Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Sociedade

Morreu Gerald Laing, o artista da pop inspirado nos famosos

  • 333

Gerald Laing, o artista plástico britânico que pintou "estrelas" como Brigitte Bardot e Amy Whinehouse e demonstrou o seu lado crítico com uma série de obras sobre a invasão do Iraque,  morreu no passado dia 23, na Escócia.

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)

As suas obras podem ser vistas em coleções exibidas na National Gallery, na galeria Tate e no Museu Victoria & Albert em Londres, assim como no Museu de Arte Moderna e no Whitney Museum of American Art, em Nova Iorque. A ex-modelo norte-americana Jerry Hall e a top model britânica Kate Moss são também proprietárias de trabalhos de Gerald Laing, artista plástico britânico que morreu na passada quarta-feira.

Expoente da arte pop, Gerald Laing inspirava-se nos famosos. O seu último trabalho foi retratar a  Amy Whinehouse, falecida este ano, numa homenagem à cantora.

Contemporâneo e amigo de Andy Warhol e Roy Lichtenstein, outros grandes nomes do movimento da arte pop,  o artista nascido em Newcastle-upon-Tyne, no Reino Unido, demonstrou o seu lado mais crítico com uma série de obras sobre a invasão do Iraque, misturando as suas composições cromáticas com reproduções das fotografias de soldados norte-americanos a torturar os presos na prisão de Abu Ghraib, em Bagdade.

Ficou conhecido nos anos 60 por transpor para a tela - a partir de fotografias publicadas em jornais e revistas-, retratos de celebridades , modelos, astronautas, "divas" do cinema e da cultura pop como as "estrelas" da nouvelle vague Brigitte Bardot e Anna Karina. Fez, também, uma escultura do detetive Shlerlock Holmes, em Edimburgo.

O artista esculpiu, ainda, imagens de Luciano Pavarotti e Andy Warhol, tendo assinado diversas obras públicas no Reino Unido, como os dois dragões em bronze que estão instalados numa praça em Londres.

Laing morreu de cancro. Tinha 75 anos.