24 de abril de 2014 às 4:13
Página Inicial  ⁄  Blogues  ⁄  A Tempo e a Desmodo  ⁄  Sócrates, o saltimbanco da dívida

Sócrates, o saltimbanco da dívida

Em vez de andar pelo mundo a estender a mão, Sócrates devia andar por Portugal a ver a utilidade de cada umas das 14 mil instituições que recebem dinheiro do Estado. Mas, claro, fazer o trabalho de casa não é uma tarefa à altura do nosso sexy primeiro-ministro.
Henrique Raposo (www.expresso.pt)

I. Depois de meses de discussão, uma coisa parece certa: nós não podemos sustentar 14 mil entidades públicas ou que recebem dinheiros públicos. Nós temos de arrumar a casa, nós temos de fechar ou deixar de apoiar milhares destas entidades. Ou seja, nós temos de separar o trigo do joio. Se não fizermos isso, deixará de haver dinheiro para o essencial (hospitais, escolas, segurança; aliás, estes serviços já têm dificuldades) . Ora, perante este facto, o que tem feito o governo? Nada. O governo pensa e fala como se estas 14 mil entidades não existissem. Parece que o governo não quer mesmo arrumar a casa. Como dizia Luís Marques (Expresso, 29 de Janeiro), "arrumar a casa é mesmo uma grande chatice. É muito mais sexy andar a pedir dinheiro pelo mundo". De facto, há algo de errado nesta política seguida por Sócrates e Teixeira dos Santos: andam de mão estendida, a correr de um lado para o outro, quando deviam estar a pensar na forma de emagrecer o Estado. Até porque esse é o único factor que pode acalmar os nossos credores. Mas para quê fazer este trabalho político de sapa, quando podemos andar pelo mundo a vender dívida a países pouco simpáticos? É, sem dúvida, mais sexy.

II. E, atenção, esta venda de dívida a países com a cor preta neste mapa não é apenas uma actividade técnica e económica. É uma questão política e até institucional. Que eu saiba, o mandato eleitoral de Sócrates não estica até este ponto, ou seja, nenhum eleitor deu a este governo um salvo-conduto que permite a venda de Portugal a países autoritários em negócios pouco transparentes. Ainda por cima, Portugal pode recorrer à UE e ao FMI, locais mais transparentes do que os fundos chineses e arábicos. Mas o que é mais impressionante neste caso não é a habitual falta de classe do socratismo. O que impressiona é o silêncio das instituições: o parlamento e o Presidente não dizem nada sobre esta matéria. Permitem que o saltimbanco da dívida ande por aí à solta, sem qualquer controlo institucional.

 

PS: a história é dada a ironias. Este governo não se calava com a manutenção dos centros de decisão nacional em Portugal. E, agora, o desígnio nacional é vender Portugal aos países menos transparentes do planeta . Porreiro, pá.

Comentários 43 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Mão estendida
Meu caro cronista:
De facto é inadmissívil a manutenção de 14 mil instituíções, cuja factura é paga pelos contribuintes as servem para empregar centrenas de BOYS !
Como é que quer que José Sócrates que acabe com os mesmos ?
Os seus amigos, que se lá encontram não o fritavam ?
E quan to ao andar de mão estendida pelo mundo a esmolar é a única forma de se manter no PODER!
Entretanto,os portugueses que paguem a sua IRRESPONSABILIDADE !
Pedro Passos Coelho está a ter um comportamento exemplar e que desmente os socialistas que o apelidam de IMPREPARADO e IRRESPONSÁVEL!
Ele sabe que o Poder lhe vai cair no colo, nas próximas eleições, por vontade dos portugueses.
E quem comeu a carne que coma também os ossos !
É que ´"aquilo" é uma autêntica cratera e não um simples buraco !
Re: Mão estendida Ver comentário
Re: Mão estendida Ver comentário
Re: Mão estendida Ver comentário
Re: Mão estendida Ver comentário
Re: Mão estendida Ver comentário
O "sexo dos anjos" de Passos Ceoelho
Chegou a hora do PSD de Passos Coelho se chegar à frente e deixar a tática do calendário eleitoral.
Sócrates não vai mudar de estilo,nem de politica e muito menos de costumes.
Reeleito Cavaco, quer ou não o PSD mostrar aos Portugueses que é alternativa ao PS?
Essa é a questão central que Passos tem que resolver:Se quer apresentar-se como verdadeira alternativa não pode perder tempo e andar por aí a dizer umas trivialidades e o vice-Marco António a discutir na televsão o "sexo dos anjos" com mais quatro anjinhos.
Re: O Ver comentário
Re: O Ver comentário
Re: O Ver comentário
Se não aparecer uma alternativa ao neo liberalismo
falido, o povo portugues passará a viver com aquilo que deus lhe der...A alternativa é o Socialismo não colectivista...
O espalhanço do Passos Coelho
Passos Coelho apoia tudo o que lhe dê votos nem que seja a maior estupidez.

Foi assim com a redução do número de deputados que é uma aberração para agradar a gente sem conhecimentos.

Foi também quando pediu a redução de institutos quando se sabe que os funcionários desses institutos seriam arrumados na função pública sem nada para fazer e a ganhar ordenados.

E espalhou-se agora ao comprido quando deu a entender que gostaria de fechar empresas que dão prejuízo por terem passes e bilhetes com preços sociais, beneficiando a população em geral, pela diminuição do número de viaturas a circular, em suma Passos Coelho é um pateta que quer encerrar os STCP, o Metro do Porto, o Metro de Lisboa, a Carris e a CP.

O que falta a Portugal é investimento estrangeiro, porque os portugueses têm o cacau nos paraísos fiscais, boas infraestruturas ferroviárias ligadas ao Porto de Sines e diretas a Espanha e a criação de uma grande zona industrial em Sines virada para a exportação.

Sines é muito importante porque é um porto de águas profundas, e donde podem partir mercadorias vai terrestre e via marítima para toda a Europa.

Aliás Portugal devia apostar tudo em Sines e deixar de se dispersar com avultados investimentos noutros portos onde só podem aportar pequenos feeders.
Re: O espalhanço do Passos Coelho Ver comentário
Re: O espalhanço do Passos Coelho Ver comentário
Re: O espalhanço do Passos Coelho Ver comentário
Re: O espalhanço do Passos Coelho e os traidores Ver comentário
Re: O espalhanço do Passos Coelho e os traidores Ver comentário
Re: O espalhanço do Passos Coelho e os traidores Ver comentário
Re: O espalhanço do Passos Coelho Ver comentário
Re: O espalhanço do Passos Coelho Ver comentário
"Até que enfim", sr. raposo...
... já estava a ficar preocupado consigo. O Sócrates de folga tanto tempo? namm!!!
Deturpações
José Sócrate, que agora deixou para segundas núpcias o porta-voz oficial F. Medina apostou em F. Assis para fazer o jogo "sujo", que é deturpar as declarações de Pedro Passos Coelho e classificar o mesmo de IMPREPARADO, IREESPONSÁVEL E DE SOFRER DE PRECONCEITOS IDEOLÓGICOS !
Sr. F. Assis como é que deixou manipular pelo seu chefe ?
Porque não se preocupa com o seu "rebanho" de deputados, que cda vez o contestam mais e ao governo ?
Acabou-se a fase de ataques a Cavaco Silva, agora há que virar baterias para o PSD !
Só que os portugueses não são parvos e estão fartos de Sócrates, Santos Silva, Vieira da Silva, Pedro Silva Pereira ,Capoula Santos e outros !
Ao contrário de outros, entendo que quem comeu a carne que coma também os osssos !
E essa do neo liberalismo é melhor verem-se ao espelho !
E quem é que está a desmantelar o estado social ?
Não é o PS ?
Como é que querem o BE e o PCP no Governo, se os portugueses os rejeitam frontalmente ?
Pensam que já se esqueceram dos tempos do PREC ?
Sócrates, o saltimbanco da dívida
Ou eu muito me engano ou aqueles que não gostam de Sócrates, mas gostam de dizer mal dele, vão ter entretenimento ainda para muito mais tempo. Compreendo o desafio para fazer o trabalho sujo, que ninguém tem a coragem de o fazer, embora todos sabemos que deve ser feito. A direita bem tenta que Sócrates limpe a casa de muita sujeira que ela própria fez cada vez que esteve no governo. Querem que lhe faça a cama para se deitarem nela. Desta vez saíu-lhe o tiro pela culatra. Sócrates é Cepa Transmontana e Enxertia Beirã. A frase de que os cães ladram e a caravana passa nunca esteve também aplicada como nesta caso. Já não é só casmurrice, mas antes falta de alguma inteligência continuar a tocar a mesma musica, sabendo que não vai dançar. A direita em desespero vai provavelmente atacar a muralha, mas arrisca-se a um tremendo fracasso.
Olá Henrique...
Com que então o nosso PM é "sexy" ?! Ummmmmmm !
Re: Olá Henrique... Ver comentário
Re: Olá Henrique... Ver comentário
É verdade SIM... Ver comentário
Já não acredito!
Porque é que tem de ser o PSD? Porque tem de ser um partido tão ou mais responsável, como o PS, pela situação em que Portugal se encontra! porque não apostar noutro rumo? Não tem sido sempre assim, PSD, PS, PSD, PS e até onde isto nos tem levado? Estamos sempre à espera dum salvador, tal D. Sebastião, começo a acreditar que a culpa não dos políticos nem dos portugueses mas do destino.
Re: Já não acredito! Ver comentário
Não há aqui um bocadinho de hipocrisia?
O que acho engraçado é que se quando passa do geral (14 mil entidades), para o concreto (quem são as que fecham), é o aqui del Rey. O Henrique devia ser mais coerente porque ainda recentemente o governo ensaiou gestos parecidos com os que pede agora, com a diminuição do apoio às escolas privadas. Apoiou essa vontade? Não. Pelo contrário, criticou as acções severamente. Não há aqui um bocadinho de hipocrisia?

Eu li a lista de instituições e fundações com apoio público que têm servido de base a essa peregrina ideia de que o estado desperdiça demais com aquelas. Muitas tinham nomes como o "sagrado coração disto ou daquilo" se bem me lembro, e não me custa a acreditar que a maioria são instituições de solidariedade, escolas, museus, associações culturais, etc..., com um papel relevante. Dizer que temos "14 mil entidades públicas ou que recebem dinheiros públicos" não mostra nada. Se descobrir ao separar o trigo do joio, que é quase tudo trigo, em que pé ficaríamos? E se a filtragem das mesmas até estiver a ocorrer e elas são 14 mil quando poderiam ser 30 mil? O número 14 mil não diz nada, é preciso mais do que isso, é preciso ser-se concreto.

O que pede também é demagógico, não critica o PM por não fazer nada, critica-o por se preocupar com o financiamento quando "devia" se preocupar com a despesa. Mas ambas as vertentes são importantes e se temos mais do que uma pessoa no governo, é para podermos atacar todos estes problemas ao mesmo tempo.
VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO.
O Primeiro Ministro é um saltimbanco, mas há por aí muitos jornalistas que ainda são piores do que saltimbancos, são uns demagogos.

Não se preocupe Sr. Henrique Raposo, já não falta muito tempo para os as 14 mil entidades serem extintas e tudo ficar bem.

O patrono do PSD, ou seja, o Sr. Presidente da República, toma posse em 9 de Fevereiro, e Passos Coelho está farto de dizer que está preparado para governar, e já não aguenta os seus Boys e Barões, que estão impacientes para acederem ao poder, no primeiro pretexto derruba o governo, vai a eleições, (o pior é se nem os dois juntos, PSD e CDS conseguem a maioria), e depois é uma fartazana para todos, já não precisa de andar de mão estendida a pedir.

Depois o Sr. Passos Coelho extingue as 14 mil entidades, incluindo os transportes públicos de Lisboa e Porto. Eu não quero com isto dizer que não haja organismos que não devam ser extintos, há e muitos, mas quando o governo pretende extinguir algum, é ouvir as pessoas, o barulho que fazem. Cito um exemplo: quando o governo quer extinguir a linha do Tua, ou alguns ramais no Alentejo, é ouvi-los, e depois é esse mesmo PSD que manda os seus agentes espicaçar as pessoas quando elas se manifestam, para criar dificuldades ao governo.

Concluindo: Triste Expresso ao que chegaste, com jornalistas destes qualquer dia os poucos que ainda te compram deixam de tse comprar.
Re: VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO. Ver comentário
Re: VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO. Ver comentário
Saltimbanco Ver comentário
Re: VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO. Ver comentário
Re: VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO. Ver comentário
Re: VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO. Ver comentário
Re: VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO. Ver comentário
Re: VAI-TSE ENTERRAR NA CINZA Ó ZORRO. Ver comentário
Não se pode destrui a reserva ...
Meu Caro Henrique Raposo,

Não se pode destruir a "mina" dos políticos que vão para o governo. É que quando saem do governo tem a "mina" à espera deles até à idade da reforma que é outra "mina".
E é por isso que nem os PCP's nem os BE's e Verdes, apontam o dedo a esta roubalheira. É que eles também beneficiam do sistema.
Isto quer dizer que estamos perante uma organização mafiosa da Assembleia da República, que dão espectáculo todos os dias mas, nos bastidorfes, abraçam-se e beijam-se .
Só uma revolução, tipo Tunísia, é que poderá pôr termo a esta barbaridade...
O NOSSO SEXY PRIMEIRO MISNISTRO
Finalmente um elogio. Embora uma citação revela uma pequena mudança no comentador. Mas voltando à dívida e aos pedidos de Sócrates no exterior, parece que não há volta a dar. Cá dentro ninguém quer emprestar-lhe dinheiro nem perder privilégios adquiridos. Com eleições à porta, os partidos não querem ofender as susceptibilidades dos eleitores. Sócrates já impôs sacrifícios que cheguem aos pagantes do costume. Agora que se chegue à frente outro político para continuar com os sacrifícios e, talvez, diminuir o número de instituições.
Peregrinação Socrática
O que eu acho que o primeiro ministro anda a fazer é:

1. Tapar buracos (enquanto é tempo)
2. Fugir ao FMI como o Diabo da cruz
3. Zelar pelo futuro dos amigos e, inerentemente pelo seu

Agora que o Estado Portugês já não tem dinheiro para os sustentar há que o ir buscar a outro lado e, de caminho, difundir a ideia que se está a ajudar Portugal.

Que empresas está a senhor a ajudar senhor primeiro-ministro? E onde?
Re: Peregrinação Socrática Ver comentário
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub