Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Varoufakis. Depois das críticas, o arrependimento

  • 333

Varoufakis e a mulher em pose na varanda, com vista para a Acrópole, numa das zonas mais caras da cidade

O ministro das Finanças grego arrependeu-se. O motivo? A sessão fotográfica de Varoufakis e da mulher para a revista francesa "Paris Match", dando uma imagem de ostentação numa Grécia em crise. E as críticas que as fotografias provocaram.

"Atrás do consentimento anda em busca o arrependimento", já dizia o ditado popular. Até esta semana, o ministro das Finanças grego não parecia procurar consentimentos. E não era homem para se intimidar com críticas. Até este domingo.

Em declarações à Alpha TV, Yanis Varoufakis garantiu que se arrepende de ter entrado, com a sua mulher, numa sessão fotográfica para a revista francesa "Paris Match". "Gostava que essa sessão não tivesse acontecido e arrependo-me disso", afirmou à cadeia de televisão grega, acrescentado que não se revê na estética e conceito das fotografias.

As fotografias 'chics' de Yanis Varoufakis com a sua mulher loira, no "ninho de amor" com paisagem para a Acrópole criaram grande polémica nos meios de comunicação e nas redes sociais. Num contexto de grande austeridade e dificuldades económicas na Grécia, Varoufakis aparecia com a sua mulher loira, à mesa de uma sala de jantar bem composta e com ingredientes de qualidade, sentado ao piano e na biblioteca de sua casa, com o livro que escreveu nas mãos. Enquanto se mostrava com a mulher num clima de maior ostentação, dizia àquela revista "desprezar o estrelato".

O homem que se tem procurado posicionar como o salvador helénico de uma Grécia em crise, económica e humanitária, foi amplamente criticado. Nos media e redes sociais, as reacções não se fizeram esperar.  

No Twitter, por exemplo, uma montagem amplamente replicada mostra manifestantes a protestar nas ruas gregas, que são apenas paisagem: em primeiro plano, Varoufakis e a mulher abraçam-se, felizes. Com uma mensagem: "A vida é boa!"