Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Sociedade

Morreu o escritor Antonio Tabucchi

  • 333

O escritor italiano Antonio Tabucchi, um dos melhores tradutores da literatura portuguesa, morreu hoje aos 68 anos.

O escritor italiano Antonio Tabucchi morreu hoje de manhã em Lisboa aos 68 anos, vítima de doença, e será sepultado na próxima quinta-feira na capital, disse à Lusa a sua mulher. Tabucchi, que se "encontrava doente", estava internado no Hospital da Cruz Vermelha, referiu a viúva do escritor, Maria José Lancastre. A mulher do escritor disse ainda que o funeral irá decorrer na próxima quinta-feira, em Lisboa. Grande conhecedor de Portugal, país pelo qual era muito apaixonado, Tabucchi era também tradutor e crítico da obra de Fernando Pessoa, à qual chega nos anos 1960, na Sorbonne, e pelo qual fica fascinado. É aliás Pessoa que o faz apaixonar-se por Portugal e que o faz dar aulas de Português, para melhor perceber o poeta. Em conjunto com a companheira, Maria José de Lencastre, tem traduzido para italiano muitas obras de Fernando Pessoa.

Autor premiado

Entre outras obras, Antonio Tabucchi escreveu uma comédia teatral sobre Pessoa. Prémio Médicis, por "Nocturno Indiano", e Prémio Campiello, por "Afirma Pereira," são alguns dos galardões que recebeu. "Pequenos equívocos sem importância", "Une baule pieno di gente", "Os últimos três dias de Fernando Pessoa", "A cabeça perdida de Damasceno Monteiro" e "Está a fazer-se cada vez mais tarde" são outros títulos do autor. Além de "O fio do Horizonte", outras obras de Tabucchi foram adaptadas ao cinema, como "Nocturno Indiano" (1989) "Afirma Pereira" (1995), cujo protagonista foi Marcello Mastroianni, "Requiem" (1998) e "Dama de Porto Pim" (2001).