Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Fenprof convoca greve para o dia da prova de avaliação de professores

A prova de avaliação de capacidades e conhecimentos é condição para acesso à profissão

Rui Duarte Silva

Prova está marcada para o dia 19 e é considerada pelo secretário-geral da Federação Nacional dos Professores "algo "absolutamente absurdo".

Contra uma prova "absolutamente absurda", a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e outras seis organizações sindicais apresentaram esta terça-feira um pré-aviso de greve para dia 19 de dezembro, a data marcada para a realização da PACC", a prova de avaliação de professores.

O pré-aviso incide "sobre todas as atividades que tenham que ver com a imposição em que o MEC/Governo insiste", refere a Fenprof em comunicado.

Ao Expresso, o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, insistiu que "se tem dúvidas sobre a qualidade da formação dos professores, o Governo não pode acreditar as instituições e financiá-las, considerando adequados os estágios, e depois fazer uma prova destas, quando há inclusivamente docentes já avaliados, com vários anos de serviço, com notas boas e até contratos já renovados".

A prova de avaliação de capacidades e conhecimentos (PACC) destina-se a todos os professores contratados com menos de cinco anos de serviço e é condição para acesso à profissão.Com esta decisão, explicou Mário Nogueira, "pretendemos também que os colegas que não querem ser vigilantes, possam fazer greve neste dia".

O secretário-geral da Fenprof condena ainda a data escolhida pelo Ministério da Educação, "um dia já de imenso trabalho para as escolas, em pleno fecho do primeiro período letivo".

Fenprof, Associação Sindical de Professores Licenciados (ASPL), Sindicato dos Educadores e Professores Licenciados pelas Escolas Superiores de Educação e Universidades (SEPLEU), Sindicato Nacional dos Profissionais da Educação (SINAPE), Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE), Sindicato dos Educadores e Professores do Ensino Básico (SIPPEB) e Sindicato Nacional dos Professores Licenciados pelos Politécnicos e Universidades (SPLIU) são as sete organizações sindicais que entregaram o pré-aviso de greve .