Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Tuberculose em Portugal diminui para valores inéditos

  • 333

Francisco George, diretor-geral da Saúde, reconhece que "a luta não pode abrandar", porque os distritos do Porto e de Lisboa continuam a ter incidências de tuberculose "superiores à média nacional"

Spencer Platt/Getty Images

Direção-Geral da Saúde anunciou esta terça-feira que o país vai registar menos de 20 novos casos da doença por 100 mil habitantes.

A confirmarem-se os dados provisórios, Portugal vai deixar de ser o único país da Europa Ocidental que tinha mais de 20 novos casos de tuberculose por 100 mil habitantes. A Direção-Geral da Saúde (DGS) revelou esta terça-feira que foram, "até à data, comunicados 1940 novos casos, o que, atendendo à estimativa da população residente em Portugal de 10.397.315 habitantes, traduz a taxa de 18,7 por 100 mil habitantes".

No comunicado enviado às redações, o diretor-geral da Saúde é taxativo: "Portugal vai ultrapassar pela primeira vez a barreira, tida como linha vermelha, dos 20 novos casos." Francisco George sublinha que o país "era, até ao momento, o único da Europa Ocidental com valores de incidência de tuberculose superiores àquele valor, pelo que esta conquista assume especial relevo".

O responsável explica que mesmo "admitindo a possibilidade de atrasos de comunicação" e de ter "de rever a taxa em alta, a DGS confirma que a incidência deverá situar-se abaixo dos 20 novos casos".

O momento é de satisfação, mas o médico reconhece que, "naturalmente, a luta não pode abrandar, até porque os distritos do Porto e de Lisboa continuam a ter incidências superiores à média nacional".