Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Liliana vai voltar a ver os sete filhos que a Justiça lhe tirou

  • 333

Liliana Melo, muçulmana devota, costuma fazer cinco orações por dia 
no seu apartamento 
na Tapada das Mercês

FOTO Tiago Miranda

Medida excecional do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos permite a reunião da família após três anos de afastamento.

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Em maio de 2012, op Tribunal de Sintra decidiu retirar os sete filhos menores a Liliana Melo. O caso causou polémica porque a cabo-verdiana, que tem mais três filhos, foi pressionada para laquear as trompas. 

Agora, o tribunal europeu quer que o Estado português autorize e promova um regime provisório de visitas entre a mãe e as crianças, até que seja proferida uma decisão da Justiça portuguesa. Neste momento, o Supremo está a analisar o caso. 

Os menores, com idades entre os três e os dez anos, encontram-se todos institucionalizados, não foram adotados e nunca mais viram a mãe. Os juristas dividem-se sobre a legitimidade da medida. 

Leia mais na edição do Expresso deste sábado.