Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Estão aí os "Óscares da Internet"

São setenta "sites" de 60 países os nomeados pela Academia Internacional de Artes Digitais e Ciências para a edição deste ano dos Webby Awards, os prémios que vão na sua 14ª edição e são considerados os "Óscar da Internet".

Anabela Natário (www.expresso.pt)

Ao longo das próximas duas semanas, todos podem votar nos "sites" nomeados pela Academia Internacional de Artes Digitais e Ciências para os "Óscar da Internet" e decidir assim, conforme as categorias, se o melhor é o Google Search Stories ou Chrome, se o HBO, se o How Hetero, o Friends & F**kers...

A cerimónia da entrega, que também conta com a imprescindível passadeira vermelha, está marcada para o dia 14 de Julho, em Nova Iorque. A organização está situada em www.webbyawards.com. Aqui, pode-se conhecer todos os nomeados e votar nas preferências.

De ano para ano, a cerimónia cada vez se assemelha mais à da entrega dos "Óscar", com estrelas a desfilar pela passadeira, inúmeras fotografias e filmagens, entrevistas..., mas num ponto difere bastante, no dos discursos de agradecimento.

Os premiados só podem proferir, no máximo cinco palavras (em língua inglesa), o que tem dado óptimos discursos, senão vejamos...os discursos do ano passado. Um dos fundadores do Twitter, "site" que ganhou na categoria de "O melhor acontecimento de 2008", afirmou: "A criatividade é um recurso renovável". O representante de The Big Picture, "site" pertencente ao jornal Boston Globe, ao receber o prémio, deixou no ar: "Não é o jornalismo que está a morrer". E para que não restassem dúvidas, a jornalista Arianna Huffington, fundadora do Huffington Post, disse "Eu não matei os jornais. Ok?".