Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Nuno Crato recebido no ISEG com protestos

Foto retirada do Twitter

Ministro da Educação e Ciência foi recebido com uma faixa de protesto erguida por alunos à chegada de uma conferência no Instituto Superior de Economia e Gestão. "Demissão, demissão", gritaram os manifestantes.

Anabela Campos e Liliana Coelho

Regressam os protestos que têm como alvo membros do Governo. Esta terça-feira, o ministro da Educação e da Ciência, Nuno Crato, foi recebido com vaias e pedidos de demissão no início da Conferência Ciência e Inovação no Portugal 2020, que decorre esta manhã no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) de Lisboa.

Os alunos ergueram uma faixa com a mensagem: "Parabéns, Crato. O Ensino e a Ciência nunca estiveram tão bem" no auditório Caixa Geral de Depósitos (CGD) no ISEG, segundo contou ao Expresso um dos participantes da conferência. O discurso do ministro foi interrompido e foram lançados confetis.

Os cerca de 20 manifestantes foram obrigados a abandonar o local, altura em que o ministro respondeu: "quando não há razão apresentam-se estes argumentos".

Filipa Gonçalves, estudante do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, explicou à agência Lusa que a ação pretende reivindicar junto do Governo e do ministro melhores condições para a ciência e para a investigação em Portugal.

"Estamos aqui para exigir os nossos direitos e protestar porque as respostas deste ministro têm sido catastróficas, resultando nos problemas que se viram no início do ano letivo (ensino obrigatório) para pais, alunos e professores", acrescentou a aluna do ISCTE.

O grupo de alunos e investigadores do ISCTE e do ISEG, das áreas da Medicina e Letras, chamaram ainda a atenção para a situação dos bolseiros de investigação, sublinhando que "a Fundação Para a Ciência e Tecnologia (FCT) está um caos".

Neste momento está a falar a secretária de Estado da Ciência, Leonor Parreira, depois da intervenção de Mário Caldeira, presidente do ISEG e de Manuel Mira Godinho, presidente do Conselho Científico do ISEG durante a sessão de abertura. 

Segue-se um debate sob o tema "O papel dos Fundos Estruturais 2014-2020 na Política de Ciência e Inovação" que contará com a participação da secretária de Estado Leonor Parreira, de Miguel Seabra, presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia e de Manuel Caldeira Cabral, docente da Universidade do Minho

A sessão de encerramento estará a cargo de Nuno Crato e de Miguel Poiares Maduro, ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional.