Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

A Internet em números em 2009

2009 deverá ficar para a história da Internet como o ano das redes sociais. O Facebook declarou ter chegado aos 350 milhões de utilizadores registados enquanto o Twitter adicionou 75,3 milhões de novos fãs entre Janeiro e Novembro. (Veja o vídeo no final do artigo)

Carlos Abreu (www.expresso.pt)

25,6% | População mundial ligada à Internet em 30 de Setembro. Destes, 42,6% residem na Ásia, 24.1% na Europa e 14,6% na América do Norte. A África, onde apenas 6,8% da população tem acesso à mãe de todas as redes, e no Médio Oriente, com 28,3%, registaram as maiores taxas de crescimento entre 2000 e 2009, a saber: 1392.4% e 1,648.2 %, respectivamente. Fonte: Internet World Stats

38,9% | Utilizadores de Internet em Portugal. Em relação a 2006 regista-se um crescimento de 3,2%, sobretudo entre as mulheres e os maiores de 18 anos em geral. Quem acede à Net em Portugal considera-a mais fiável do que as fontes interpessoais ou mesmo a televisão. Em contraponto, a falta de interesse é apontada por 39,9% dos inquiridos como a principal razão para não aceder à rede. Fonte: Obercom

40% | Cidadãos europeus que não têm acesso à Web em casa. Um estudo realizado pela União Europeia revelou ainda que um em cada quatro europeus nunca usou um computador. Fonte: Reuters

27 mil milhões | Horas passadas por internautas de todo o mundo a navegar na rede em Setembro. Mais 24% do que em igual período do ano passado. Em Setembro de 2009, 1,2 mil milhões de pessoas com 15 ou mais anos acederam à rede a partir de casa ou do trabalho. Fonte comScore

70% | Inquiridos em Setembro pelo grupo mundial de marketing Synovate que declararam preferir a Internet à televisão. O estudo foi realizado em 11 países e territórios (Austrália, Brasil, Canadá, China, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Hong Kong, Índia, Reino Unido e Taiwan) tendo sido entrevistadas 8.600 pessoas. A caixa que mudou o mundo foi considerada indispensável por 69% dos inquiridos. Fonte: Reuters

16,3 milhões | Novos assinantes de banda larga a nível mundial no terceiro trimestre, mais 2% do que em igual período de 2008, ao passo que os gastos com equipamentos de banda larga aumentaram 6,3%, para €2,2 mil milhões. Até ao final do ano deverão existir em todo o mundo 64,2 milhões de novos assinantes de banda larga, o que representará um crescimento de 5,2% quando comparado com os 60,99 milhões de 2008. Fonte: iSuppli

63,62% | Quota de mercado do Internet Explorer em Novembro. O browser da Microsoft continua a ser a aplicação mais usada em todo o mundo para navegar na Net sendo seguido pelo Firefox da Mozilla com 24,72%. Em terceiro e quarto lugares surgem o Safari da Apple (4,36%) e o Chrome da Google (3,93%). Fonte: Net Applications

Redes sociais

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg

Paul Sakuma/AP

350 milhões | Utilizadores registados no Facebook, a rede social fundada em 2004 pelo norte-americano Mark Zuckerberg. A classe etária que maior crescimento registou foi a dos internautas entre os 35 e os 49 anos. O crescimento dos utilizadores entre os 50 e os 64 anos foi duas vezes maior do que entre os menores de 18. Fonte: Blogue oficial do Facebook e Nielsen

734,2 milhões | Páginas de redes sociais acedidas durante o mês de Maio, o equivalente a 65% da audiência da Internet durante este período. Cada internauta acedeu, em média, a 525 páginas de sites de relacionamento social despendendo 3,7 horas. A Rússia lidera o ranking dos países com maior número de utilizadores de redes sociais (1300 páginas por mês) sendo seguida pelo Brasil (1220 páginas). Os EUA surgem na oitava posição, abaixo da média mundial, com 477 páginas. Fonte: comScore

€1,57 mil milhões | Custo suportado todos os anos pelas empresas britânicas resultante da quebra na produtividade dos colaboradores que acedem a redes sociais durante o expediente. O inquérito feito a 1.460 trabalhadores pela empresa de tecnologias de informação Morse PLC revelou que 57% navegam em redes sociais para deleite pessoal durante o horário de trabalho. Em média, cada trabalhador passou 40 minutos por dia em sites como o Facebook ou o Twitter, o equivalente a uma semana por ano de "papo para o ar". No início de Outubro, um estudo encomendado pela consultora de recursos humanos Robert Half Technology mostrou que 54% das empresas nos Estados Unidos haviam proibido o uso do Twitter, Facebook, LinkedIn e MySpace nos seus escritórios. Fonte: Computerworld

Os fundadores do Twitter, Evan Williams e Biz Stone

Os fundadores do Twitter, Evan Williams e Biz Stone

Jeff Chiu/AP

75,3 milhões | Internautas de todo o mundo que se registaram entre Janeiro e Novembro na rede social Twitter. A palavra "Twitter" foi ainda eleita pelo GLM, que monitoriza através da Net o uso da língua inglesa, como a mais usada na imprensa e nos media digitais em 2009. Expressões tais como "Obama" e "H1N1" tiveram de se contentar com a segunda e terceira posições, respectivamente. Fonte: Webpronews.com e Global Language Monitor

Videojogos online

22% | Crescimento registado no mercado de videojogos online nos Estados Unidos, nos primeiros cinco meses do ano. Até Maio, 87,1 milhões de norte-americanos jogaram online. A actual crise económica e financeira é avançada como a principal explicação para este fenómeno já que os jogadores optam por jogos mais baratos, ou mesmo gratuitos. Fonte: ComScore

19,4 milhões | Utilizadores únicos do Yahoo!Games nos EUA em Maio. O portal de jogos online da gigante da pesquisa na Internet foi o mais procurado pelos internautas. Um estudo realizado pela ComScore concluiu que os jogos autónomos são menos procurados do que aqueles que estão disponíveis nos portais. O "World of Warcraft", apesar dos seus 2,2 milhões de jogadores nos EUA, ficou na 21.ª posição no ranking dos mais populares. Fonte: ComScore

230 milhões | Utilizadores activos mensais que jogam "Mafia Wars", "FarmVille" e o recentemente anunciado "PetVille", entre outros, através da popular rede social Facebook. Ainda de acordo com a empresa produtora de videojogos norte-americana Zynga, mais de um milhão destes utilizadores compram bens virtuais para os seus jogos, que garantem 90% das suas receitas, calculadas em €150 milhões em 2009, com tendência para duplicar em 2010. Em Dezembro, um consórcio liderado pelo grupo russo Digital Sky Technologies investiu €126 milhões na Zynga. Fonte: Comunicado da Zynga

Pesquisa

Os fundadores da Google Sergey Brin e Larry Page

Os fundadores da Google Sergey Brin e Larry Page

Ben Margot/AP

65,4% | Buscas realizadas na Net através do Google nos EUA em Outubro. A gigamte da Internet lidera o ranking da pesquisa sendo a segunda posição ocupada pela Yahoo! com 18% e a terceira pelo Bing da Microsoft com 9,9%. Na comparação com Setembro, as audiências do Google e do Bing cresceram 0,5%, enquanto a Yahoo! registou uma quebra de 0,8%. Durante o período em análise os norte-americanos realizaram 14,3 mil milhões de pesquisas na Internet. Fonte: comScore

Música

1,3 milhões | Acessos contabilizados ao canal dos U2 no YouTube até às 3h00 de 26 de Outubro, para assistir à transmissão em directo do concerto da banda irlandesa no Rose Bowl em Pasadena (EUA).

3,5 milhões | Downloads realizados nos primeiros três dias online do álbum "LeftRightLeftRightLeft" da banda inglesa Coldplay. O disco, que reúne nove canções gravadas ao vivo nos espectáculos da digressão mundial "Viva La Vida", ainda poderá ser descarregado a partir do site oficial da banda. Fonte: Coldplay via Twitter

Email

67% | Internautas que declararam aceder à Internet para usar redes sociais, contra 65% que o fazem para utilizar o correio electrónico. O crescimento das redes sociais e dos blogues é duas vezes maior do que o registado por outras aplicações, tais como os portais, o correio electrónico e a busca. Fonte: Nielsen

92% | Mensagens indesejadas de correio electrónico que circulam pela Net. No segundo trimestre o volume de spam cresceu 141%. Os Estados Unidos são o maior produtor mundial. Fonte: McAfee

Blogosfera

15% | Blogueres independentes que declaram ser remunerados pela palestras que proferiram sobre os temas relacionados com os seus posts. O estudo "State of Blogosphere" revelou ainda que a inserção publicitária e de links pagos continuam a ser as principais fontes de receita para estes blogueres. Ainda são a excepção, mas já há quem consiga ganhar a vida a blogar. Fonte: Technorati

Vídeo

Os fundadores do Youtube, Chad Hurley e Steven Chen

Os fundadores do Youtube, Chad Hurley e Steven Chen

Tony Avelar/AP

6,6 mil milhões | Vídeos assistidos em Outubro no YouTube por 106 milhões de espectadores únicos. No mesmo período, 13,4 milhões de internautas viram 632 milhões de vídeos no Hulu, surgindo a rede social Facebook em terceira posição com 217,7 milhões de vídeos exibidos a 31,6 milhões de espectadores únicos. Se pensa que as redes sociais não terão qualquer impacto nos domínios do vídeo, é bem provável que esteja enganado. Fonte: Nielsen VideoCensus

Publicidade online

5,4% | Quebra registada no investimento publicitário na Internet entre Abril e Junho a nível mundial. Neste período, foram investidos €9,73 mil milhões contra €10,29 mil milhões no mesmo período de 2008. Só as regiões Ásia/Pacífico e Japão não registam qualquer quebra no montante gasto com anúncios na Web. Fonte: IDC

€1,94 mil milhões | Montante investido em publicidade online durante o primeiro semestre na Grã-Bretanha. Ao captar 23,5% do bolo publicitário a Internet supera, pela primeira vez, a televisão que se fica pelos 21,9%. No período em causa, o investimento em anúncios online cresceu 4,6%. Fonte: Internet Advertising Bureau

Comércio electrónico

390 mil | Livros electrónicos à venda na Amazon no ano em que esta mega-loja online declara que o seu leitor de e-books - Kindle - foi o produto mais vendido na época de Natal. Sem avançar com números, a Amazon garante ainda que no dia 25 de Dezembro os seus clientes compraram mais livros electrónicos do que em papel. Não estariam apenas a brincar com o aparelho?

2 mil milhões | Downloads realizados a partir da Apple Store em pouco mais de um ano. Esta loja online tem mais de 85 mil aplicações disponíveis para mais de 50 milhões de iPhones e iPods touch espalhados pelo mundo. Fonte: Comunicado da Apple