Startup portuguesa no palco do mundo

Talkdesk, fundada por dois portugueses, está em Silicon Valley, Califórnia. A empresa quer revolucionar os call centers. A semana passada apresentou-se ao mundo em Nova Iorque.

|
Tiago Paiva, co-fundador da TalkDesk, durante a apresentação da empresa no Techcrunch Disrupt
Tiago Paiva, co-fundador da TalkDesk, durante a apresentação da empresa no Techcrunch Disrupt / Techcrunch/Daily Motion

Uma nova startup criada por dois portugueses quer revolucionar os call centers em todo o mundo. Trata-se da Talkdesk, que opera em Mountain View, na Califórnia, apesar de ter sido criada por Tiago Paiva e Cristina Fonseca. Até ao momento, esta startup arrecadou 450 mil dólares em investimento.

Na semana passada, a empresa apresentou-se ao mundo em Nova Iorque, durante a Startup Battlefield promovida pelo blogue tecnológico Techcrunch. A sua proposta de valor assenta na criação de um serviço de call center com recurso a cloud computing (em nuvem), o que proporciona várias vantagens face a um call center tradicional. A Talkdesk permite que um telefonista tenha imediatamente acesso à informação de quem liga, inclusive através de informações públicas disponíveis em redes sociais como o Facebook e o Twitter. Todas as interações prévias entre o cliente e a empresa estão registadas, incluindo chamadas anteriores e compras feitas pelo cliente.

Graças a este sistema, pode ainda gravar ou transcrever chamadas de forma automatizada e aceder a toda a informação sobre um determinado cliente no browser sem ter de fazer inúmeras perguntas. Em geral, os serviços da Talkdesk estão disponíveis para qualquer pessoa ou empresa que se queira inscrever, e o recurso a cloud computing torna possível que uma empresa se registe em menos de cinco minutos no site da Talkdesk.