Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Câmara do Porto presta homenagem a George Wolinski, assassinado no massacre de Paris

Wolinski, de camisola vermelha e casaco claro, numa das muitas visitas ao Porto

FOTO D.R.

Cartoonista do "Charlie Hebdo" era júri do Porto Cartoon e um admirador da cidade. Comunidade francesa do Porto vai associar-se à cerimónia.

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

A Câmara do Porto vai prestar tributo, pelas 16h00 desta sexta-feira, ao cartoonista francês de 80 anos George Wolinski, associando-se à onda de solidariedade pelas vítimas do atentado à sede do jornal "Charlie Hebdo". A cerimónia de homenagem ao mordaz cartoonista francês irá decorrer junto à estátua de Almeida Garrett, na Paraça Humberto Delgado, em frente à Câmara do Porto.

George Wolinski, nome maior do cartoon satírico político, social e erótico a nível mundial, foi escolhido por Rui Moreira para o simbólico tributo às 12 vítimas do ataque terrorista de Paris por ser um amigo do Porto, confrade do Vinho do Porto e presidente do júri do Porto Cartoon e um admirador da Invicta.

"Ainda no último ano veio ao Porto comemorar o São João", lembra Luís Humberto, diretor do Museu Nacional de Imprensa, amigo de Wolinski, que conheceu em 2004 quando o cartoonista passou a liderar o júri do Festival Mundial Porto Cartoon.

Luís Humberto lembra que George Wolinski nunca regateava uma vinda ao Porto. "Estava sempre disponível para vir às reuniões de júri e aproveitava para visitar a cidade e conviver", diz Luís Humberto, que lamenta a perda "de um amigo e de um cartoonista que aos 80 anos mantinha o traço humorístico firme e a determinação permanente em destruir tabus".   

A escolha do local do tributo fica a dever-se ao facto de Almeida Garrett, escritor e poeta portuense, ter sido um acérrimo defensor liberal. A comunidade francesa do Porto vai associar-se à cerimónia de solidariedade às vítimas do atentado, ato que ficará ilustrado na parte exterior do edifício da Câmara do Porto.