Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Grandes empresas vetam amor no trabalho

Paulo Buchinho

Há multinacionais que proíbem funcionários de terem uma relação ou obrigam-nos a informar as chefias.

Hugo Franco e Joana Pereira Bastos

Juristas e Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) consideram que a prática é ilegal e viola a Constituição.

Entre as empresas que não querem funcionários apaixonados a trabalhar juntos estão a McDonalds, EDP, IBM, Pepsi e Banco Santander. Especialistas em recursos humanos revelam que a prática se estende a muitas outras empresas.

"As pressões contra relacionamentos ocorrem em consultoras, bancos e seguradoras", exemplifica Jorge Gomes, professor do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI