Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Advogado quer Sócrates livre antes do Natal. Recurso avança na segunda-feira

João Araújo, que considera "injusta" a prisão preventiva, visitou o antigo primeiro-ministro em Évora. E foi enigmático: "[Além do recurso], estamos a trabalhar noutras coisas".

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Editor de Sociedade

A defesa do antigo primeiro-ministro vai entregar o recurso à prisão preventiva decretada pelo juiz Carlos Alexandre na próxima segunda-feira. O anúncio foi feito pelo advogado João Araújo à porta da cadeia de Évora, onde José Sócrates está preso desde 24 de novembro.

"Às 16h00 entregamos o recurso", garante o advogado, que considera a prisão "injusta" e quer libertar Sócrates "ainda antes do Natal". O problema é que o Ministério Público terá 30 dias para fazer as contra-alegações e o Tribunal da Relação de Lisboa terá mais um mês para decidir. "Estamos a trabalhar noutras coisas", garantiu o advogado. 

José Sócrates está preso sob suspeita de corrupção, fraude fiscal e branquemaneto de capitais. O juiz decretou a prisão preventiva por entender que havia perigo de fuga e de destruição de provas.