17 de abril de 2014 às 22:25
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Sócrates pediu ajuda externa depois de discutir com Soares

Sócrates pediu ajuda externa depois de discutir com Soares

Antigo Presidente da República revelou ontem que José Sócrates não queria pedir ajuda externa e que só o terá feito depois de uma "gravíssima discussão" entre ambos.

Lusa
José Sócrates e Mário Soares durante uma visita à fundação do ex-Presidente da República em 2006 Alberto Frias José Sócrates e Mário Soares durante uma visita à fundação do ex-Presidente da República em 2006

O antigo Presidente da República Mário Soares disse na noite de quinta-feira que José Sócrates acabou por ceder "à evidência" de ter de pedir ajuda externa, depois de com ele ter tido uma "gravíssima" discussão.

A revelação foi feita hoje na Figueira da Foz, numa sessão de apresentação do seu livro "Um Político Assume-se", onde Mário Soares recusou também que Sócrates tenha "fugido" do país após perder as eleições legislativas e se demitir de líder do PS.

"Tive uma discussão com ele gravíssima, porque queria que ele pedisse o apoio e ele não queria. Falei muito com ele durante muito tempo, duas horas ou três, discutimos brutalmente mas amigavelmente, eu a convencê-lo e ele a não estar convencido", afirmou Mário Soares, na sessão promovida pelo Casino da Figueira da Foz.

Sócrates não fugiu


Acrescentou que também o então ministro das Finanças, Teixeira dos Santos contribuiu para a decisão do Governo liderado por José Sócrates de pedir a intervenção do Fundo Monetário Internacional em Portugal.

"Depois o ministro das Finanças também interveio mais tarde e ele [José Sócrates] acabou por ter de ceder, perante a evidência das coisas", frisou.

Recusou que Sócrates tenha "fugido" do país, após perder as eleições legislativas e se demitir de líder do PS: "Não fugiu nada, coitado, não podia era continuar ali. Foi atacado por toda a gente da pior maneira", argumentou Mário Soares na sessão moderada pela jornalista Cândida Pinto.

"É preciso ter uma coragem muito grande para aguentar o que ele aguentou", acrescentou, argumentando que José Sócrates "fez bem" em se demitir e ter ido para França.

Já sobre a atual liderança do Partido Socialista, Mário Soares disse que António José Seguro "tem conduzido bem o partido, com muita competência e, sobretudo, com muita prudência".
Comentários 90 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º vez.
Por esta ninguém esperava; Mário Soares assume que foi ele o responsável pelo FMI ter entrado em Portugal junto com a troika, ilibando Passos Coelho deste ónus.
Sócrates era um "pau mandado" de Soares? Ver comentário
Re: Sócrates era um Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re:Agnosticamente Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Re: Mário Soares assume que trouxe o FMI pela 2.º Ver comentário
Vergonhosa inconfidência
Das duas uma: Soares com a sua mania das grandezas mente na sua perene atitude de altivez, ou Sócrates acaba de receber uma certificação de alta inutilidade e tacanhez intelectual. É absolutamente vergonhoso para ambos a divulgação pública deste enredos. E ainda andamos a ouvir a zurraria contínua dos acólitos socialistas, dos que nos conduziram para a nossa flagrante perda de soberania nacional, dos que nos transformaram em pedintes junto da Alemanha e outros.
Re: Vergonhosa inconfidência Ver comentário
Ou seja, os meus zurros são melhores que os teus.. Ver comentário
:-) Ver comentário
Re: Vergonhosa inconfidência Ver comentário
Ao país
Respeitinho por estes dois monstros sagrados do país?
Pelo menos pela bancarrota, e de pobretanas a multimilionários?
Posso pedir seis meses de lei à Texas?
O Largo do rato quase paria um RATO=)P Ver comentário
Re: O Largo do rato quase paria um RATO=)P Ver comentário
Sócrates não quer ver e o Senhor também!
Ao ler o manifesto deste Senhor e alguns "compagnons de route" sobre a forma como têm tratado do assunto Grego, fiquei a perceber qual a essência do socialismo democrático.
"O sonho comanda a vida e a sorte que faça o resto!"
Na linha do q é normal neste tipo de gente, as suas decisões são sempre baseadas em receitas bem elaboradas, equilibradas, mas cujo modelo nunca foi equacionado quanto mais testado. Atiram-se de cabeça para a "utopia" sem perceber q em economia e nas relações sociais/laborais, o dar e tirar cria traumas vários. Nunca fazem contas "à la longue", limitando-se a viver o presente, esperando q a sorte os proteja no futuro.
Nos últimos quinze anos de governo em Portugal, o PS esteve lá sensivelmente doze. Tomou decisões políticas sem fazer contas à vida e atirando-nos para uma dívida monstruosa. Tudo com fins eleitoralistas. Tentar passar uma esponja na sua incompetência governativa e na fraca performance dos seus dirigentes, alguns sem preparação para estarem à frente dos destinos do país, empurrando tudo para cima da crise internacional e a economia de casino, só mesmo para gente cega. Dá a sensação q os outros não sofrem o mesmo flagelo e ainda assim resistem e contornam essas contrariedades.
Só q esses, não se endividaram até à eternidade, como foi o nosso caso, o da Grécia e outros tantos.
Sim Dr. Soares, Sócrates fugiu! Fugiu da realidade, pois continua a não querer ver no beco sem saída onde nos meteu.
O pior cego é aquele que não quer ver!
Re: Sócrates não quer ver e o Senhor também! Ver comentário
Re: Sócrates não quer ver e o Senhor também! Ver comentário
Re: Sócrates não quer ver e o Senhor também! Ver comentário
Re: Sócrates não quer ver e o Senhor também! Ver comentário
Re: Sócrates não quer ver e o Senhor também! Ver comentário
Re: Sócrates não quer ver e o Senhor também! Ver comentário
Sócrates pediu ajuda depois discutir Soares
Como disse Manuel Beleza, um dia na televisão que acertar no Euromilhões à Segunda Feira é muito fácil e que todos os políticos e Ministros das Finanças fizeram o seu melhor e o melhor que lhe parecia na altura própria. Estava a referir-se à crise e à dívida do País. Hoje podemos culpar todos os que por lá passaram e eu já o tenho aqui feito em relação a Cavaco pelo facto de ter sido no tempo em que era Primeiro Ministro que se acabou com a agricultura, as pescas e a Industria. Se Sócrates tivesse perdido as eleições para Ferreira Leite, hoje seria ela a culpada de tudo o que estamos a viver. É claro que cada um há sua maneira, faz melhor ou pior, mas a situação no essencial não seria muito diferente. Veja-se o que acontece com aqueles que hoje se encontram no governo, que não se cansavam de culpar Sócrates e que era ele o problema de todos os males e eles eram a solução. Sete meses depois acabamos por chegar à triste conclusão que foi pior a emenda que o soneto. Fizeram tudo o que prometeram que não fariam e que tanto criticavam no governo anterior. O desemprego tem aumentado, os impostos subido e a miséria crescido.

  http://apodrecetuga.blogs...

http://www.youtube.com/wa...

http://www.youtube.com/wa...
Mário Soares ataca Sócrates Ver comentário
Re: Mário Soares ataca Sócrates Ver comentário
Mário Soares não absolve Sócrates Ver comentário
Re: Mário Soares ataca Sócrates Ver comentário
Não há cura!
Até morrer há-de ser um eterno vaidoso.
Em bicos dos pés .....
Este "senhor" do passado não aprende que a sua hora acabou e continua a por-se em bicos dos pés para aparecer, sob qualquer pretexto ....

        Tanto diz bem do Psicopata como a seguir o condena - dá uma no prego e logo a seguir outra na ferradura - já foi fã do Pinóquio mas também já o lançou ás feras.

          O que ele não consegue é ficar em casa quietinho a ver a TV em chinelos: Tem porque tem que aparecer, tem que sentir importante ..... E por causa disso tem feito figuras tristes e desbaratado o pouco respeito que ainda possuia junto de alguns portugueses (não me incluo).

        Ainda que tal haja sido verdade (e duvido muito que o psicopata desse ouvidos ao passado quanto se negava a ver a realidade) só lhe fica mal vir dizer estas coisas logo agora que o malandro fugiu e não se pode defender ....

     
e a comunicação social?
DL 11/2012 (regime jurídico dos gabinetes dos membros do governo - exceto 1º ministro):
Art. 13.º
(...)
4 — A remuneração base mensal ilíquida dos membros
dos gabinetes é determinada em percentagem do valor padrão fixado para os titulares de cargos de direcção superior de 1.º grau, nos seguintes termos:
a) Adjuntos — 80 %;
b) Secretários pessoais — 55 %;
c) Pessoal de apoio técnico -administrativo:
i) Coordenador do apoio — 50 %;
ii) Restante pessoal de apoio técnico -administrativo
— 40 %;
d) Motoristas — 40 %;
e) Outro pessoal auxiliar — 25 %.
5 — O suplemento remuneratório dos membros dos
gabinetes é pago mensalmente, 12 vezes por ano, e corresponde a 20 % da remuneração base, para os adjuntos, 10 % para os secretários pessoais e para o pessoal de apoio técnico -administrativo e auxiliar, com excepção dos motoristas, em que aquele suplemento corresponde a 35 % da remuneração base de modo a compensar os riscos inerentes às suas funções e os encargos associados à sua indumentária e lavagem de viaturas ao serviço dos gabinetes.
6 — O estatuto remuneratório dos técnicos especialistas
é estabelecido no respectivo despacho de designação, não
podendo ultrapassar o regime fixado para os adjuntos, sem
prejuízo do disposto nos números seguintes.
7 — Os membros dos gabinetes têm direito a subsídio
de férias, de Natal e a subsídio de refeição, bem como a
ajudas de custo e de transporte, nos termos da lei.
(...)
Re: Sócrates pediu ajuda externa depois de discuti
Estes reis da república de bananas que é Portugal, estão bem um para o outro. Os verdadeiros bafejados com o 25 de Abril. Pouco tempo depois daquela data soares chamou logo o FMI. Estava-se no tempo da balbúrdia e das greves levadas a cabo por aqueles que todos sabemos. Depois foi um fartar vilanagem em viagens pelo estrangeiro à custa do POVO. Era o tempo das vacas gordas. Em 2005 o soares elogiava o outro palhaço e dizia que ele andava só a tirar benesses a quem trabalhava, porque os "direitos adquiridos" dele não devem ter sido mexidos. Estamos em presença da corja que se abotoou até à raiz do cabelo e deixou o País na miséria. A História os condenará, porque com as leis feitas por eles nunca será possível. FORA COM ELES!!!
a não perder
O grupo Bilderberg e a nova ordem mundial:

http://www.youtube.com/wa...
O Soares é fixe
é o maior... que seria de nós sem este monstro da política portuguesa...

Aonde estariamos nós se a sua influência nos últimos 30 anos não tivesse sido tão grande...

Provavelmente não teriamos de ter pedido a ajuda, provavelmente não teríamos uma relação de subserviência a Angola, provavelmente teríamos melhores relações com as ex-colónias e provavelmente a Fundação não sugaria tantos fundos...

Re: O Soares é fixe Ver comentário
    Re: O Soares é fixe []   Fechar Fechar
(SpencerHall (seguir utilizador), 1 ponto , 14:29 | Sexta feira, 17 de fevereiro de 2012)
Que país é esse?
 
 
Re: O Soares é fixe Ver comentário
NADA COM ISSO!
««« Tive uma discussão com ele gravíssima, porque queria que ele pedisse o apoio e ele não queria. Falei muito com ele durante muito tempo, duas horas ou três, discutimos brutalmente mas amigavelmente, eu a convencê-lo e ele a não estar convencido»»»

Mário Soares, revelando uma conversa privada que mostram o padrinho em acção, afirmando que precisou de duas ou três horas de discussão brutal para celebrar o casamento do afilhado com a bancarrota, mas desconfia que o seu apoio ao namoro durante seis anos tenha alguma coisa a ver com isso.
Re: Sócrates pediu ajuda externa depois de discuti
Brincando à política, Sócrates há-de voltar para a presidência da República.

Extracto da discussao gravíssima:

"-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
-Oh sôtor!
-Sôtor...
(...)"
Re: Sócrates pediu ajuda externa depois de discuti Ver comentário
Re: Sócrates pediu ajuda externa depois de discuti Ver comentário
'Sócrates pediu ajuda externa depois de... 1/2
Falta nesta notícia, o momento em que a discussão se deu. Sócrates obviamente não ficou convencido, pelo que até ao pedido, não sabemos quanto tempo decorreu.

Foi antes de ele pedir a demissão? É já do conhecimento público que Teixeira dos Santos queria a ajuda, antes de publicamente o admitir. Neste campo, estou com Sócrates, existe um contexto onde o instinto político é mais forte que a ciência, que se alguma coisa a crise tem provado é que não existe "ciência certa", para usar o título da recente notícia de Luísa Meireles. Parece evidente para muitos que o Portugal está jogando no papel de bem -comportado para que depois haja flexibilização que corrijam os erros da "ortodoxia", uma arma contra os indisciplinados, jogando no cultivo dos poderosos. Mas Sócrates também estava a fazer isso. Não nos esqueçamos da história do puxão de orelhas.

Foi depois da demissão? Aqui já se tornou evidente que não se podia evitar o pedido de ajuda, mas podia-se ter esperado até às eleições para ter negociadores mais legitimados. E Sócrates sempre objetou que o seu governo sendo de gestão, tivesse legitimidade para sozinho negociar.

Portanto, quando foi?

Não me espanta que Mário Soares fosse a favor do pedido de ajuda. Ele foi PM dum governo onde o mesmo deu resultado e lançou um bloco central que até hoje perdura. A experiência dele nesse aspeto não é negativa. Estranho é constatar que experiências positivas como a dele não são tão unânimes como pensava.
'Sócrates pediu ajuda externa depois de... 2/2

Uma última palavra para a palavra "fugir". Lendo os vários comentadores ou mesmo atendendo à necessidade de Soares ter que explicar a estadia de Sócrates em Paris, continuamos a persistir em usar a palavra fuga no que aconteceu a Sócrates.

Compreendo, Guterres entendeu que não tinha legitimidade para continuar a ser primeiro ministro, demitiu-se e nem foi a votos. A direita entendeu que ele "fugiu" para caracterizar carateres. A esquerda pagou na mesma moeda em relação a Barroso. Justiça, ele "tinha" atirado a primeira pedra. E agora Sócrates também é classificado como "fujão", não obstante ter ido a votos, ter-se feito sufragar pela terceira vez, e toda a "gente" exigir que ao anunciar o seu regresso a simples militante, ele abandonasse a política... mesmo. Acaso não se falava da sua teia de interesses, dos homens que promoveu, dos obstáculos que iria colocar à frente da nova direção do PS? O homem está em Paris, o mais distante que podia estar, fazendo o que normalmente os políticos de fim de carreira fazem que é dar conferências a quem está interessado, fazendo o que pediram a ele na noite das eleições... e mesmo assim, "fugiu"?

Há aqui um padrão que começa a preocupar-me. Não há aqui "fugas" pelo que vejo, há "exílios". Tornámos-nos num país que exila os seus melhores políticos que passaram pelo poder, num estranho regresso ao passado, onde isso era normal.
Re: 'Sócrates pediu ajuda externa depois de... 2/2 Ver comentário
Re: 'Sócrates pediu ajuda externa depois de... 2/2 Ver comentário
Re: 'Sócrates pediu ajuda externa depois de... 2/2 Ver comentário
Re: 'Sócrates pediu ajuda externa depois de... 2/2 Ver comentário
Re: 'Sócrates pediu ajuda externa depois de... 2/2 Ver comentário
excelente comentario. cumprimentos! Ver comentário
Obrigado! Ver comentário
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub