Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Detidos dois responsáveis do Centro Distrital de Lisboa da Segurança Social

  • 333

PJ e Procuradoria-Geral da República confirmam a notícia  avançada pelo "Correio da Manhã", que diz terem já sido detidas cinco pessoas, entre as quais dois responsáveis do Centro Distrital de Lisboa da Segurança Social, um advogado e um técnico oficial de contas.

A Polícia Judiciária está a realizar desde esta quarta-feira de manhã cerca de 50 buscas domiciliárias e não domiciliárias no âmbito de uma operação de combate à corrupção, num inquérito do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.



A PJ e a Procuradoria-Geral da República confirmaram à Lusa a realização das buscas, indicando apenas que estas estão a decorrer "no âmbito de um inquérito que corre termos no DIAP de Lisboa por alegada corrupção".



A notícia foi avançada pelo "Correio das Manhã", que noticiou terem já sido detidas cinco pessoas, entre as quais dois responsáveis do Centro Distrital de Lisboa da Segurança Social, um advogado e um técnico oficial de contas.



A operação está a ser realizada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária, sob a orientação do DIAP de Lisboa.



Na passada semana, em entrevista à Ràdio Renascença e ao "Público", a procuradora-geral da República tinha falado de "uma rede que utiliza o aparelho de Estado" para corrupção.



Apesar das falhas que têm sido apontadas a Portugal neste combate, Joana Marques Vidal defendeu que o Ministério Público está a fazer a sua parte contra estruturas que se aproveitam do aparelho de Estado e da administração pública para "atos ilícitos, muitos na área da corrupção".