Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Prémio Miguel Portas distingue Associação Binaural

A primeira edição do prémio, criado por familiares e amigos do eurodeputado falecido em 2012, tem o valor de 10 mil euros e destaca trabalho artístico inovador, desenvolvido em contexto de "mediação territorial".

A Binaural - Associação Cultural de Nodar recebe esta tarde o prémio Miguel Portas, que "visa dar visibilidade a reflexões e práticas sociais e culturais em torno das questões europeias e, em particular, do mundo mediterrâneo e de Portugal".

Na sua primeira edição, e no valor de 10 mil euros, o prémio foi criado por um grupo de familiares e amigos do jornalista que passou pela redação do Expresso, ativista político, fundador do Bloco de Esquerda e eurodeputado, falecido a 24 de abril de 2012.

Fundada em 2004, a Binaural - Associação Cultural de Nodar (São Pedro do Sul) dedica-se à investigação de práticas artísticas inovadoras, com especial enfoque nas artes multimédia, e à sua articulação com territórios rurais de montanha.

Luis Costa, um dos seus fundadores, define o seu trabalho como de "mediação territorial", desenvolvido em várias vertentes. Entre elas incluem-se "uma componente de investigação social, que engloba o acolhimento de investigadores de várias áreas e outra de documentação da memória do território". Trabalhar os fenómenos culturais além dos limites administrativos, rompendo as barreiras territoriais, é outro dos objetivos.

O prémio Miguel Portas pretende ser uma distinção anual. Em 2013, teve por tema "As Margens e as Pontes", tendo recebido a participação de cerca de 60 projetos, entre suportes escritos, de imagem, audiovisuais e outros (documentários, banda desenhada, arte urbana, fotografia, reportagens, etc.) Do júri fizeram parte Nuno Portas (Presidente), Ana Drago; António Costa; Augusto M. Seabra; Clara Ferreira Alves; Cláudio Torres; Isabel Allegro; João Fernandes; José Manuel Pureza; Maria do Carmo Bica; Miguel Vale de Almeida.

A entrega do prémio estava anunciada para as 18h, na Livraria Ler Devagar, em Lx., numa cerimónia com o "Grupo de cantares de Manhouce". Miguel Portas faria amanhã 56 anos.