Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ainda há explosivos de Tancos à solta

O ministro Azeredo Lopes e Rovisco Duarte, comandante do Exército, garantiram que quase todo o material tinha sido recuperado. Mas ainda há explosivos e granadas por encontrar

Marcos Borga

Ao contrário do divulgado pelo Exército, o MP diz que ainda há material militar desaparecido. E fala de “perigo para a segurança interna”. Belém diz que “está em causa a investigação”. PJ investiga PJ Militar

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Jornalista de Sociedade

Para poder manter sob escuta seis suspeitos do assalto a Tancos, os procuradores do Ministério Público encarregados da investigação revelaram num recurso que, ao contrário do que tinha sido veiculado pelo Exército e pelo Ministério da Defesa, ainda há granadas e explosivos que não foram devolvidos. O material de guerra pode ser usado em atentados terroristas ou para arrombar portas blindadas, e o MP diz mesmo que a segurança nacional está em perigo enquanto os assaltantes não forem capturados.

Saiba mais na edição deste sábado do Expresso.