Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Sociedade

Morreu Harvey Pekar, escritor de BD (1939-2010)

  • 333

Encontrado morto, ontem, um dos mais populares autores de BD alternativa. Harvey Pekar, autor de "American Splendor", tinha 71 anos.

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)

Norte-americano, irreverente, Harvey Pekar inspirou-se na própria vida - do tempo em que era empregado de um hospital - para criar a sua obra mais famosa. A série cult "American Splendor" resultou da sua amizade com o desenhador Robert Crumb, com quem assinou também "Bob & Hary- Dois Anti-Heróis Americanos".

"American Splendor", ilustrada por Crumb, começou a ser publicada em 1976. Entre esse ano e 2008, foram publicadas 39 edições. Até 1991, a revista foi publicada como edição de autor. Seguiram-se outras edições em parceria com a Tundra, a Dark Horse Comics e a DC Comics, que publicou duas minisséries de "American Splendor" pelo selo Vertigo.

Obras biográficas ou autobiográficas

Um dos últimos trabalhos de Harvey Pekar, "The Beats", conta a vida dos escritores que fizeram parte do movimento beatnik, tais como Allen Ginsberg, Jack Kerouac e William S. Burroughs.

Outro dos seus trabalhos foi "Our Cancer Year", publicado em 1994 pela editora Four Walls Eight Windows. Coescrito por Brabner e ilustrado por Frank Srackm o livro narra o período em que Pekar foi diagnosticado com cancro linfático.

Já "American Splendor: Unsung Hero", de 2003, é a biografia de Robert McNeill, um veterano do Vietname que trabalhou com Pekar no Vetern's Administration Hospital, em Cleveland.

Casou três vezes. O seu terceiro casamento foi descrito em "American Splendor 10", na história "Harvey's Lactes Crapshoot: His Third Marriage to a Sweetie from Delaware and How His Substandard Dishwashing Strains Their Relatioship".

Interessava-se "pela vida quotidiana, pelo humor do inesperado e pela música. Curiosamente, a sua grande paixão não eram os quadradinhos, mas o jazz, tema sobre o qual escrevia, com profundidade, desde a década de 50".

O escritor foi encontrado morto esta segunda-feira, pela mulher, na sua casa de Cleveland, Ohio, EUA. Sofria de cancro, mas ainda não foram divulgadas as causas da morte.