Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

"A Twist of Lennon." Morreu a primeira mulher de John

  • 333

Cynthia foi Lennon quando se casou com a lenda e deixou de o ser quando a vida lhe proporcionou um novo casamento. Mais tarde, recuperou o apelido. Tinha 75 anos e morreu vítima de cancro.

Cynthia Lennon, nascida Powell, foi a primeira mulher do músico John Lennon e mãe do seu filho Julian Lennon. Nascida em Blackpool, Reino Unido, cresceu num meio burguês, na chique península de Wirral, para onde a família se tinha posto a salvo dos bombardeamentos alemães.

Desde cedo dotada para as artes, conhece o futuro marido no Liverpool College of Arts, onde ambos frequentavam a classe de caligrafia. Após um namoro de quatro anos, casaram em Liverpool a 23 de Agosto de 1962, ela grávida, ele em plena ascensão com os Beatles já sob o comando do manager Brian Epstein, padrinho do casal, no ano do primeiro gande hit "Love me do".

Em várias biografias e artigos sobre os Beatles é referido que John Lennon era violento e possessivo com Cynthia, que sempre considerou a adição do marido ao LSD como a causa do fim do casamento. Durante o fenómeno da Beatlemania manteve-se no anonimato forçado por indicação de Epstein, mas na realidade preferia estar longe dos media, para não sofrer o constante acosso das fãs, sobretudo após se terem mudado para Londres.

Ainda casados, John Lennon iniciou o seu romance com Yoko Ono. O divórcio chegou em 1968, tendo Cynthia ganho, além da indemnização, uma pensão anual e a custódia do filho. Casou mais três vezes - com um empresário italiano, com um engenheiro inglês e com o dono de um clube noturno, originário de Barbados, com quem permaneceu até à morte deste.

Após o segundo divórcio mudou o apelido novamente para Lennon, por razões assumidamente financeiras, que a levaram ao longo da vida a leiloar objetos oferecidos por Lennon. Participou em várias ocasiões em atos memoriais de homenagem ao músico, por vezes ao lado das outras mulheres de Lennon, e escreveu dois livros de memórias, "A Twist of Lennon" em 1978 e "John" em 2005. Vivia em Maiorca, Espanha.

O filho publicou no seu site uma sentida homenagem à mãe, declarando que esteve sempre a seu lado durante a doença, e pediu respeito pela privacidade da família.