Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Carlos Alexandre ultrapassa António Costa na escolha dos leitores do Expresso

A um dia do fim da votação online, pelos leitores do Expresso, dos factos e personalidades que marcaram o ano, no país e no mundo, há uma troca de posições na votação da figura nacional.

- PARA VOTAR, CLIQUE AQUI -  

O juiz Carlos Alexandre como figura nacional de 2014 é a novidade nos resultados provisórios (apurados às 11h00 desta quinta-feira) da votação dos leitores do Expresso.

O homem que mandou deter José Sócrates (e titular de outros processos mediáticos) reunia a preferência de 25,09% dos votos. Menos de um ponto percentual de vantagem sobre António Costa (24,14%), que liderava esta eleição quarta-feira. Em terceiro lugar encontra-se Carlos do Carmo (14,36%). 

No resto das categorias a votação (as mesmas que já foram sufragadas pela Redação do Expresso), não se registaram alterações no primeiro lugar, em relação aos resultados da véspera.

Assim, o estoiro do BES continua a ser o preferido como acontecimento nacional do ano, com 37,68%. A um dia do fecho da votação (que terminará esta sexta-feira, às 17h30), o vencedor ainda está em aberto, pois a detenção de José Sócrates reúne 34,43% dos votos. A balbúrdia na colocação de professores fecha o pódio: 6,84%.

Na cena internacional, os dados parecem lançados. O Papa Francisco (curiosamente, a figura internacional para a Redação do Expresso em 2013) segue com larga vantagem nas preferência dos nossos leitores (64,15%). Em segundo lugar (saltando um posto entre quarta e quinta, a que não será alheia a cerimónima de entrega do Prémio Nobel) está agora Malala Yousafzai, com 14,58%, seguida por Vladimir Putin, com 13,45%.

Nos acontecimentos internacionais, o surgimento do estado Islâmico é o mais votados pelos leitores do Expresso, com 37,88%. Segue-se o conflito na Ucrânia (19,69%) e o desencanto com a Europa, com 14,86%.

- PARA VOTAR, CLIQUE AQUI -  

Em 2014, pela primeira vez, o Expresso abriu a votação das figuras e acontecimentos do ano aos seus leitores. A escolha segue-se à votação pela própria redação do Expresso - numa das mais velhas tradições democráticas da imprensa portuguesa.

Esta eleição foi feita no dia 2 de dezembro, num concorrido plenário que chegou a contar com mais de meia centena de jornalistas. As escolhas do jornalistas do Expresso, feitas por braço no ar, serão reveladas na edição de sábado, dia 13 de dezembro.

A discussão e escolha da Redação foram feitas a partir das mesmas listas que os leitores têm ao seu dispor para eleger as figuras e acontecimentos, nacionais e internacionais, de 2014.

A votação online decorre até às 17h30 desta sexta-feira.

- PARA VOTAR, CLIQUE AQUI -