Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Hackers já atacam iPad

O novo gadget da Apple foi pirateado em pouco mais de 24 horas após o seu lançamento no sábado, nos EUA. (Veja vídeo no fim do texto)

O grupo de piratas Dev-Team, que já quebrara os mecanismos de segurança do iPhone, desbloqueou agora o iPad, para poder instalar aplicações sem autorização no dispositivo da Apple, que vendeu 300 mil exemplares nos EUA no sábado.

O aparelho, que se revelou um sucesso de vendas no dia de lançamento, foi pirateado em pouco mais de 24 horas, tendo os hackers colocado um vídeo no YouTube (ver vídeo no fim do texto) e uma mensagem no Twitter a celebrarem o facto, noticia o jornal espanhol El País.

Seguindo as indicações de MuscleNerd - assim assina o pirata no YouTube -, os proprietários do iPad podem instalar aplicações de terceiros não autorizadas pela empresa fabricante, bem como modificar as originais.

300 mil exemplares vendidos

De acordo com a Apple, além dos 300 mil exemplares vendidos do iPad, os utilizadores do novo gadget descarregaram, no sábado, mais de um milhão de aplicações da App Store e mais de 250 mil livros eletrónicos da iBookstore, o que confirma o iPad como grande rival de e-readers como o Kindle, da Amazon.

É previsível que as vendas voltem a aumentar nos Estados Unidos no fim do mês, quando ficará disponível uma versão do aparelho com ligação 3G à Internet, enquanto o modelo atual apenas tem ligação wi-fi.

Amazon lança versão do IMDb

Entretanto, a oferta de produtos para o iPad aumenta: o criador de videojogos Gameloft publicou um vídeo com os shooters N.O.V.A. e Modern Combat Sandstorm, com o jogo de cartas UNO, os desportivos Real Football 2010, Let's Golf e NFL 2010 e o jogo de velocidade Asphalt 5.

E a própria Amazon lançou uma versão da Internet Movie Database (IMDb) , portal de cinema de que é proprietária, para o novo produto da Apple.

Também a Disney preparou uma aplicação gratuita que permite ver as suas bandas desenhadas no iPad, colocando à disposição dos utilizadores os heróis da Marvel, empresa que adquiriu em 2009.

No final de abril, o iPad deve ficar disponível na Alemanha, Austrália, Canadá, Espanha, França, Itália, Japão, Reino Unido e Suíça.