Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Sociedade

Alentejo à conquista de Lisboa

  • 333

Pão alentejano, bolo finto, sericaia e demais iguarias alentejanas é o que vai poder comprar no Cocho.

Duarte Silva não tem sotaque alentejano, mas tem simpatia para dar e vender. Em parceria com a irmã Ana Margarida, agarrou nos produtos da sua infância, passada em Portalegre, e rumou à capital para abrir a mercearia O Cocho.

"Um espaço tosco, mas catita!", dizem entre brindes com os clientes, que em menos de um mês já fazem questão de lá passar para dois dedos de conversa e umas trincas nas iguarias alentejanas. E há muitas: boleira (1,20 euros), bolo finto (1,80 euros), bolo de azeite (1,20 euros), sericaia (2 euros) e rebuçados de ovo (1 euro) são apenas algumas. Mas também não falta pão alentejano, enchidos, queijos, inúmeros vinhos e também azeites.

Destes, destacam-se os produtos 'gourmet' da Almojanda, marca do azeite de nome Fadista que muito sucesso ali tem feito, não fosse a Rua de São Bento a eterna morada de Amália Rodrigues.

À venda há também peças de artesanato em cortiça, entre elas a que dá nome à casa: o cocho. "Qualquer alentejano tem este género de malga no carro para beber água. Aqui não se bebe pelo cocho, mas pode-se comprar um para levar para casa".

 

Lisboa (São Bento)

Morada Rua de São Bento, 239

Tel 912 376 675

Horário  Segunda a sábado, 10h às 20h