Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Inspetora das Finanças na lista do Swissleaks

  • 333

Uma "chefe de equipa" da Inspeção-Geral de Finanças, que anteriormente desempenhou altos cargos em diversas empresas públicas, é um dos portugueses que tinha dinheiro no HSBC na Suíça, segundo está a noticiar a TVI.

Filomena Martinho Bacelar, atual "chefe de equipa em direção operacional" da Inspeção-Geral de Finanças é um dos nomes portugueses a surgir na lista do Swissleaks, segundo está a avançar a TVI em sequência de uma investigação que desenvolveu em parceria com o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação e o jornal "Le Monde".

Para além de ser um alto quadro do ministério, Bacelar exerceu anteriormente cargos de responsabilidade em empresas públicas, como o Metro do Porto, Águas de Portugal, Ana, Trnastejo, Docapesca e Hospital Distrital de Santarém.

O seu nome está associado ao de outros parentes com ficha na mesma filial do banco HSBC na Suíça, onde tinham no total mais de 2,3 milhões de euros.

O dinheiro está ligado a duas offshores: a Pernell Enterprises Limited e a Bordel Investments Holdings Limited. 

Ainda segundo a TVI, entre 611 nomes da lista de pessoas que recorreram ao HSBC em Genebra, no âmbito do caso Swissleaks, há o de alguns portugueses que "exerceram cargos de relevo no Estado".