Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

O polémico hino em playback de Beyoncé na posse de Obama

Beyoncé cantou em playback na cerimónia de tomada de posse de Barack Obama? A polémica estoirou nas redes sociais e nos media, após informações contraditórias. 

"Numa decisão de última hora", Beyoncé optou por cantar na cerimónia de tomada de posse de Barack Obama com música pré-gravada, declarou ontem um porta-voz da banda dos US Marine, acrescentando que, tanto quanto sabe, a estrela pop terá cantado em playback o hino norte-americano.

Esta última informação seria contudo desmentida por um comunicado posterior, segundo o qual "ninguém na Marine Band está em posição de poder assegurar se foi cantado ao vivo ou playback".

Os representantes de Beyoncé não estiveram disponíveis para esclarecer o assunto.

A questão do suposto playback de Beyoncé na tomada de posse, ao qual assistiram centenas de milhares de pessoas em Washington e milhões em tudo o mundo através das transmissões televisivas, desencadeou acesas discussões nas redes sociais e nos media.

Primeira grande atuação após maternidade

Nas declarações iniciais foi referido que a decisão do recurso a música pré-gravada ocorreu devido à estrela pop não ter tido oportunidade de ensaiar com a banda a atuação antes da cerimónia.

Habitualmente, todas as músicas são gravadas antes das tomadas de posse, como medida de precaução, face a algum imprevisto ou condicionante técnica.

Kelly Clarkson e James Taylor, que também atuaram na tomada de posse de Barack Obama, ambos cantaram ao vivo, segundo indicaram os seus representantes.

A cerimónia foi a primeira grande atuação ao vivo de Beyoncé, de 36 anos, após ter dado à luz, em janeiro de 2012, um filho do rapper Jay-Z.