Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Sete feridos, dois deles bombeiros, em incêndio em fábricas da Salvador Caetano

  • 333

Um incêndio de grande proporção deflagrou ao início da noite em unidades de peças e pintura de automóveis pertencentes à empresa Salvador Caetano.

Pelo menos sete pessoas sofreram ferimentos ligeiros num incêndio de grande dimensão que deflagrou esta terça-feira na zona do Carregado. Duas fábricas do Grupo Salvador Caetano, uma de fabrico de peças automóveis e outra de pintura, ficaram destruídas.

Cinco pessoas foram assistidas de imediato no local por inalação de fumo, enquanto dois bombeiros tiveram de ser transportados para o Hospital de Vila Franca Xira - um devido à inalação de fumo, o outro tem "um trauma num dedo da mão esquerda", informou ao Expresso o comandante dos Bombeiros de Alenquer, Rodolfo Batista. 

O incêndio já foi extinto e encontra-se na fase de rescaldo. "As chamas provocaram apenas danos estruturais nas duas fábricas", precisou o comandante.  

Num ponto de situação feito às 21h52, Luís Ramos, operador de Comunicações do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa (CDOS), adiantava ao Expresso que os operacionais no terreno estavam a ter dificuldades em dominar o incêndio que deflagrou às 19h20.

Além da GNR, estiveram no local 126 operacionais apoiados por 40 veículos que envolveram 13 corporações de bombeiros.

Ainda não se sabe o que poderá ter estado na origem deste incêndio.