Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Portal do Cidadão. Nova versão estreou quinta-feira, já bloqueou e agora funciona com intermitências

  • 333

A instabilidade das últimas horas leva a crer que o site estará a ser alvo de intervenção técnica, a fim de garantir o regresso à operacionalidade

Captura de ecrã

A nova versão do Portal do Cidadão estreou ao final da tarde desta quinta-feira. Hoje de manhã, porém, deixou de funcionar. Já está operacional, mas com muitas intermitências.

Hugo Séneca

Uma nova versão do Portal do Cidadão estreou ao final da tarde desta quinta-feira, depois da apresentação oficial realizada com a presença de governantes e responsáveis da Administração Pública. Esta manhã, porém, essa mesma versão renovada que pretende servir de porta de entrada para mais de 1500 serviços online do Estado, deixou de funcionar.

Por volta das 11h, os internautas que visitassem o endereço deparavam-se com páginas brancas ou azuis, ou mesmo uma mensagem de erro dava conta, em inglês, de que o serviço estava "temporariamente indisponível". Noutras ocasiões, a página apresentou as várias funcionalidades, mas surgiu desfigurada.

Ao final da manhã, o site passou a ter um funcionamento intermitente - e é assim que tem estado a operar desde esse momento: ora funciona na plenitude, ora demora a abrir e encaminha para páginas azuis ou brancas... sendo que, no preciso momento em que este texto foi redigido, o endereço apenas apresenta a mensagem "No data received".

A instabilidade das últimas horas leva a crer que o site estará a ser alvo de intervenção técnica, a fim de garantir o regresso à operacionalidade. A Agência para a Modernização Administrativa (AMA), que tinha apresentado o Portal do Cidadão como o início de um novo paradigma, ainda não se pronunciou sobre as origens desta inoperacionalidade.

A nova versão do Portal do Cidadão foi apresentada como a maior remodelação registada neste endereço durante os últimos 11 anos. Em vez de um diretório, que exigia a busca manual por vários links relacionados com organismos do Estado, a nova versão passou a ter por ferramenta principal um motor de busca, fornecido pela Microsoft, que pretende encurtar o caminho para os diferentes serviços da Administração Pública.

O Portal do Cidadão conta com mais de um milhão de utilizadores registados. Em 2014, registou 11,5 milhões de visitas e encaminhou 1,7 milhões de pedidos de certidões.