Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Estado Islâmico, Papa, fim do BES e Costa lideram escolha dos leitores do Expresso

A dois dias do fim da eleição online, pelos leitores do Expresso, dos factos e personalidades que marcaram o ano, no país e no mundo, só por milagre a figura internacional perderá a votação. Já no plano nacional, as coisas estão mais renhidas. Saiba qual é o ponto da situação.

- PARA VOTAR, CLIQUE AQUI - 

O surgimento do Estado Islâmico e o Papa Francisco (na cena internacional), o estoiro do BES e António Costa (no palco nacional) são os preferidos dos leitores do Expresso para acontecimentos e figuras de 2014, na eleição online que decorre até às 17h30 desta sexta-feira. 

Ao fim de seis dias de votações, as coisas ainda parecem em aberto no plano interno. Às 13h30 desta quarta-feira, o estoiro do BES era o acontecimento nacional mais votado, com 39,04% dos votos.

A detenção de José Sócrates estava em segundo lugar, com 32,5%, antevendo uma disputa acesa. Em terceiro lugar, e aparentemente com poucas possibilidades de se intrometer na discussão, encontrava-se a balbúrdia na colocação de professores (7,15%).

Mais curta ainda era a margem na escolha figura nacional de 2014. António Costa, com 26,23% dos votos, ganhava curta vantagem sobre Carlos Alexandre (23,45%). Carlos dos Carmo, com 13,9%, ocupava o terceiro lugar.

Mais decididas parecem as coisas na votação do acontecimento internacional de 2014. O surgimento do Estado Islâmico reunia a preferência de 23,97% dos leitores do Expresso, superando os votos obtidos pelo conflito na Ucrânia (19,52%). O desencanto com a Europa completa o pódio, com 15,24%.

Na escolha da figura internacional só por milagre é que o Papa Francisco perderá o trono outorgado pelos leitores do Expresso, tal a expressão dos votos recolhidos (64,73%). Em aberto parece estar o segundo lugar: Vladimir Putin tinha 14,07%, contra 13,37% de Malala Yousafzai.

- PARA VOTAR, CLIQUE AQUI -  

Em 2014, pela primeira vez, o Expresso abriu a votação das figuras e acontecimentos do ano aos seus leitores. A escolha segue-se à votação pela própria redação do Expresso - numa das mais velhas tradições democráticas da imprensa portuguesa.

Esta eleição foi feita no dia 2 de dezembro, num concorrido plenário que chegou a contar com mais de meia centena de jornalistas. As escolhas do jornalistas do Expresso, feitas por braço no ar, serão reveladas na edição de sábado, dia 13 de dezembro.

A discussão e escolha da Redação foram feitas a partir das mesmas listas que os leitores têm ao seu dispor para eleger as figuras e acontecimentos, nacionais e internacionais, de 2014.

A votação online decorre até às 17h30 desta sexta-feira.

- PARA VOTAR, CLIQUE AQUI -