Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu biólogo Carlos Almaça (1934-2010)

Professor catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e antigo diretor do Museu Bocage, Carlos Almaça era uma das referências na área da zoologia.

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)

Morreu o biólogo e professor Carlos  Alberto da Silva Almaça, que foi durante mais de 20 anos diretor do Museu Bocage, o Departamento de Zoologia e Antropologia do Museu de História Natural de Lisboa. O autor de "As contradições do criacionismo. in:Evolução: História e argumentos"(2008), tinha 75 anos.

Considerado uma referência para várias gerações de biólogos, Carlos Almaça  "descobriu espécies novas e fez um trabalho importantíssimo na área de peixes de água doce", como refere Maria José Costa, professora na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Destacou-se pelos estudos sobre o evolucionismo e por vários trabalhos sobre história da ciência zoológica e biológica.

Carlos Almaça deixou vários artigos e livros publicados, entre outros: "Dois séculos de evolucionismo". In: Biologias na noite" (2007), "Revisão científica de História dos Animais de Aristóteles" (2006), "O elogio da diferença". In: Encontro de Saberes"(2006) e "Revisitamos Lamarck. A tendência para o progresso"(2005).