Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Aplicação de IRS da DECO recolheu dados de 132 mil contribuintes sem autorização da Proteção de Dados

  • 333

A associação de consumidores DECO lançou a aplicação IRS Sem Custo sem solicitar a autorização da Comissão Nacional de Proteção de Dados para o tratamento da informação pessoal que recolhe junto dos contribuintes através da Internet. 

Hugo Séneca

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) solicitou a suspensão imediata do serviço IRS Sem Custo. A aplicação estabelece ligações a uma empresa de assessoria fiscal, mas a DECO reitera que cumpre a lei e nega que partilha dados com entidades externas.

SAIBA MAIS NA EXAME INFORMÁTICA