos em laboratório por uma equipa internacional de investigadores de Química e Física dos EUA e da Rússia.
Lusa

A tabela periódica vai passar a ter dois novos elementos químicos, ainda sem nome, aos quais foram atribuídos a numeração 114 e 116, que representam os números atómicos.

Os dois novos elementos foram descobertos em laboratório por uma equipa internacional de investigadores de Química e Física dos EUA e da Rússia.

Ao contrário de outros elementos químicos, como o carbono ou o ouro, estes novos elementos têm uma vida muito curta.

Os átomos do elemento químico 114 desintegram-se em poucos segundos. Ao 116 basta uma fracção de segundo. Ambos foram descobertos em experiências de laboratório com outros elementos da tabela periódica em 2004 e 2006.

Os números atómicos representam o número de protões que existem no núcleo de cada elemento químico. O Hidrogénio aparece sempre em primeiro lugar, com o número um.

Nos últimos 250 anos têm sido acrescentados novos elementos à tabela periódica. O mais recente datava de 2009, ao qual foi atribuído o nome copernicium, em honra de Copérnico.

 

Comentários 19 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Não mande as notícias ....
...pelos CCT.

Podem chegar muito atrasadas.

Estas novidades chegaram por sinais de fumo e já cá estão há algum tempo.

´Não percebo está notícia
A minha tabela periódica, do secundário, já com 3 anos, possui os elementos 114 e 116. Digo mais, o 114 chama-se Unumquádio, com símbolo químico Uuq, massa atómica relativa aproximadamente 285, e o 116 é o Ununhéxio, símbolo químico Uuh, massa atómica relativa 289. MAIS, a minha super-tabela periódica tem ainda o elemento 118, de nome Ununóctio (Uuo).
Agora pergunto, a minha tabela periódica prevê o futuro, ou esta notícia não é uma novidade no mundo científico?
Re: ´Não percebo está notícia Ver comentário
Re: ´Não percebo está notícia Ver comentário
Re: ´Não percebo está notícia Ver comentário
Re: ´Não percebo está notícia Ver comentário
Ainda mais formidavel e tambem de ultima hora...
O Sporting CP contrata o super goleador brasileiro Mario Jardel, este jogador ja pertenceu aos quadros do FC Porto, e foi considerado o melhor marcador do campeonato, repetidas vezes!

Opsss.... Esta noticia ja nao e actual, nao faz mal os elementos 114 e 116 tambem o sao, e tambem ja estao a muito na tabela periodica!

O importante mesmo, e fazer a noticia parecer bombastica e acima de tudo parecer noticia! :P
Estabilidade/ Instabilidade
Esta notícia suscita-me os seguintes comentários:
embora já há muito tempo afastado dessas lides, tenho conhecimento (que admito possa estar desactualizado) de 118 elementos,
Falar em carbono e ouro metendo-os no "mesmo saco", não me parece estar certo, pois o primeiro apresenta um isótopo, o carbono 14 que com a sua característica radioactiva permite fazer datações e o segundo é um metal estável.
Julgo que a notícia pretendia fazer um contraponto entre "estabilidade" e "instabilidade" .
Ao mencionar o carbono juntamente com o ouro, lançará alguma dúvida no comum das pessoas.
Re: Estabilidade/ Instabilidade Ver comentário
Re: Estabilidade/ Instabilidade Ver comentário
Re: Estabilidade/ Instabilidade Ver comentário
Re: Estabilidade/ Instabilidade Ver comentário
Re: Estabilidade/ Instabilidade Ver comentário
Porque é que esta notícia não satisfaz!
Há notícias que quando são proferidas deixam-nos num certo estado de insatisfação, como se sentíssemos que estamos a ser enrolados. Pelo que pude ver, não existe nada de incorrecto na notícia acima. Toda a informação, com excepção do título, é factual incluindo a indicação de que os elementos em questão teriam sido pela primeira vez "observados" em 2004 e 2006. Nesse caso, porque é que ele não satisfaz?

O título pode ser o culpado. Ele diz que a tabela periódica tem dois novos símbolos mas isso não pode ser verdade se os dois novos elementos não têm nome final ainda ("ainda sem nome"). O que existe é uma lista de símbolos (e nomes) provisórios que vai até ao elemento 173, onde os "novos" símbolos já se encontravam. O subtítulo também não ajuda, ao dizer que os elementos foram descobertos por certas equipas, mas não quando. A impressão que se fixa é logo, de que dois novos elementos foram descobertos agora. Mas o que se passou realmente (como outros escreveram aqui) é a oficialização das descobertas (em 2004 e 2006) pelo organismo que supervisiona esta área, o IUPAC.

Quando comecei a escrever este comentário, era minha intenção desancar a Lusa por passar essa ideia da descoberta, e falhar em realçar a verdadeira notícia, que a descoberta era agora oficial pelo organismo supervisor (não referido). Mas ocorre-me agora que não sei quem foi o responsável pela escolha dos títulos e subtítulos. Foi o Expresso ou foi a Lusa?
Resumindo e Concluindo...
Se isto for noticia actual, o que dizer, agora, da entrada do Oliveira Salazar no hospital, por ter caido da cadeira?
Re: Resumindo e Concluindo... Ver comentário
Re: Resumindo e Concluindo... Ver comentário
A IUPAC faz química?
A resposta a isto é mais que provavelmente um fácil "Não", mas quero perguntar na mesma: Será que a IUPAC quando homologa um trans-urânio sintetizado como ocupando uma posição particular na tabela periódica, se certifica experimentalmente das propriedades químicas do elemento?

Os elementos agora homologados provavelmente terão propriedades dos metais quando agregados em sólidos. Também pertencem a grupos químicos bastante interessantes, o do carbono e o do Oxigénio. Mas qualquer propriedade química só pode ser confirmada depois de um núcleo se rodear de electrões e tiver oportunidade de interactuar quimicamente. Duvido que com os seus tempos de vida média, eles possam ter qualquer oportunidade disso. Assim o seu lugar na tabela periódica seria acima de tudo um lugar de convenção... sem propriedades químicas confirmadas.

A ironia é que falamos de elementos "químicos" novos descobertos, mas a sua "realidade" química continua desconhecida... apenas suspeitada.
Re: A IUPAC faz química? Ver comentário
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub