Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ministros impõem lei seca até aos 18 anos

FOTO NUNO FOX

Novas regras de consumo de álcool são elogiadas pela comunidade médica, mas criaram divergências no Governo e não são consensuais.

Acabaram-se as minis. O conselho de ministros aprovou esta quinta-feira a nova lei do álcool, que proíbe o consumo de todo o tipo de bebidas alcoólicas, incluindo cerveja e vinho, até à maioridade. 

A lei atual proibia o consumo de bebidas espirituosas, como o vodka e o whisky, até aos 18 anos, mas permitia que os jovens a partir dos 16 pudessem beber cerveja e vinho, o que também passará a ser proibido.

As novas regras são elogiadas pela comunidade médica, mas criaram divergências no Governo e não são consensuais nos meios políticos e económicos. A oposição do ministro da Economia, António Pires de Lima, e de outros membros do Executivo fez com que o diploma não tivesse sido aprovado na semana passada. O ministro da Saúde levou a melhor esta semana.

"Esta nova legislação permitirá uma melhor fiscalização e uma mensagem mais clara nos espaços públicos e no acesso a bebida pelos adolescentes", afirmou Paulo Macedo, na conferência de imprensa realizada esta quinta-feira após o conselho de ministros.