Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Sociedade

Como ser bela sem bisturi

  • 333

Antes um spa do que um bisturi, e há cada vez mais unidades hoteleiras a propor técnicas não invasivas para alisar as rugas, preencher os seios ou esticar a pele flácida. Clique para visitar o canal Life & Style.

Sana Butler*

Quanto mais velha fico, mais jovem quero parecer. Como mulher que nunca acreditou em usar maquilhagem, sempre assumi que iria envelhecer airosamente e sem me afligir com o facto. Mas esse plano, aparentemente tão infalível aos 20 anos de idade, não me parece tão sedutor agora aos 40, quando a gravidade começa a ganhar a guerra.

Felizmente, já não preciso de me submeter à faca para manter a minha aparência juvenil. Os progressos registados em técnicas não cirúrgicas criaram todo um leque de possibilidades para todos os que procuram uma aparência nova e melhorada, sem necessidade de recorrer à cirurgia plástica. Na verdade, a procura crescente por procedimentos de beleza menos agressivos e menos dispendiosos - desde o lifting facial por ondas de rádio até ao enchimento mamário biodegradável - está a redefinir a lucrativa indústria da cirurgia plástica. No Reino Unido, o número de procedimentos não cirúrgicos mais do que duplicou entre 2006 e 2007, representando mais de 80 por cento do número total de intervenções plásticas. Mesmo durante a recessão mundial, os procedimentos não cirúrgicos no Reino Unido aumentaram, embora mais modestamente, com as pessoas a procurarem a opção mais económica.

Não admira que a maioria destes procedimentos seja disponibilizada em spas de unidades hoteleiras. A Leading Hotels of the World, uma organização de alojamentos de luxo que representa mais de 450 hotéis, estâncias balneares e spas, tem o maior leque de alternativas numa variedade de países. O Hotel Carlsbad Plaza, na República Checa, oferece crioterapia, onde os hóspedes, principalmente locais, ficam durante vários minutos numa sala com temperatura abaixo do grau de congelação. O objectivo é estimular a produção de colagénio, a principal hormona responsável por uma pele sedosa, que existe em grande quantidade na juventude mas que diminui com a idade (carlsbadplaza.net). Os checos não se cansam dos banhos de neve carbónica, em que o corpo é envolvido num saco de plástico cheio de gás natural, reduzindo os inchaços e as reacções alérgicas e sarando cicatrizes. Nas Terme di Saturnia Spa & Golf Resort, em Maremma, Itália, os clientes podem experimentar a isoforese, uma alternativa à lipoaspiração que utiliza ultra-sons para obrigar vitaminas e extractos de plantas debaixo da pele a quebrar depósitos de gordura. Estes dissolvem-se na corrente sanguínea e são eliminados através dos intestinos e dos rins (termedisaturnia.it); a partir de 165 euros.

Gordura boa

Os meus pontos problemáticos - como os de muitas mulheres - são as ancas, a cintura e as coxas. Mas há um lugar onde a gordura é boa, aprendi eu no Pezula Hotel Resort & Spa, da África do Sul: o rosto. O tratamento fornecido aqui, chamado Derma Filler, é como um substituto da gordura, alisando as rugas em volta dos olhos, nariz e boca utilizando uma agulha para acrescentar ácido hialurónico, que levanta e alisa rugas e dobras. Os resultados de uma intervenção de 30 minutos duram no máximo três meses, altura em que o gel se dissolve e é excretado pelo organismo (pezula resorthotel.com). Mas o que fazer com outras partes do corpo resistentes ao exercício? Reparei no ginásio - não que fique a olhar - que as mulheres mais magras têm em geral os joelhos e as mãos mais enrugados. Os médicos do Chiva-Som International Health Resorts Niranlada Medi-Spa, da Tailândia, têm uma solução: o uso de lasers infra-vermelhos como o Titan e tratamentos com frequências de rádio como o Thermage para esticar e suavizar a pele flácida (chivasom.com).

Na terra da beleza, qualquer coisa que apresente resultados instantâneos tem primazia. Razão pela qual, na noite anterior ao dia em que me vou enfiar no meu vestido de casamento, irei procurar um tratamento de Ionitermia reafirmante e tonificante como o proposto pelo Jebel Ali Golf Resort & Spa, no Dubai. O processo envolve a colocação de uma máscara de argila e algas na área que necessita de ser esculpida. Depois é lançada uma corrente eléctrica através da máscara, comprimindo os músculos durante 30 minutos para que sejam libertadas toxinas e água. Consta que as medidas tiradas antes e depois mostram uma perda de 30 centímetros, principalmente em volume de água (jebelali-international.com).

A certa altura, dizem-me, os seios caem como sacos de areia, qualquer que seja o sutiã que use. Embora as mães que amamentam me tenham assustado, já tenho uma solução à minha espera na Harley Street, 98, Londres, e não envolve a colocação de implantes. A Private Clinic da Harley Street (www.theprivateclinic.co.uk) lançou um novo procedimento de aumento dos seios que utiliza uma agulha para injectar o gel Macrolane biodegradável nos seios. O novo enchimento dura entre 12 e 14 meses, antes de voltarem a ficar vazios. Mas vá-se lá saber que novos processos simpáticos não terão sido entretanto inventados?

* Exclusivo Expresso/ Newsweek

(Texto publicado na Revista Única da edição do Expresso de 14 de Novembro de 2009)