Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Árvore natalícia ao fundo, palavras pausadas e olhos bem fixos na câmara: a mensagem de Natal de Belém

No vídeo oficial de Natal, o casal Cavaco Silva deixa mensagem de "apreço e gratidão" a quem trabalha "para dar conforto e calor humano".

Paz, coragem e confiança. As palavras fortes da mensagem oficial de natal da Presidência da República - transmitida muito apropriadamente a partir de Belém (o Palácio) - foram desejadas a duas vozes, por Aníbal e Maria Cavaco Silva.

"O Natal é um tempo que convoca a união das famílias e amigos. Mas devemos ir mais longe na sua celebração", começa por dizer o Presidente da República, no vídeo que pode ser visto na sua página oficial.

Cavaco Silva, sempre em nome do casal, deseja que "o esforço de concórdia entre os povos seja permanente" e, com um aceno de concordância da primeira-dama, a seu lado, evoca "a solidariedade e a partilha" e os "mais frágeis e vulneráveis: as crianças, os desempregados, os mais velhos".

É Maria Cavaco Silva quem prossegue, para recordar que o natal "é uma altura em que estar privado do convívio dos que amamos dói mais e há várias razões para que isso aconteça".

"Mas há muitos a trabalhar, tantos voluntariamente, para dar conforto e calor humano a quem deles precisam", continua, endereçando, para esses, "o nosso apreço e gratidão".

Com uma árvore de natal em fundo, palavras pausadas e olhos bem fixos (adivinha-se) no teleponto, a palavra volta ao Presidente, que lembra ainda "todos os portugueses das comunidades da diáspora que, por muito longe que estejam, têm sempre os seus e o seu País no coração".

Com uma palavra amiga "para todos", o Presidente deixa aos portugueses votos de "um Feliz Natal e um Ano de 2015 com saúde e mais prosperidade". E Maria Cavaco Silva corrobora: "Muito Boas Festas para todos".