Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Descoberto gene que protege do alcoolismo

As pessoas que possuem a variante do gene, entre 10 e 20% da população, ficam embriagadas com maior facilidade.

Um grupo de investigadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, publicou um estudo na revista "Alcoholism: Clinical and Experimental Research", onde afirma que uma variante do gene CYP2E1 está ligada à reação ao álcool, sendo que as pessoas que a possuem, entre 10 e 20% da população, ficam embriagadas com maior facilidade.

De acordo com a notícia publicada no sítio CiênciaHoje, outros estudos mostravam já que indivíduos que apresentam uma forte reação a pequenas quantidades de álcool são menos propensos ao alcoolismo. No entanto, a origem genética deste facto ainda não tinha sido esclarecida, o que aconteceu com esta nova investigação.

"O gene protege contra o alcoolismo e tem um efeito muito forte", sublinha Kirk Wilhelmsen, professor de genética na Universidade da Carolina do Norte e principal autor do estudo, acrescentando que "o alcoolismo é uma doença muito complexa e há um grande número de razões pelas quais as pessoas bebem", sendo que "esta variação genética pode ser apenas uma destas razões".



Os investigadores analisaram centenas de duplas de irmãos adultos, cujo algum dos pais tivesse um histórico de alcoolismo. Todos os participantes beberam o equivalente a três copos de vodka com refrigerante e responderam a questionários que pretendiam determinar os efeitos do álcool.