Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Incendiários do Caramulo condenados a 18 e 12 anos de prisão

Os dois acusados da autoria dos incêndios florestais na Serra do Caramulo, onde morreram quatro bombeiros no verão de 2013, foram castigados severamente.

Expresso, com Lusa

Os dois acusados da autoria dos incêndios florestais ocorridos no verão do ano passado na Serra do Caramulo, onde morreram quatro bombeiros, foram esta tarde condenados a pesadas penas de prisão efetiva.

O tribunal de júri reunido em Vouzela considerou provado que na noite de 20 para 21 de agosto de 2013, Luís Patrick e Fernando Marinho andaram de moto pela serra a atear vários focos de incêndios.



Luís Patrick, que durante o julgamento disse nada ter a ver com os incêndios, foi condenado na pena única de 18 anos de prisão. Já Fernando Marinho, que confessou o crime e colaborou com as autopridades, foi condenado a 12 anos de prisão. Na pena deste último foi tido em conta também o facto de ser menor de 21 anos na altura dos acontecimentos.

[Notícia atualizada às 17h23]