Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Cientistas descobrem proteína para 'dar' cabelo a carecas

A descoberta de uma ligação entre o sistema imunitário e a capacidade para o recrescimento dos folículos capilares poderá abrir caminho a um tratamento contra a calvície.  

A empresa de biotecnologia, Follica, está a levar a cabo testes pré-clínicos de um tratamento para a recuperação de cabelo através da proteína Fgf9 e da rede de proteínas Wnt.

Os testes dão continuidade a uma descoberta efetuada pelo Departamento de Dermatologia da Universidade de Pensilvânia, com base em experiências em ratos, divulgada na publicação científica "Nature Medicine".

A equipa de investigadores conduzida por George Cotsarelis (também proprietário da Follica), descobriu que as células imunitárias gama delta, que produzem a proteína Fgf9, são chave para o recrescimento dos folículos capilares durante o processo de cicatrização nos ratos.

Reduzindo a quantidade de Fgf9 nos ratos, verificaram a ocorrência de uma quebra no crescimento de folículos nos locais das feridas, e que aumentando a o recrescimento duplicava ou triplicava.

Ao contrário do que acontece com os ratos, nos humanos, os cabelos e pelos não voltam a crescer nos locais de cicatrização, os investigadores pensam que o processo de crescimento de folículos seja bloqueado por terem uma quantidade mais limitada de fgf9.