Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Adeus Explorer. Foi um prazer conhecer-te

  • 333

Criado há quase duas décadas, o browser da Microsoft chegou a ter cerca de 80% do mercado

A Microsoft anunciou oficialmente a morte do seu browser, que foi criado há cerca de duas décadas, mas que não conseguiu acompanhar a concorrência nos tempos dos novos smartphones e tablets.  

A Microsoft está a desenvolver um novo browser que irá suceder ao 'velhinho' Explorer e que irá surgir no Windows 10, anunciou o responsável de marketing, Chris Capossela, esta terça-feira, na conferência de Convergência da Microsoft que está a decorrer em Atlanta, Estados Unidos.

"Nós estamos agora a pesquisar para a nova marca, ou para o novo nome, do nosso browser que deverá vir com o Windows 10", afirmou Capossela, indicando que o Explorer será mantido apenas em algumas versões profissionais, para efeitos de compatibilidades.

Criado há quase duas décadas, o browser da Microsoft chegou a ter cerca de 80% do mercado, mas ficou claramente para trás nos últimos anos, não conseguindo acompanhar a concorrência do Chrome da Google, do Firefox do Mozilla ou do Safari da Apple, numa altura em que os novos dispositivos móveis, smartphones e tablets, criaram novas exigências.

Uma rota de declínio que o Explorer 6 não foi capaz de inverter, levando agora a Microsoft a anunciar a sua descontinuação.

Por enquanto, o novo browser está a ser desenvolvido sob a designação de Projeto Spartan. Mas Capossela adiantou que, muito provavelmente, o nome final do produto terá a palavra Microsoft incluída, por acreditar que a associação direta da marca será uma enorme mais-valia.