Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Advogado de Sócrates voltou a falar: sobre exceções e malas, sobre o motorista e viagens (Paris, Badajoz...)

João Araújo reiterou que o carro de José Sócrates "nunca passou de Espanha"

André Sanano/Lusa

À saída do Estabelecimento Prisional, onde esta segunda-feira voltou a reunir com o ex-primeiro-ministro, João Araújo negou autorização para horários especiais de visita e insistiu que viagens de motorista a Paris "são mentira".

O advogado de José Sócrates negou esta segunda-feira, em Évora, que venham a ser concedidas exceções ao ex-primeiro ministro no que concerne ao horário de visita. "O senhor engenheiro não aceita concessão nenhuma desta gente, muito menos do senhor diretor-geral. Não precisa, não as pede e não as aceita", frisou João Araújo

À saída do Estabelecimento Prisional, onde voltou a reunir, durante cerca de uma hora e meia, com José Sócrates, o advogado fez ainda questão de deixar uma crítica: "Se o Estado não tem condições de tratar decentemente os presos preventivos, não os tenha".

Sobre as alegadas viagens do motorista de Sócrates a Paris, transportando dinheiro, João Araújo reiterou que o carro do ex-primeiro-ministro "nunca passou de Espanha". "É uma mentira. Tudo o que têm contra ele são aldrabices. Provas nenhumas, factos nenhuns", afirmou.

Questionado sobre a entrevista à RTP do advogado de João Perna, o motorista de José Sócrates, João Araújo limitou-se a dizer que não é "desmentido por advogados" e que não viu "nenhum desmentido de nenhum advogado".

"Não foi [um desmentido] e quem disser o contrário está a mentir", atirou João Araújo, a propósito das alegadas viagens.

Segundo o advogado, João Perna nunca terá saído de Portugal como motorista do ex-primeiro-ministro: "Foi uma vez a Badajoz fazer a revisão do carro. É aqui ao lado", ironizou.