Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Banco de Portugal promete conferência internacional em memória de Silva Lopes

  • 333

"Foi um dos mais eminentes e reconhecidos economistas portugueses do século XX", diz a nota de condolências do governador Carlos Costa e dos membros do conselho de administração do Banco de Portugal. 

Raquel Pinto

Raquel Pinto

Jornalista

O Banco de Portugal já reagiu à morte de José da Silva Lopes e promete uma homenagem "oportunamente".  "Foi um dos mais eminentes e reconhecidos economistas portugueses do século XX, tendo sido um atento investigador da economia nacional", diz a nota do governador Carlos Costa e dos membros do conselho de administração, na qual endereçam à família o voto "profundo pesar".

O economista Silva Lopes foi governador do Banco de Portugal entre 1975 e 1980 e era ainda membro por inerência do conselho consultivo do Banco de Portugal.

"Enquanto governador, foi responsável pela introdução em Portugal do regime cambial de crawling peg (ou seja, de desvalorizações programadas do escudo), que ajudou a ultrapassar o período de profunda instabilidade macroeconómica vivido na sequência do primeiro choque petrolífero e da mudança de regime", ressalva o supervisor, destacando o contibuto "decisivo" que teve para o reforço do prestígio do Banco de Portugal nos anos seguintes, nomeadamente a afirmação como "um centro de excelência na análise económica".

O supervisor destaca-lhe outros cargos de prestígio: Ministro das Finanças,  administrador do Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento (BERD), representante de Portugal junto do Banco Mundial e presidente do Conselho Económico e Social. E ainda o "papel fundamental" durante os anos 90 "na reformulação da legislação aplicável ao sistema financeiro português"

Tanto nas relações pessoais como profissionais, José da Silva Lopes "cultivou sempre a vertente humana, a franqueza e a amizade", acrescenta o comunicado. 

Em jeito de homenagem, o Banco de Portugal deixa a promessa de que "promoverá oportunamente" a realização de uma conferência internacional em memória do economista.