Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Liliana vai voltar a ver os sete filhos que a Justiça lhe tirou

Liliana Melo, muçulmana devota, costuma fazer cinco orações por dia 
no seu apartamento 
na Tapada das Mercês

FOTO Tiago Miranda

Medida excecional do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos permite a reunião da família após três anos de afastamento.

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Em maio de 2012, op Tribunal de Sintra decidiu retirar os sete filhos menores a Liliana Melo. O caso causou polémica porque a cabo-verdiana, que tem mais três filhos, foi pressionada para laquear as trompas. 

Agora, o tribunal europeu quer que o Estado português autorize e promova um regime provisório de visitas entre a mãe e as crianças, até que seja proferida uma decisão da Justiça portuguesa. Neste momento, o Supremo está a analisar o caso. 

Os menores, com idades entre os três e os dez anos, encontram-se todos institucionalizados, não foram adotados e nunca mais viram a mãe. Os juristas dividem-se sobre a legitimidade da medida. 

Leia mais na edição do Expresso deste sábado.